Guias de Viagem e Arte

 
 
nov 24 2015

15 obras e curiosidades sobre o pintor do Grito – Edvard Munch

1. Nos seus inícios enveredou pelo impressionismo. Mas nunca teve aquela doçura e tampouco pintava o que via como os impressionistas franceses. Ele mesmo afirmou que pintava o que tinha visto, portanto de memória. “Entardecer”(1888) tem um “q” de impressionismo, mas com este título a princípio este quadro deveria transmitir uma paz de espírito, mas que nada, quando você está diante dele, todo o espaço parece pulsar, inclusive a personagem no primeiro plano, que era a irmã do pintor (Laura) que já mostrava os primeiros sinais de uma doença mental que ia lhe distanciar cada vez mais do mundo.
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
2. Na obra “o Grito” (1a. versão – 1893), o personagem atormentado e disforme que emite este pedido de socorro agonizante é o próprio pintor.Ele se encontrava com uns amigos (ao fundo da tela) em uma colina perto de Oslo de onde se vê toda a cidade, a Colina de Ekeberg, quando sofreu um ataque de pânico. Mas ele não pintou a primeira versão do Grito em Oslo, e sim em Berlim.
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
Frases de Munch
Em 2013 dentro das comemorações de 150 anos do nascimento de Munch, a artista Marina Abramovic realizou uma performance na Colina de Ekeberg. Instalou uma moldura do tamanho do quadro original no ponto de inspiração do pintor e chamou a 270 pessoas da comunidade de várias idades, classes sociais e profissões para reinterpretarem este grito. A performance começou com a artista num grito de quase dois minutos.

15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
3. Não só de pinturas vivia Munch, suas xilogravuras (gravuras em madeira), litogravuras (gravura na pedra) e gravuras em metal são incríveis.

4. Trabalhava diversas vezes um mesmo tema, porque o tema em muitos casos era apenas um pretexto para experimentar. Como no caso do “Beijo” que começou com uma pintura e uma xilogravura em que o casal estava diante de uma janela se beijando. Depois o casal já aparece tão unido que se converte em uma só figura. Para ele o amor levava à perda da identidade e sempre trazia consigo dor!
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
5. Falando em dor, eu me identifiquei total com Munch porque era muito melodramático. Algumas pinturas narram verdadeiras cenas dignas de dramalhão televisivo, como em “Ciúmes” (1907), onde no primeiro plano um ser enlouquece de ciúmes por se dar mal em um triângulo amoroso. O personagem que se deu bem foi Munch que ao fundo beija a escritora, Dagny Juel. O terceiro em discórdia é o escritor Stanislaw Przybyszewski.
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
6. Nesta onda melodramática, ele pintou aquelas emoções que parecem que vão desgarrar nosso coração. Emoções que sequer conseguimos definir e ele foi capaz de sintetizá-las em poucas formas e muitas cores. Criou telas como “Nú feminino de joelhos” (1919) que é difícil dar às costas porque não nos deixa indiferente e é quase terapêutica!
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
7. Simplifica ao máximo as formas e usa tantas cores que sempre parece estar ao limite entre a obra genial e a obra infame. Mas ele sabe quando parar. Uma economia de formas x uma explosão de cores, que te chegam à alma. Como nos “Solitários”(1894)

15 obras curiosidades pintor grito edvard munch15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
8. O melodrama lhe envolve desde que era pequeno, sua mãe morreu de tuberculose e a doença também matou uma de suas irmãs e ele parou no hospital por ela. No quadro “A menina doente”(1907) ele mostra sua irmã agonizando, uma tela triste mas tão sensacional esteticamente falando que ela te arrebata. Você quase chora diante dela, mas ela te retém. Os bons quadros são assim, dirigem teu olhar por todos seus detalhes, e sem se dar conta você está metido em um labirinto, olhando pra si mesmo, indagando sobre a vida e desejando nunca esquecer aquele momento.
Munch
9. Viveu numa época de liberação da mulher que somada às suas péssimas experiências pessoais fez com que pintasse a mulher de uma maneira meio estranha, como em “Mulher Vampiro” (1916), esta mulher que suga o homem. Na real ele chamou o quadro de “Amor e dor”, mas um amigo disse que parecia uma vampira e que era melhor mudar o nome porque estava de moda o tema dos vampiros depois do sucesso de Bram Stoker com “Drácula”!
15 obras curiosidades pintor grito edvard munch
Frases de Munch
10. A mulher pode matar ao homem que ama como em “Assassinato”(1906) que pode fazer referência a sua própria vida, porque ao romper com um dos seus grandes amores, ela acidentalmente lhe deu um tiro na mão (o que se vê na tela) e ele acabou mutilado 🙁
Munch
11. Muita gente lhe compara com Van Gogh, tá certo que eram ambos melodramáticos, usavam a cor e pintavam emoções. Mas Munch não teve a vida tão infeliz de Van Gogh, ele viveu até os 80 anos de idade e apesar de usar muita pintura sobre a tela, seus quadros não tem o “impasto” do holandês. Sabe aquele montão de tinta que quase faz um relevo? Isso é o impasto. Além do que ele foi reconhecido em vida e não morreu sem viver de sua arte.
Van Gogh e Munch
12. Munch é considerado o pai do expressionismo, ou como mínimo uma de suas grandes inspirações junto à Van Gogh. O certo é que ele expôs em 1908 com um dos grupos que deram origem ao movimento – “Die Brücke”. Diz pra mim se “Ansiedade”(1894) não é expressionismo puro!?

Munch

13. Tinha uma fascinação por pontes, elas aparecem uma e outra vez em sua obra, desde a famosa “O Grito”, em “Ansiedade” e de uma forma muito sossegada numa de suas telas de seu último período “As meninas na ponte” (1933/1935).

Munch

14. Realizou muitos autorretratos ao longo de sua vida, tanto pinturas como fotografias. O legal é que nas fotos muitas vezes aparece naquela posição usual atualmente em tempos de selfie, afastando o braço para se fotografar. Munch durante sua vida nunca expôs estas obras, talvez fossem um método de autoconhecimento!
Munch
15. Foi um visionário, fez experimentações nos anos 1920 que até hoje se consideram inovadoras como expor seus quadros à ação da neve, da chuva e dos animais selvagens.

Veja todos nossos posts de ARTE, clicando aqui 🙂

Chamada video 2
Madri - Guia do Prado
Guia Louvre

* as frases do texto são de Munch e foram traduzidas do livro: El friso de la vida (Ilustrados) (Spanish Edition)

6 Comentários

  1. Juliana Honorato

    amei o post!!!Patri que delicia de texto e de informação apaixonante pela Arte e cheio de Arte! Mais que recomendado! ?

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuuu Ju 🙂 Estive na exposição de Munch este fim de semana em Madri e a verdade que está maravilhosa!

      responder
  2. Carmen

    Maravilloso post. Una clase magistral. Me interesa especialmente destacar tu originalidad para abordar cualquier tipo de temas, tanto los artísticos, como los puramente útiles y relacionados con lo más cotidiano de los viajes (rutas, desplazamientos, hoteles, restaurantes, consejos…)

    Tu mirada curiosa y analita sobre la vida de Munch sirve como complemento perfecto para la divulgación de su obra. Chapeau!

    Este post me ha recordado que hace años vi la película de Peter Watkins sobre la vida de Munch. Me impactó mucho, ahora no sé si me impactaría de la misma manera, pero me alegro mucho de haberla visto.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Carmen, gracias, gracias y muchas gracias 🙂

      responder
  3. Phillipe

    Olá Patrícia! Adoro ler seus posts sobre arte. O do Barroco com a sua playlist foi divino e este não menos. Tive a oportunidade de ver na mostra Bellezza divina no Palazzo Strozzi, uma Madonna de Munch que até hoje estou digerindo, pois existia uma carga de polivalentes sensações. Eram duas litografias uma ao lado da outra. Uma colorida a mão e outra não. Segue o link: http://steveawiggins.com/tag/edvard-munch/
    Pesquisando depois, vi que ele fez versões a óleo dessa Madonna também, suando um tema e algumas formas de expressão.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Uma destas litografias estavam na expo que acabei de ver no Thyssen, amanhã vou colocar uma foto pra ti lá no Facebook porque compramos um poster dela 😉 que coincidência vc falar bem desta obra!

      Um abraço e brigaduuu por sempre estar por aqui!

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Publiquei a última parte do guia de leitura desse mês. Lembre que nosso bate-papo sobre ele vai rolar no dia 27 de fevereiro às 19:30 horas no YouTube - Patricia de Camargo. Ah, é o guia vc encontra no www.turomaquia.com 🤓

#lendoarte #seurat #nationalgalleryoflondon #pontilhismo #historiadaarte #artemoderna #issoearte
  • Sentados no chão do café da Galeria degli Uffizi tomando um aperol spritz após a visita. E você acha que a gente tá com cara de infeliz?! 😂😂 Esse é um baita museu, mas que tem um café minúsculo, então não tivemos muita alternativa e estávamos mortos depois de 6 horas entre obras 🤷🏽‍♀️ Qual foi o café ou restaurante que você mais curtiu dentro de um museu?

#galeriadegliuffizi #firenzelovers #artmuseum #museu #italyart
  • Mostro pouco minha cidade por aqui. Mas uma das minhas resoluções de ano novo é resolver essa pendência 🥳 
#laspalmasdegrancanaria #vegueta #grancanarialovers🖤 #canaryislands
  • Dica Londres: vai para a cidade até 15 de março? Visite a exposição temporária de Dora Maar no Tate Modern. ⁣
⁣
Está simplesmente maravilhosa. Perfeita para você entender como ela passou de atuar como fotógrafa para grandes revistas de moda a ser uma dos bastiões do surrealismo. É claro que falam da sua relação com o Picasso, mas fiquei sabendo lá que ela além de fotografar todo o processo de desenvolvimento do Guernica, também deu algumas pinceladas no quadro e que Picasso se inspirou em uma de suas obras para colocar aquela lâmpada olho no quadro que virou símbolo da luta contra a guerra.⁣
⁣
Para entrar na coleção do Tate você não paga nada, mas as exposições temporárias são pagas. Essa custa 13 libras e vale cada centavo! Evite os finais de semana quando os londrinos também vão em massa ao museu.⁣
⁣
#doramaar #tatemodern #londresmuseu #oqueveremlondres #exposiçoesquevalemapena #artemoderna #historiadaarte #surrealismo
  • Dica de Londres: Sky Garden - Vista bacanuda e gratuita. Numa cidade em que a maioria dos mirantes são caros, é quase uma dádiva ;) ⁣
⁣
O Sky Garden fica na City of London e para subir basta com reservar pelo site: https://skygarden.london/booking ⁣
⁣
Como tem uma varanda aberta, no inverno faz frio lá em cima, por isso vá preparada(o)!⁣
⁣
Hoje por exemplo, dia 03/02 já estão abertas as reservas até 1/03. Lá em cima dá para comer alguma coisa, beber um drink. Abre de segunda a sexta das 10:00 às 18:00 horas. Nos finais de semana e feriados, das 11:00 às 21:00 horas.⁣
⁣
#skygardenlondon #mirantelondres #londresdesdecima #londonlovers #londonviews
  • Dica de Londres: na real essa dica quem me deu foi a clarissa do @dondeandoporlondres. Estava fazendo umas pesquisas em Londres e ela me disse que devia ir a Guildhall Art Gallery. Sai do Sky Garden e fui caminhando até o centro administrativo da City of London. O lugar em si já tem uma atmosfera difícil de explicar. Mas vamos lá, você vem andando entre arranha-céus, passa por edifícios neoclássicos da Justiça e de repente entra numa espécie de praça com um chão lindo e edifícios que te abraçam na sua escala. Ou seja, são grandes, mas depois de passar pela selva de pedra, parecem casas, se é que você me entende ;)⁣
⁣
Como todos os grandes museus londrinos, a entrada é gratuita. Exceto, quando abriga exposições temporárias. Primeira surpresa: os restos arqueológicos da cidade romana: Londinium, construída no século 1 d.C. e que chegou a ter entre 20.000 e 30.000 habitantes. No subsolo do Guidhall Art Gallery poderá ver alguns dos restos arqueológicos numa montagem prá lá de didática.⁣
⁣
As salas da galeria abrigam pintura vitoriana, ou seja, produzida entre 1837 e 1901, durante o reinado da Rainha Vitória. São vários estilos, pois essa denominação é temporal. As pinturas estão divididas por tema que te mostram como era a sociedade da época. ⁣
⁣
Assisti parte de um tour gratuito e se você tem um inglês intermediário, acho que valeria a pena dar uma olhada se no horário da sua visita não tem nenhum acontecendo. ⁣
⁣
Uma das peças-estrela do museu é "La Ghirlandata", pintura pré-rafaelita de Dante Gabriel Rossetti. Mas que infelizmente está sendo restaurada nesse momento. Mas mesmo assim, vale a pena a visita. Calcule entre 30 minutos e 1 hora para a visita. ⁣
⁣
#guidhallartgallery #londonmuseum #londonlovers #prerafaelita #pinturavitoriana #artlondon

Follow Me!