Guias de Viagem e Arte

 
 
out 05 2011

Excursão desde Puno – a comunidade que vive nuns grandes colchões d´água!

Tarde da noite, levanto sem ar. Uma sensação que minha cabeça vai explodir, é o bendito mal de altura. Puno está a 3800 metros, uns 300 a mais que Cusco, e mais de 1.000 que Machu Picchu!

Cedinho saía o tour pelo Lago Titicaca. Sentia como se tivesse acordado do avesso. Eu, a louca do café-da-manhã, comi pouco. O mal de altura assusta, e comer muito só dá mais força para o bicho. O dia amanheceu cinza e não digo mais.
Puno - Peru - Image00001

Um pequeno ônibus leva nosso grupo até o porto de onde saem os barcos para o tour. A primeira parada, a uns 30 minutos de barco de Puno. A comunidade dos Uros. Que vive em cima de uma planta, constrói com a tal da planta e até esquenta a comida com a dita cuja. A planta milagrosa: a totora. Uma planta aquática que os UROS tiram do próprio lago. Atualmente vivem nestas ilhas flutuantes, mas quando chegaram os espanhóis eles viviam em balsas de totora (na foto se vè a totora, esta planta verde).
Puno - Peru

Há uma espécie de rodízio entre as ilhas, assim todas acabam recebendo turistas. A agência que te leva paga uma taxa, o que eu acho mais que justo. Sair do barco e pisar “terra pouco firme” é uma sensação estranha. As ilhas são como grandes colchões d´água. Sentamos em meio círculo e eles nos contam como constroem sua “cidade”. Juntam a raiz de várias totoras, com cordas, e depois ancoram para que não se movam no fundo do lago. Brincam que se existem brigas entre os moradores de uma mesma ilha, o que fazem é cortá-la ao meio. Piadas a parte, é uma construção frágil e que necessita sempre de manutenção.
Puno - Peru - Image00004
Puno - Peru - Image00005

Depois nos dividem em grupos, e cada família nos recebe em sua casa. Uma habitação onde eu não posso ficar de pé. Meu grupo de 4 mulheres senta-se e o jovem casal começa a nos explicar sua rotina. Em mente, me vem uma regra antropológica, onde você nasce te define e te limita. Diante de mim uma jovem de 21 anos e com 4 filhos. É feliz: provavelmente. Mas tudo me remói por dentro, e sabendo que serei turisticamente incorreta, tenho muita vontade de sair logo daquela casa. Entre minha claustrofobia, as verdades do mundo e o cheiro de umidade, estou bastante agoniada.

Chega o momento de vender o artesanato que eles produzem, tanto os homens como as mulheres. Depois, duas maneiras de ir até outra ilha onde funciona uma lanchonete e um verdadeiro mercadinho. Com o nosso barco normal e corrente ou com o super barco de totora, que eles chamam de Mercedes –Benz. Custava uns 3 soles, e claro que todo mundo quis ir de Mercedes, porque nem o mal de altura deixa a gente tão ruim da cabeça para trocar um mercedes por um fusca!
Puno - Peru  - Image00006

Info prática: realizei este tour com a empresa: Kollasuyo Tours.

Quer receber mais dicas de viagem ou ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

fotos: turomaquia_2011

17 Comentários

  1. Sut-Mie | Viajando com Pimpolhos

    Adorei! Tb tem essas comunidades do lado da Bolívia, tenho muita curiosidade em conhecê-las!
    Bjs
    @viagempimpolhos

    responder
    • Patricia de Camargo

      É bastante interesante ver este estilo de vida, conhecer esta realidade tão distante da nossa.
      beijos

      responder
  2. Carolmay

    Também fiz um tour tipo este. Impressionante morar nestas ilhas não? Fiquei imaginando nas noite mega frias… Eu comi totora e bolinho de totora.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Carol, o dia que fui chovia e fazia frio e pensei a mesma coisa. Percebi que eles se vestiam com um montão de camadas, e perguntamos como era o tempo, elas disseram que só era ruim até o final de março, depois era uma maravilha.
      beijos

      responder
  3. Érika Marques

    Então, fiquei em Puno apenas uma tarde,o suficiente para fazer este passeio. Adorei, achei interessante as ilhas flutuantes, a maneira como vivem a cultura.

    Gostei de Puno, não achei tão feia como relataram antes. Eu gostaria de ter ficado uma noite e aproveitar melhor a cidade.

    Beijos

    Érika

    responder
    • Patricia de Camargo

      Erika, eu domi 2 noites em Puno e curti bastante a cidade, e voltaria 🙂

      responder
  4. Natalie

    Que relato lindo, amiga! 🙂

    responder
  5. Tiago

    Oi, sabe me dizer se é possível fazer este tour no lago chegando as 14h30min de Arequipa?
    Obrigado.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Tiago, o passeio que eu fiz era de dia inteiro, mas possivelmente as empresas ofereçam um passeio pela tarde indo apenas às ilhas flutuantes, porque Taquile está mais longe.

      responder
  6. Josefa Povh

    Oi Patrícia,

    Sempre quando vou viajar procuro saber o q. vc escreveu sobre o lugar que vou conhecer.Parabéns mais uma vez. Me diga uma coisa, chego na noite de 16/11 a Puno e só tenho o dia seguinte p/ desfrutar Puno-ilhas flutuantes e… Te pergunto: posso ir logo cedo, direto ao local de onde saem os barcos e lá comprar o passeio? As ilhas de Uros pelo que tenho lido, fica perto e tem tour de meio dia. Vale continuar até Taquile e passar tantas horas viajando de barco e retornar no fim da tarde? Se fizer essa opção não terei tempo livre p/ conhecer Puno. pois na manhã seguinte, muito cedo tenho que ir até Juliaca p/pegar o voo p/Lima. Agradeço a tua atenção.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Josefa, acho até que dá, ou quando chegar no teu hotel, ver se eles não podem te indicar uma empresa para o dia seguinte. Eu contratei antes.

      Eu curti mais Taquile do que as ilhas dos Uros, mas isto é questão de gosto. Puno em si não tem muito que ver, acho que valeria mais a pena fazer o passeio às ilhas, e depois escolher um restaurante legal para a noite. Puno é mais alta que Cusco, por isso pergunta a teu médico de confiança sobre a questão do mal de latura, eu comecei a passa mal na viagem de Arequipa a Puno.

      A atração de Puno são as ilhas e o lago Titicaca. Na volta me conta como foi!

      responder
  7. Andrea

    Patricia, vc acha q devido ao mal da altitude, seria melhor começar o tour pelo Peru por Cusco e Machu Picchu? Fiquei com muita vontade de ir para Puno por causa do trem Andean Explorer.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Andrea, não necessariamente porque se vc tiver propensão ao mald e altura chegando em Cusco poderá sofrê-lo da mesma maneira! Puno se encontra a mais altura que Cusco, e este trem é incrível demais!

      responder
  8. Josilene

    Olá,

    Esse tour você contratou por qual Agência? Tem muitas? Você recomenda alguma? E o valor delas?
    Abçs

    responder
    • Patricia de Camargo

      Josilene, fechei todos meus tours com a Setours, que me derivou em Puno para a empresa – Kollasuyo Tours.Eu tive mal de altura, passei mal, e por isso não tenho muitos dos valores gastos nestes dias da viagem 🙁

      Um abraço

      responder
  9. DIANY

    Olá, Patricia irei dia 15 para cusco ficarei até o dia 19 e ai pegarei um ônibus fazer a rota do Sol para Puno e no dia 20 pretendo conhecer as ilhas de Uros e o lago titicaca e dia 21 de outubro as 8 pegarei o trem que vc fez . Tenho 3 perguntas :
    1- Da pra conhecer puno o dia inteiro do dia 20 ? Posso compara o tour por lá ?
    2- Onde passar a noite dos dias 19 para 20 e do dia 20 para 21 quando pegarei o trem para Cusco logo cedo.

    #- Os bilhetes desse trem já estão incluidas as refeições ? Não tem isso quando fiu tentar comprar os bilhetes. Vale realmente á pena ? Com a alta do dolar ta saindo muito puxado.

    Parabéns pelo blog lindo d mais !

    Obrigada

    responder
    • Patricia de Camargo

      Oi Diany,
      1 – Dá sim, dá prá comprar o tour por lá. Eu incluiria no tour a Ilha de Taquile! – https://turomaquia.com/excursao-desde-puno-taquile-para-chegar-ainda-perto-do-ceu/
      2 – Dia 19 teria que estar em Cusco e no dia 20 em Puno, se entendi corretamente teu roteiro. Entendi tua pergunta, era isso?
      O trem inclui as refeições e para MIM foi um dos pontos altos desta viagem 🙂
      Brigaduuuuuu pelo elogio!!! Na volta me conta o que achou do trem!!!
      Beijos

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!