Guias de Viagem e Arte

 
 
fev 15 2010

Igreja de São Domingos: a beleza da brutalidade da natureza

É só andar pela cidade, para encontrar edifícios que testemunham a violência dos terremotos de 1755. A cidade renasceu graças ao Marquês de Pombal. Por uma circunstância filosófica e estética, muitos dos monumentos não foram totalmente reconstruídos. Era a época do Romantismo, onde tudo era dramático e levado ao extremo. Os românticos acreditavam que as ruínas de monumentos deveriam ser conservadas tal e qual, sem intervenções. E são estas ruínas que nos ofecem testemunhos desta brutalidade da natureza, que em alguns casos e com os passar dos anos criou lugares poéticos como o Convento do Carmo ou o claustro da Catedral da Sé.
Igreja de São Domingos
Foto de ¡Hola! Portugal

Outra igreja assolada por este terremoto foi São Domingos. Nela se celebravam os atos de fé da Inquisição, daqui saiam os condenados à fogueira, e também foi o lugar de celebração de casamentos e batizados reais. Ela resistiu ao tremor de 1755 e ao incêndio de 1959, mas as marcas de ambos estão em suas paredes.

Igreja de São Domingos

Foto de ¡Hola! Portugal
É impressionante entrar nesta igreja de interior avermelhado e ver esta cor enegrecida das paredes devido à fumaça do incêndio ou colunas que lhes faltam pedaços em razão do tremor. Não pude tirar fotos, porque era hora de missa, mas garanto que vale a visita.

Para chegar até ela? Fica no Largo de São Domingos, bem do ladinho da Praça D. Pedro IV.

Igreja de São Domingos
A Igreja fica no ponto “A”

Leia também:
Convento do carmo – o teto estrelado de Lisboa
FotoGaleria: Convento do Carmo
Catedral da Sé: da Roma Antiga até nossos dias

Fotos de ¡Hola! Portugal
Mapa: Google Maps

1 Comentário

  1. Paula Brum

    Hum, essa ainda não conhecemos. Colocando na listinha, para abril! Abraços, Pat!

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Já viu o novo vídeo da Provence no YouTube - Patricia de Camargo? Estou chocada porque perguntei nos Stories quem tinha assistido o filme do Russell Crowe, “Um Bom Ano” e me senti muito velha 😂😂😂 70% não tinha assistido. E por que perguntei? Porque no novo vídeo aparecem cenários deste filme 😉

#provence #gordes #lugaresdecine #francelovers #russellcrowe
  • Vem “sextar” comigo junto à um dos cenários do filme do Russell 😉 “Um Bom Ano”. Onde? 👉🏽 No YouTube - Patricia de Camargo 😎

#provence #gordes #umbomano #cidadedecinema #francelovers
  • Uma das vistas possíveis de um atrativo mais amado por fora que por dentro, o Padrão dos Descobrimentos em #Lisboa 👉🏽 A entrada custa 6€. 💁🏽‍♀️ Combina com visita ao Mosteiro dos Jerônimo + Torre de Belém + lanche nos Pastéis de Belém e dependendo do horário, caminhada até o #Maat para ver o pôr do sol.

#roteirolisboa #lisboalovers #bairrobelem #padraodosdescobrimentos
  • “Traduzir uma pintura em uma fotografia era um desafio que queria alcançar. Queria respeitar a imagem e a sensação que produzem os mestres, mas necessitava dar uma volta conceitual que pudesse criar uma nova capa visual na imagem original”. 👀 Para saber mais sobre o fotógrafo Freddy Fabris que saltou à fama internacional com uma série de fotografias que ele intitulou: “Renaissance” veja o último post do www.turomaquia.com

#artecontemporanea #artistacontemporaneo #fotografiaartistica #freddyfabrisphotography
  • Por sol neste momento desde o escritório Turomaquia 🙏🏽 #sunset #sunsetlover #laspalmasdegc #grancanarialovers
  • Caminhando sobre uma reserva gigantesca de ocre no novo vídeo da road trip pela #Provence (Clique na bio ou visite o YouTube - Patricia de Camargo). Esta viagem foi genial e é difícil falar gostei mais disso ou daquilo, mas confesso que este dia foi muito especial 😉

#roadtripprovence #roussillon #sentierdesocres

Follow Me!