Guias de Viagem e Arte

 
 
abr 13 2010

Le Pain Quotidien – Madri

Onde comer em Madri

Na minha última ida a Madri, comentei que almocei no Le Pain Quotidien. Uma padaria-bistrô. O ambiente é aconchegante com móveis de madeira. Chovia naquele dia, e para mim era o refúgio perfeito. Eles oferecem desde café-da-manhã até comidinhas de fim de noite.

Onde comer em Madri

A idéia da criação desta franquia com mais de 100 lojas em 15 países foi do chef belga Alain Coumont. Quando trabalhava em um restaurante não conseguia encontrar o pão adequado para seu local. Assim resolveu abrir uma pequena padaria. Na elaboração do pão utiliza farinha orgânica, sal e água. A diferença é dada pela qualidade dos ingredientes e a forma artesanal de produção. O pão é amassado e moldeado
manualmente.
Instagram-banner
Eu nunca fiz pão, mas só louca pelo dito cujo. Posso afirmar que o pão do Alain é delicioso. Naquela tarde em Madrid, pedi uma sopa de abóbora com creme de queijo. Veio acompanhada de umas rabanadas de pão, para comer ajoelhada! Pão tipo: casa da avó! Para beber, fui de limonada com lichia, outra delícia. Por esta refeição, paguei 8,40 €.

Le pain Quotidien - Madrid

Le pain Quotidien - Madrid

No cardápio as tartines, tortas salgadas com uns recheios de arrepiar, olha só alguns exemplos:

  • Rústica de atum marinado com mostarda, humus e cebolinha verde.
  • Ricota com pedacinhos de presunto ibérico, figos, tomate e mel.
  • Presunto ibérico com queijo brie e tomates secos.
  • Camarões, abacate e molho oriental.

Le pain Quotidien - Madrid

Também servem saladas, tábuas de queijos, tortas doces e uma grande variedade de pães, patês, queijos e sucos no café-da-manhã. O melhor, gostou do pão, passa no balcão e compra. Na padaria propriamente dita, ao lado do salão de degustaçao, vendem os produtos by Alain Coumont.

Le pain Quotidien - Madrid

Horários do local da Calle Fuencarral, 95:
Lunes-Jueves: 8:00 – 0:00
Viernes: 8:00 – 1:00
Sábado: 9:00 – 1:00
Domingo: 9:00 – 0:00

Outros locais por Madri:
C/ Velázquez 92
C/ Gran Vía 46
Centro Comercial El Zielo
Avenida de Europa 26 B, Planta 2 – Pozuelo de Alarcón

Site: http://www.painquotidien.com/
Madri - Guia do Prado
O que fazer em Barcelona - Guia (ebook)

imagens: turomaquia_2010 e folheto Le Pain Quotidien

3 Comentários

  1. licia

    Gostaria de saber mais informações sobre se hospedar na pension bueno no periodo de junho. você indicagrata

    responder
  2. Armando O Cara

    Saint German, de Madrid ?To chegando : ) !

    responder
  3. Patricia de Camargo

    Licia, a reserva para a Pensión Bueno deve ser realizada por telefone. Pode ser que eles te peçam o depósito de uma diária, caso esteja no Brasil tente explicar que a transferência seria bastante cara e se eles podem receber a diária no dia da tua chegada.Eu indico, mas é um hotel bem simples e familiar.Mando, é isso mesmo, a Saint German madrilenha hehehehe Já programei uma passada por lá!Beijos aos dois

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • O que é isso? Uma estação de trem basiquinha 😂😂 Qual foi a estação de trem mais bonita que você já conheceu?

#atocha #trem #madrilovers #tremEspanha
  • O entardecer da janela do nosso quarto de hotel. Como alguém abandona esse lugar? 
Mas amanhã não tem jeito, porque uma cidade monumental nos espera no sul 🙆🏼‍♀️ #madridview #madrilovers #hotelview #hotelesdeensueño #madri
  • Pelas ruas de Madri 💁🏽‍♀️ #street_photography #madrilovers #madrid🇪🇸 #espana🇪🇸
  • Desfrutando de uma visão 360 graus de Madri, onde? No nosso hotel. Para descobri-lo, clique no link da bio 💁🏽‍♀️ #viewmadrid #madrilovers #espanha🇪🇸 #hotelcomvistas
  • Depois de ver a série sobre Chernobyl na HBO, decidi comprar o livro da bielorussa e ganhadora do Nobel da Literatura, Svetlana Alexiévich. 🌟Madre mía, que livro. Para quem assistiu a mini série, a história do bombeiro e sua esposa é uma das que aparece nesse conjunto de entrevistas que pouco a pouco conformam diante de nossos olhos a história das pessoas invisíveis e muitas delas “desaparecidas” graças ao acidente de Chernobyl.

Essas vozes vão desenhando o que verdadeiramente aconteceu naquele 26 de abril de 1986 e nos meses subsequentes. E no fundo, vamos compreendendo como se forjou o caráter soviético resignado de entregar à própria vida ao Estado.

Entramos na vida de pessoas que de crianças sofreram com o Cerco a Leningrado (atual São Petersburgo) e que por ironia do destino hoje vivem na enorme área afetada pelo desastre. ➡️ Mas que vivem, sobrevivem vendo crianças que sucumbem aos mais diversos tipos de câncer, mulheres e homens que não podem ter filhos e um desalento que lhes leva a viver de glórias  e tempos passados. Porque além do desastre, das casas que deixaram, dos seres amados que perderam, também viram como seu mundo inteiro desabava com a quebra do bloco soviético.

A escrita de Svetlana é brilhante e como o outro livro que comentei “Pátria”, devia ser outra leitura obrigatória no Ensino Médio. Daqueles livros que fazem com que saímos da zona de conforto do nosso próprio umbigo, porque nos revela um sofrimento que dificilmente quaisquer de nós poderia suportar. Uma zona do mundo onde reina a desesperança. (Link da edição em português na bio)

#chernobyl #svetlanaalexievich #turolivros #oqueler  #vozesdetchernobil #desafioumlivropormês #books📚
  • Nem só do mosteiro vive Alcobaça. Dá uma olhada nas primeiras fotos 🤪 Preparei um guia completo para você desfrutar muito da cidade e do seu Patrimônio Mundial da Humanidade. Link na bio 👈🏽 #alcobaca #portugalovers #foodlovers #ondecomeremportugal #centrodeportugal #restauranteportugal #patrimoniomundialdelahumanidad

Follow Me!