Guias de Viagem e Arte

 
 
maio 09 2011

O que fazer em Inishmór – Ilhas Arán

Nós chegamos na ilha um pouco depois das 11:00 horas. Como íamos voltar no mesmo dia, decidimos pegar um dos ônibus que  dão à volta à ilha com algumas paradas. O nosso era um pouco claustrofóbico.o melhor teria sido escolher um com as janelas mais panorâmicas. Pagamos 10€ por pessoa.

Primeira parada: casas típicas convertidas em bares e lojas de soouvenirs. Tudo hiper ultra fotogênico. Depois de uns 10 minutos veio a parada mais interesante da jornada, o forte arqueológico Dún Aonghasa. O guía nos deu 1 hora e meia de liberdade. Passou voando.
Inishmór - Ilhas Arán
Inishmór - Ilhas Arán Inishmór - Ilhas Arán

De volta ao ônibus, passamos por praias geniais, locais utilizados como cenários de filmes, mas nada de parar, snif snif A última parada foi em umas das varias ruínas de igrejas do século 5 a 8 a.C. espalhadas pela pequena ilha, mostrando seu passado como paraíso católico. A parada foi rápida, coisa de 15 minutos.  Faltou tempo para ver as inúmeras cruzes de pedra bem ao estilo irlandês, repletas de relevos.
Inishmór - Ilhas Arán
Image00017
Image00018 Inishmór - Ilhas Arán
Inishmór - Ilhas Arán
Inishmór - Ilhas Arán

Na volta, tivemos tempo para “O fish & chips” da viagem e para percorrer uma grande loja junto ao porto. Bisbilhotamos as mais famosas blusas de lã da Irlanda, que são as fabricadas nas Ilhas Arán.
Inishmór - Ilhas Arán

A excursão cumpre seu papel, mas para nosso ritmo é tudo muito rápido e amarrado.  Podíamos ter alugado bicicletas,  a 10€ cada. Quem sabe não conseguíssemos dar a volta à ilha toda, mas teríamos nos divertido ainda mais.
Image00019

O melhor mesmo é pernoitar na ilha, nem que seja uma noite. A viagem de barco é cansativa para realizar o bate-e-volta, e sobra pouco tempo para visitar os atrativos. Seria melhor cheagr no útlimo barco, curtir a night na ilha, e bem cedinho sair de bike. E para quem vai com crianças, uma excelente opção é passear de charrete. Elas também fazem a volta da ilha.
Inishmór - Ilhas Arán

Veja todos nossos posts da IRLANDA

Busque e reserve seu hotel nas Ilhas Arán, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de 15% \o/ Clique aqui, e para ganhar o desconto neste mês de julho/2015, coloque o código: TODEFERIAS. Para ver os descontos em outros meses, clique aqui

Posts relacionados:
Um forte com mais de 3.000 anos nas Ilhas Arán – Dún Aonghasa
O melhor fish&chips da viagem da Irlanda
Como chegar às Ilhas Aran

fotos: turomaquia_2010

4 Comentários

  1. Carmen

    Boas dicas! Gostei da informação sobre forte arqueológico Dún Aonghasa e as Ilhas Arán! (vocês gostam e viajam muito pelas ilhas, eh?)

    responder
    • Patricia de Camargo

      hehehe, Carmen, nunca tinha pensado nisso. Mas é a mais pura verdade!
      beijos

      responder
  2. Paula

    Olá,
    Vou para a Irlanda em junho e quero conhecer as aran islands. Você acha que Inishmore é muito mais interessante que a Inisheer (a menorzinha)? O Dun Aonghasa vale tanto a pena assim?
    É que tô com um roteiro um tanto quanto impossível, acho. Queria ir à Inishmore, fazer o passeio de barco dos Cliffs of Moher (para vê-los por baixo) e ainda ir aos Cliffs por cima. Não encontro tour que faça as 3 atrações, são sempre com Inisheer. Tenho a opção de alugar carro, mas mesmo assim os horários dos ferries não batem…
    Quanto tempo leva de Doolin pra Inishmore e vice-versa? Eu não entendi no site da empresa de ferry quais são os horários da volta, vc lembra? Ele fala em um ticket outbound às 10h, o que é isso?
    Vc acha que umas 3h na ilha são suficientes para conhecer de bicicleta o Dun Aonghasa, ver algumas praias e os murinhos de pedra?

    Agradeço se puder me ajudar. Estou bem perdida e preciso resolver logo o roteiro da viagem para comprar as passagens internas.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Oi Paula,
      eu apenas fui até a grande, por isso é complicado dizer qual é a mais legal. O Dun Aonghasa é legal para quem curte arquelogia, agora o que é fenomenal são os precipícios ao redor, a paisagem é alucinante. Mas não vale a pena fazer a ilha correndo.

      Desde Doolin até Inishmore a trajetória leva de 1 hora a 1 hora e meia dependendo do mar.

      Ticket outbound costuma ser o horário da saída.

      Três horas não são suficientes para fazer o percurso na ilha.

      Eu faria num dias as Ilhas e no seguinte os Cliffs of Moher que é outro passeio fantástico!

      Qualquer dúvida, pode perguntar!

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!