Guias de Viagem e Arte

 
 
out 04 2019

Vienna Pass – Vale a pena comprar o Vienna Pass?

Eu usei o Vienna Pass na minha viagem à cidade e a pergunta que mais me fizeram: “Você achou que valeu a pena?”.

Para mim, decididamente sim.  A princípio estaria mais dias na cidade e comprei o passe de 2 dias, mas problemas da vida me levaram a retornar antes à casa e mesmo assim fiquei bastante satisfeita com o passe.

Tenha em mente que as entradas aos principais atrativos de Viena são caras. E outra coisa básica, não converta em reais. As férias são aquele momento em que vivemos uma vida diferente do nosso cotidiano. Por isso, aproveite!

Vale a pena comprar o Vienna Pass – Meu roteiro

Tinha apenas 1 dia numa cidade que é monumental e abriga museus extraordinários. Você vai perceber que não estou exagerando com o adjetivo. Realmente extraordinário é o termo que melhor define a qualidade e quantidade de obras de arte que “desgustei” em apenas 24 horas em Viena.

Você é uma dessas pessoas de pouca fé? Então vem comigo ?

Vienna Pass – Onde comprar

Retirei meu Vienna Pass no escritório que fica literalmente debaixo do edifício da ópera de Viena – Staatsoper.
Vienna Pass, vale a pena?
É só descer para o metrô e dar de cara com o escritório do Vienna Pass. Super prática a forma que eles entregam o cartão, dentro de um destes “colares” de congresso. Junto ao cartão, um livrinho com todos os monumentos e passeios incluídos no passe. Para ajudar a escolher o que vai visitar, uma pequena história de um parágrafo acompanha cada atrativo.

Para se hospedar em VIENA, tem uma rede que eu adoro. São hotéis 3 estrelas boutique. Em Viena, dos 4 hotéis da rede, recomendo o da Westbahnhof e do Staatsoper. Clique nos nomes para saber mais e reservar!

Viena Pass – Ônibus Hop On – Hop Off

Curto caminhar, mas para espremer ao máximo esse dia, peguei a linha amarela do ônibus turístico. Esse ônibus é hop on-hop off, ou seja, você pode descer e subir em quaisquer das paradas que conformam o itinerário.

Ponto positivo: em muitos cartões de cidade, você pode apenas pegar uma vez esse ônibus, independente do número de dias do seu passe. Com o Vienna Pass se você compra o passe de de 2 dias, poderá usar esse meio de transporte durante esses 2 dias de forma ininterrupta.

As informações do ônibus eram ótimas e desfrutei bastante, o dia estava lindo e foi mais interessante do que eu esperava essa experiência.

O ônibus custa por 24 horas = 29€

Palácio de Schönbrunn

O ônibus passou pelo enorme Palácio de Schönbrunn. Todas as atrações do complexo estão incluídas no Vienna Pass, mas para isso é necessário quase 1 dia todo. Meu foco era arte, portanto não entrei.

O Grand Tour que é o ingresso comprado pela maioria dos turistas custa 20€. O ingresso que inclui além do palácio, outras 4 atrações do complexo custa 26,50€ e com mais 5 atrações, 40€.

Prá quem não abre mão do palácio, fazendo o Classic tour e dando uma volta pelos jardins é um passeio de mais ou menos 2 horas. O tour dura 50/60 minutos + os jardins, que são enormes e lindos.

Belvedere – Klimt, Klimt e Klimt

Sempre programo o museu que mais quero ver em primeiro lugar, por isso minha primeira parada foi o Belvedere.

Klimt é a grande estrela do “Oberes Belvedere – Upper Belvedere”. Exatamente, isso que você pensou, estamos em outro grande complexo. Mas se ele é a estrela, os “coadjauvantes” são Van Gogh, Egon Schiele, Munch, Richard Gerstl, Caspar David Friedrich e tem até um Jacques Louis David 😉

A entrada custa 16€ para o Upper Belvedere, para visitar o “Lower Belvedere”, 14€ e o Belvedere 21 com arte contemporânea sai por 8€. Há um ticket que engloba os 3 e custa 25€.
Vienna Pass, será que vale a pena?
O Beijo, de Klimt
Vienna Pass, será que vale a pena?

Museums Quartier – Kunsthistoriches Museum

Do Belvedere caminhei para o Quarteirão dos Museus, infelizmente era o dia em que estava fechado o Naturhistorisches Museum que abriga uma das esculturas mais importantes da pré-história, a Vênus de Willendorf.

Mas o outro gigante estava aberto, o Kunsthistorisches Museum ou simplesmente, Museu da História da Arte de Viena.

Quando entrei no edifício sofri a estranha Síndrome de Stendhal. Fiquei zonza, aquela sensação de vou desmaiar e de preciso ficar aqui mais tempo do que tenho!

Isso tudo só com olhar para cima, dar de cara com uma escultura do Canova e com um edifício repleto de mármores coloridos e pé direito altíssimo.

Lembra do que falei do extraordinário, você continua achando que eu exagerei?!

A coleção abriga Caravaggio, Tiziano, Parmigianino. Um artista italiano que eu conheci há pouco tempo, mas já respeito pacas: Lorenzo Lotto. Rafael Sanzio, Lucas Cranach, Velázquez, Arcimboldo e se já não bastasse, tem a maior coleção de obras de Brueghel do mundo! Morri!

Vienna Pass, será que vale a pena?
Vienna Pass, será que vale a pena?
Vienna Pass, será que vale a pena?
Se a coleção não fosse suficiente, eles tem um grande programa de exposições temporárias. Na época que visitei, o destaque era a temporária do expressionista abstrato, Mark Rothko. No dia 15 de outubro abre uma exposição que enfrenta dois monstros do barroco: Caravaggio e Bernini. Fica aberta até 19 de janeiro.

A entrada para o museu custa 16€.
Vienna Pass, será que vale a pena?
Tomei um lanche por aqui, num dos cafés mais lindos de museu que já visitei.

Leopold Museum

Pensando que já não me assombraria com nada, que ingênua, entrei no Leopold Museum. Ele fica bem perto do Museu de História da Arte.

Há obras de Klimt e mais do que isso, uma reconstrução de seu estúdio. Fundamental para entender a arte nouveau e o modernismo austríaco. E de quebra é o museu com a maior coleção de Egon Schiele no mundo.

Descobri no Leopold Museum que Arnold Schönberg, um dos compositores mais revolucionários do século 20, também era pintor!

A entrada do museu custa 14€.
Vienna Pass, será que vale a pena?
Vienna Pass, será que vale a pena?
Vienna Pass, será que vale a pena?

Prater – Wiener Riesenrad

Peguei a Linha Vermelha do ônibus turístico até o MAK e tive sorte que a Linha Azul estava quase saindo e decidi pegá-la até o Prater.

Por centenas de anos, o Prater foi o coto de caça imperial. Já em 1776 se abriu ao público e em 1895 se inaugurou o parque de atrações. A roda gigante chegou em 1897 e rapidamente se transformou em símbolo da cidade.

O passeio na roda gigante custa 12€ e também está incluído no Vienna Pass. A vista da cidade justifica o passeio.

Ainda tive tempo de encontrar 2 amigas e jantar do outro lado do rio.

Quanto gastaria sem o Vienna Pass

Quanto gastei em Viena
O passe de 24 horas custa 70€. Caso tenha algum problema e necessite cancelar a viagem 30 dias antes da data que iria utilizá-lo, eles devolvem 100% do valor pago online.

Além do valor que é irrefutável, em todos os monumentos entrei rapidamente graças ao passe.

Recomendo a compra do passe com mais dias porque a cidade merece e também porque os passes de mais dias são mais baratos por dia de uso. Para mim, o ideal seria o passe de 3 dias.

Para ver todos os passes e monumentos incluídos, clique em: https://www.viennapass.com/vienna-pass-prices.php?lang=e

Planeje sua viagem para a ÁUSTRIA aqui!

Veja todos nossos posts da AUSTRIA

Planejamento ViagemBusque e reserve seu hotel em: VIENA | INNSBRUCK| SALZBURG | LINZ | GRAZ | RADSTADT | MUTTERS| WACHAU . Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países europeus. Fora que qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Vienna Pass, vale a pena? Vienna Pass, vale a pena?

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!