Guias de Viagem e Arte

 
 
maio 13 2014

O que fazer em Parma | Ver como se produz o parmigiano-reggiano

Já comentei por aqui, que para quem curte uma boa gastronomia, a região italiana da Emilia-Romagna é mais do que um prato cheio. Trocadilhos infames à parte, pouca gente neste mundão não curte um bom queijo. Eu conheço até uma blogueira que só não é perfeita porque é estilo doente da cabeça, já que não come queijo de jeito nenhum. Mas sinceramente mesmo prá quem não é lá muito amante desta gostosura, a visita no local de produção do parmigiano-reggiano é legal demais, todo o processo é artesanal.

Eles produzem o queijo com o leite fresquinho, assim o único inconveniente para os mais preguiçosos é acordar cedinho para chegar na fábrica às 8 em ponto. A visita que leva uma hora e 40 minutos/2 horas começa com explicações em inglês ou italiano. Eu fiz a visita com a blogueira canadense Janice, do Solo Traveler; e nossa guia foi a competente e simpática, Giovanna (Foto da Janice).
Visita produção parmigiano-reggiano

Etapas da produção e curiosidades sobre o parmigiano-reggiano

1. Vemos a chegada do leite das cooperativas associadas, porque a Denominação de Origem (DOP) determina que a vaca que irá produzir o leite de fabricação do queijo só pode comer as ervas de seu lugar de origem, mega natural.
IMG_5584
2. Entramos na fábrica, e de cara aparecem uns caldeirões enormes de cobre onde se mistura o leite acabado de ordenhar com o leite parcialmente desnatado que foi ordenanhado na tarde do dia anterior e já estava no depósito, e que produziu um soro natural que depois será introduzido novamente ao caldeirão.
Parmigiano-reggiano | Parma
3. O queijo já coalhou, e um “chef” vai passando por todos os caldeirões e dizendo quando a massa já está boa para ser dividida em duas. O jeito que eles tiram a massa do caldeirão me pareceu todo um espetáculo.
Parmigiano-reggiano | Parma Parmigiano-reggiano | Parma
4. Eles colocam estas “massas de queijo” nos moldes descansando por 2 ou 3 dias, quando são levadas a uma outra sala, onde ganham seus selos de origem.
Parmigiano-reggiano | Parma
5. Nesta mesma sala, colocam os queijões submergidos em uma solução de água e sal natural por uns 20 dias.
Parmigiano-reggiano | Parma
6. De lá para uma sala linda de morrer, com andares e andares de queijos “envelhecendo”.
Parmigiano-reggiano | Parma Parmigiano-reggiano | Parma
7. Você pensa que acabou?! Nada disso! Aos 12 meses de envelhecimento, um perito avalia se o queijo é realmente um parmigiano ou não. Caso seja descartado, perde seu nome e apelido das laterais e todos seus selos 🙁
Parmigiano-reggiano | Parma

Curiosidades
– Para fazer uma peça de parmigiano-reggiano são necessários 600 litros de leite.
– Este queijo começou a ser fabricado na Idade Média, por volta do século 12.
– O queijo pode ser vendido a partir dos 12 meses de envelhecimento (mezzano), ou com 18 meses, 22 meses e 30 meses. Provei o de 18 e o de 22, e gamei no segundo.
– Este queijo deve ser cortado com uma faquinha pequena e arredondada. Na verdade não se corta, e sim se lasca o queijo.
– Se você comprar um pedaço do queijo e não ver algumas das letras do nome do parmigiano, que são obrigatoriamente gravadas logo no início da produção. Meu amigo, você está comprando gato por lebre.
– Dizem às más línguas, que é um queijo propício até prá quem tem problema de colesterol.

Ah, me esqueci de contar algo MUITO importante. A visita termina com uma degustação 🙂 E a lojinha vale a visita, os preços dos queijos eram bem melhores do que aqueles praticados nas lojas do centro de Bologna.
Parmigiano-Reggiano

Quer agendar sua visita? Como coloquei no título deste post, a visita não custa nadinha de nada. Mas você tem que escrever para o Conzorcio del Formaggio Parmiggiano Reggiano com 20 dias de antecedência. E lembre-se que o transporte até lá é por sua conta, da Estação de Trem da Parma até a fábrica um táxi cobra mais ou menos 10/12€. O e-mail é sezionepr@parmigiano-reggiano.it. Para conhecer mais detalhes sobre a visita, clique aqui.

Para descarregar um guia gratuito sobre o parmigiano-reggiano, que inclui receitas 😉 clique aqui, e depois em “Dairies Guides Parma”.

Veja todos nossos posts da ITÁLIA

Busque e reserve seu hotel em:  Bologna | ParmaMilão | Veneza | Roma | FlorençaAssim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Na blogosfera:
Para ver como foi a visita da Janice, clique aqui.
Para ler o post da Alexandra do Café Viagem, aqui.

Estive em Bolonha a convite do Turismo de Emilia Romagna. Mas minhas opiniões aqui são pessoais, e este não é um publieditorial. Para saber mais sobre este convite, leia este post. Aliás, eu que escolhi realizar esta visita (eu sou louca por este queijo!), porque no Blogville cada blogueiro faz o que tem mais a ver com seu blog, leitores e gostos.

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

8 Comentários

  1. Carmen

    É uma dica ótima para os amantes do queijo… uuuhhhmmmm que deve ser bom teste lá onde eles são fabricados….

    responder
  2. Florentina Cassol

    Patricia, se eu tiver saúde , temos planos de ficar alguns trinta dias rsrsrs na Itália , e nós amamos queijo! Eu também não consigo entender que. Não gosta! Tenho paixaooooo! Muito bom o post, as fotos e dicas. Abraços

    responder
    • Patricia de Camargo

      Vc terá saúde sim Florentina 😉
      beijos

      responder
  3. Rogério Carvalho

    Nossa, que artigo encantador. Adoro queijo, mas nunca imaginei ser esse o processo parmigiano. Você está de parabéns pela escrita descontraída e por toda a dedicação a post. Não conhecia, mas agora é mais um post para uma leitura semanal. 🙂

    responder
    • Patricia de Camargo

      Rogério, brigaduuuu, e espero te ver mais por aqui 🙂

      responder
    • Patricia de Camargo

      Rogério, brigaduuu por teu feedback!

      responder
  4. Guilherme Rezende

    Patrícia, qual o nome da queijaria visitada?

    Parabéns pelo post!

    Abraços

    responder
    • Patricia de Camargo

      Guilherme, ñ me lembro qual foi porque se contrata o passeio através da cooperativa da DOP e cada dia da semana ou período do ano, eles abre a visita para uma ou para outra. Dá para ver todas neste site: http://www.parmigianoreggiano.com/where/guided_tours_dairies_1/default.aspx

      AT: eu voltei a entrar no site e agora está mais fácil fazer a reserva e até dá para escolher o local da visita diretamente no site 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!