Guias de Viagem e Arte

 
 
jan 22 2016

A experiência mais feliz que você pode ter em Chiang Mai – Elephant Camp

Sabe aqueles passeios que deixam todo mundo com cara de feliz, mas tão feliz, que alguém que observasse a distância lhe pareceria que éramos meio bobos!? Pois é, se você tem medo de ser profundamente feliz por algumas horas, desaconselho este encontro com os elefantes em Chiang Mai (Elephnat Camp).

Tive a sorte de compartilhar este momento quase mágico com mais 3 amigos, simplesmente não paramos de sorrir, primeiro pela ansiedade no longo trajeto que nos levou até a chácara onde viviam aqueles seres “grandulhões”, passada aquela emoção do primeiro contato que acelera o coração, continuávamos encantados, enfeitiçados.
Elephant Camp

Como é o Elephant Camp em Chiang Mai

Sem medo de ser piegas, foi inesquecível. Talvez porque não houve espetáculo grotesco, os elefantes não foram feitos de palhaços, não estavam acorrentados, simplesmente faziam suas atividades do dia-a-dia, e nós participávamos. O gelo é cortado com apresentações tímidas, certo receio, porque até o bebezinho é enorme! Para facilitar, nada melhor que comida por meio 😉 começamos dando pedaços de bambu ao baby, ganhando confiança, e sempre, sempre gargalhando.
IMG_0151
Canal YouTube Turomaquia
Chegada a vez dos adultos, mas bem ancianos, o receio já era bem menor. Para passar à segunda etapa, fomos convidados a trocar de roupa, fornecida pelo pessoal do passeio. Chegou a hora de passear no como do Sr. Elefante. A pele é dura assim como os pelos, nada de cadeirinha ou correntes que machuquem o animal, apenas cordas onde nos seguramos, que estão revestidas nas partes que poderiam provocar alguma ferida no elefante.
IMG_0110
Confesso que no começo, tive um pouco de vértigo, afinal a altura era bem considerável. Mas rapidamente a sensação anestésica de ser imensamente feliz, faz você esquecer do medo, e tudo melhora ainda mais quando entramos no rio. Descemos do nosso amigo apenas quando ele já está quase todo imerso na água, na verdade escorregamos. Neste momento o elefante parece tão feliz como nós, que com a ajuda de uma espécie de prato verde jogamos em seu corpão. Também devo contar que eles relaxam tanto que fazem algumas grandes necessidades por lá kkkkkk
Elephant Camp
IMG_0203
Elephant Camp
IMG_0232
Se descer no rio foi fácil, subir nem tanto, o “cuidador” do nosso elefante que acompanhou todo o passeio e tirou a maioria das fotos precisou dar uma mãozinha, e quase a cena foi digna de uma videocassetada, por engraçada mas em nenhum momento perigosa!

Na última etapa, subimos uma estradinha de terra, e volto a confessar que meu coração pirava nos momentos em que o elefante se aproximava bastante dos limites do barranco, mas quer saber eu me emociono com basicamente qualquer coisa 😉 Só não sei se levaria uma criança pequena comigo, como no nosso grupo não haviam crianças, não sei dizer como seria o passeio com elas.
Elephant Camp
Chegamos a uma casinha bem humilde onde estão nossas roupas, nos trocamos e nos recebem à mesa com uma comida bem saborosa, arroz, verduras feitas como em wok e um molho para colocar por cima de tudo, uma espécie de curry, e de sobremesa abacaxi cortado, depois de tanto suspiro e riso, foi um final perfeito, e minha última confissão, comi pra caramba 😉

Nosso guia e fotógrafo :)

Nosso guia e fotógrafo 🙂

Elephant Camp
IMG_0281
Depois só nos restava nos despedir das pessoas, todas amáveis e dos Srs. Elefantes. No caminho de volta pouco falamos, talvez porque estávamos pensando na vida ou apenas saboreando os últimos instantes daquela felicidade intensa.
PicMonkey Collage

Elephant Camp em Chiang Mai – Informações práticas

Eu e a Lu estávamos em dúvida se faríamos este passeio porque não queríamos ir a nenhum lugar onde maltratassem os animais, então o Átila (Vou Contigo) nos comentou desta empresa e resolvemos fazer com eles. Não é uma experiência barata, mas inclua no teu roteiro, pagamos 1.600 bahts (R$ 183,00) pelo passeio de meio dia. Este valor incluía:
– traslado ida e volta desde nosso hotel (o trajeto leva mais de 1 hora!)
– troca de roupas
– contato e passeio com os elefantes
– pequena refeição ao final

O Ran-Tong Elephant acolhe principalmente elefantes que foram abandonados por seus donos, após trabalharem anos a fio carregando e carregando peso 🙁 Para saber mais, visite o site: http://www.elephant-training.com.

Leia também o post deste dia do Átila – http://www.voucontigo.com.br/index.php/2014/05/o-encontro-com-os-elefantes-em-chiang-mai/.

Planejando a Viagem para a Tailândia

Planejamento ViagemVeja todos nossos posts da TAILÂNDIA


Planejamento ViagemBusque e reserve seu hotel em: BANGKOK | SUKHOTHAI | CHIANG MAI | PHUKET | KRABI | PHI PHI | RAILAY | AO NANG
Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento Viagem Lembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

Fotos: turomaquia_2014, mas também contribuíram nosso guia, o Átila, a Ludmy e A Lu, do Divindo a Bagagem 🙂

3 Comentários

  1. Elisa Barros

    Patricia, eu estou indo à Ásia em novembro e desde o início do planejamento sempre falei que não vou fazer nenhuma atividade que envolva animais! Abomino essa exploração turística de bichos!!! O tal santuário dos Tigres então … nunca vai me ver! Mas esse passeio me pareceu bem digno e livre de crueldade. Imagino a emoção de chegar pertinho de um elefante solto! Vou considerar. Bjos

    responder
  2. Iris Prado

    Adorei seu relato,eu vou em fevereiro..minha duvida e ??
    quantos dias e bom ficar em chiang Mai?
    Qto tempo devo programar para a visita dos elefantes?
    MUUUITOO obrigada.
    Iris.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Iris, nosso passeio foi de meio-dia, quando retornei ainda tive tempo para visitar alguns templos em Chiang Mai.
      Eu ficaria no mínimo 3 dias em Chiang Mai, a cidade é uma delícia, a comida deliciosa. Está cheinha de templos e de atividades como os campos de elefantes.
      Um abraço

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Depois de ver a série sobre Chernobyl na HBO, decidi comprar o livro da bielorussa e ganhadora do Nobel da Literatura, Svetlana Alexiévich. 🌟Madre mía, que livro. Para quem assistiu a mini série, a história do bombeiro e sua esposa é uma das que aparece nesse conjunto de entrevistas que pouco a pouco conformam diante de nossos olhos a história das pessoas invisíveis e muitas delas “desaparecidas” graças ao acidente de Chernobyl.

Essas vozes vão desenhando o que verdadeiramente aconteceu naquele 26 de abril de 1986 e nos meses subsequentes. E no fundo, vamos compreendendo como se forjou o caráter soviético resignado de entregar à própria vida ao Estado.

Entramos na vida de pessoas que de crianças sofreram com o Cerco a Leningrado (atual São Petersburgo) e que por ironia do destino hoje vivem na enorme área afetada pelo desastre. ➡️ Mas que vivem, sobrevivem vendo crianças que sucumbem aos mais diversos tipos de câncer, mulheres e homens que não podem ter filhos e um desalento que lhes leva a viver de glórias  e tempos passados. Porque além do desastre, das casas que deixaram, dos seres amados que perderam, também viram como seu mundo inteiro desabava com a quebra do bloco soviético.

A escrita de Svetlana é brilhante e como o outro livro que comentei “Pátria”, devia ser outra leitura obrigatória no Ensino Médio. Daqueles livros que fazem com que saímos da zona de conforto do nosso próprio umbigo, porque nos revela um sofrimento que dificilmente quaisquer de nós poderia suportar. Uma zona do mundo onde reina a desesperança. (Link da edição em português na bio)

#chernobyl #svetlanaalexievich #turolivros #oqueler  #vozesdetchernobil #desafioumlivropormês #books📚
  • Nem só do mosteiro vive Alcobaça. Dá uma olhada nas primeiras fotos 🤪 Preparei um guia completo para você desfrutar muito da cidade e do seu Patrimônio Mundial da Humanidade. Link na bio 👈🏽 #alcobaca #portugalovers #foodlovers #ondecomeremportugal #centrodeportugal #restauranteportugal #patrimoniomundialdelahumanidad
  • A Grécia 🇬🇷 nos faz felizes 💙 Qual lugar enche tua alma de felicidade, carrega tuas pilhas?

#greecelovers #grecia #creta #happymoment #travel_captures
  • Coisas que só a Grécia faz por você! Não é só o por do sol claro 🤪 É ver no mesmo dia sítios arqueológicos, praias de águas cristalinas com tumbas romanas, cidades históricas e restaurantes de beira de estrada incríveis. E terminar a jornada com este panorama 💙🧡 Tudo isso é mais você pode ver no post sobre nossas 24 horas de carro em Creta. O link está na bio 👀

Você conhece Creta? Qual é teu lugar favorito dessa ilha?

#creta #rethymnon #greecelovers❤️🇬🇷 #roteirodecarro #grecia
  • Diz se essa avenida não é linda!? Fica na entrada de Telde, que é uma cidade do lado da minha e é também onde se encontra o aeroporto da ilha. 
#grancanarialovers #telde #canaryislands🌴 #beautifulstreet
  • Uma das igrejas mais surpreendentes que eu já visitei ☀️ olha a foto do exterior para entender um pouco a minha surpresa! 🌎 Tem roteiro com mapa no Turomaquia.com para vc curtir a cidade que abriga está belezura. Aliás, esse é um dos bate e volta clássicos desde Milão. ❓Qual foi a igreja que vc visitou que mais te surpreendeu?

#barroco #roteiroitalia #italialovers #bergamo #milao

Follow Me!