Guias de Viagem e Arte

 
 
abr 28 2009

A Saga do Retorno

Voltar ou sair de casa e ainda ir para o Brasil sempre é uma saga para mim. Primeiro porque a Iberia dificilmente oferece um preço tão bom quanto a Swiss ou a Lufthansa. Assim, tenho que voar para Madrid (2 horas e meia), mais umas duas/duas horas meia para Zurique ou Frankfurt e mais 11 horas para Sampa.

Na ida fiquei um dia em Madrid e seis horas em Frankfurt. Mas na volta tudo era perigosamente rápido. Fácil para perder conexão e mala. E claro com tanta subida e descida, fiquei bem zureta, zonzinha, zonzinha. Sai de Sampa com a malinha pesando 27 kilos, o problema é minha fixação, obsessão por papel. Roupa, o mínimo dos mínimos. Não tive problema nenhum, até porque poderia despachar duas malas de 23 kilos.

Depois de ver o Corintias ganhando do Santos com direito a gol do Ronaldo, embarquei no horário para Frankfurt. Os aviões da Lufthansa não são super novos como os da Swiss, mas o pessoal de bordo é muito agradável e solícito. Na ida tinha conversado com um moço do check-in que me disse para tentar pegar na volta os últimos bancos porque são de dois lugares, são ótimos! (a disposição dos assentos é 3 – 4 – 3) Consegui, assim viajei na 54C. Para minha sorte, o avião não estava lotado e o senhor que estava ao meu lado se mudou para a última fileira, e eu viajei ” da solo”, e dormi muito!

Chegamos em Frankfurt no horário previsto, e como haviam alterado o horário do vôo eu já não tinha uma hora e meia para trocar de avião, mas apenas uma hora. Daí começou a Lei de Murphy, não descemos no finger, aquela passarela que te deixa dentro do terminal, mas sim descemos pela escadinha e um ônibus nos levou até o terminal, já perdi alguns preciosos minutos, depois veio a imigração. Como muita gente entrava por um país europeu em conexão, e não passava pela imigração e o próximo vôo que pegava já era dentro do espaço europeu e não tinha controle de passaporte, esta era uma maneira de entrar ilegal, e fácil, então agora os vôos internacionais sempre passam por controle de passaporte! Fila, fila e fila. Depois controle de raio-X, eu tinha um notebook, e tive que ir a um outro controle, aonde os caras passaram uma espécie de papel redondo no coitadinho, em cima, dentro, embaixo … liberada, literalmente sai correndo para o outro terminal, e quando cheguei o pessoal estava embarcando, ufaaaaa!

Com a pontualidade alemã cheguei em Madrid onde tinha que pegar a mala, porque agora ia voar com Spanair. A mala chegou meio acabadinha como a dona, conseguiram quebrar uma fivela de plástico da lateral. ok! Peguei a dita cuja e vamos para o check-in final. Escolhi mal o atendente, mal humorado total. Quando coloquei a mala, subitamente já não pesava 27 e sim 28, caçamba engordou durante o vôo!? “A Senhora tem que pagar o excesso!”. Argumentei que tinha vindo de um internacional, voando com a cia. parceira da Spanair, mas o cara ainda fez eu pesar a mochila. Eu disse que ia tirar uns livros da mala, ” mas a senhora não vai poder levar na mão”, eu já daquele jeito: “o problema é meu como vou levar, acho que o senhor já fez o suficiente”. Vocês não sabem a grosseira deste mal-amado, e a má-vontade total. Aliás eu tinha o cartão de fidelidade Spanair, e de nada serviu, porque quando o ser humano é idiota, a coisa não vai prá frente!

Abri a mala, e tirei 6 kilos de livros, quando voltei o Sr. Simpatia já não estava e uma senhora me liberou os dois kilos que ainda tinha de excesso. Fui à agência de correios, comprei uma caixinha, ainda tirei algumas revistas da mochila de mão e despachei direto para minha casa 7 kilos. Caixa + kilos = 9 euros, muuuito mais barato que o excesso das queridas cias. aéreas.

Mais um vôo, e chegada por fim em Las Palmas, onde meu maridinho estava me esperando com umas rosas amarelas fantásticas (estavam no ap.). E espera a mala, e nada de nada. Os caras me fizeram abrir a mala, para depois a dita cuja não chegar!!!! É o cúmulo, me senti muito mal, porque eles podem fazer o que querem, e você fica à mercê, é o cúmulo dos cúmulos!

Agora de manhã me entregaram a malinha, se não tivessem me tratado como trataram, eu até estaria feliz, porque não tinha mais que carregá-la, mas diante dos fatos, penso, do que vale investir tanto em propaganda, se a pessoa que tem o contato com o cliente é um energúmeno?!!!

Destaque post:
Problemas com a Spanair
Viajando com a Lufthansa

Fotos: turomaquia_2009

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

9 Comentários

  1. Martinha

    Uauuu.. que novela!!!Jà passei com uns apertos desses qdo meus pais vieram..Quase perdemos o trem pra Alemanha so por causa de um funcionàrio estupido..Foram que todas as vezes que meus pais vieram, uma das malas foram extraviadas..Isso pela AirFrance.. vôo direto..E sempre a mala q tinha + presentinhos.. Odio!!So nessa brincadeira jà perdi vàrios All Star e Havaianas..=)

    responder
  2. Marcie

    Bem diz meu marido que hoje em dia viajar de avião é como viajar de ônibus antigamente. Eles nunca ouviram falar de relacionamento com clientes, nós nada mais somos que gado em forma de gente. Fico feliz que pelo menos a mala tenha chegado!

    responder
  3. Claudia Pimenta

    oi patricia! ah, estes percalços são capazes de estragar qq viagem… tb já cheguei em paris sem mala, por causa de uma conexão… não é fácil mesmo! bjs, querida!

    responder
  4. SÍLVIA OLIVEIRA

    Adorei a expressão “energúmeno”. Mais do que apropriada…Ai, ai, ai, rosas amarelas! Até dá para esquecer toda essa gente mal amada que você encontrou pelo caminho! 🙂

    responder
  5. Alessandra Mosquera

    Ai Patricia, que saco, hein? Essas coisas tiram a gente do sério mesmo! Já tive uma mala perdida pela Air France (mas que felizmente apareceu depois) e meus pais quase ficaram em terra, quando vieram ao meu casamento, porque a Ibéria disse que nao tinha onde coloca-los pra voltar pra SP! No fim deu tudo certo, mas deu um trabalho… nao tem mais cia. aérea que preste mesmo, mas eu ainda fico com a KLM; até hoje, nunca me causou nenhuma decepçao, eles sao excelentes! Vale a pena.

    responder
  6. Patricia de Camargo

    Martinha, realmente uma novela, e minha raiva quando a mala não chegou … cara você se sente impotente. Ainda bem que chegou no outro dia, porque eu tinha trazido um brownie que meus pais fizeram para minha sogra!!!Beijos

    responder
  7. Patricia de Camargo

    Marcie, teu marido está certíssimo, e deviam mesmo é parar de fazer publicidade enganosa, seria melhor!Beijos

    responder
  8. Patricia de Camargo

    Silvinha, as rosas amarelas foram o ponto alto desta novela. Na hora do stress, aqui entre nós me lembrei de um trecho do livro “Diário de um Mago”, do Paulo Coelho, que mais ou menos diz assim ” ele não está tratando mal a você, e sim ao mundo que odeia”. E disse pra mim mesmo: -Coitado!

    responder
  9. Patricia de Camargo

    Alessandra eu também adoro a KLM, e a Lufthansa, também é bastante eficiente!Beijos

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Desfrutando de uma visão 360 graus de Madri, onde? No nosso hotel. Para descobri-lo, clique no link da bio 💁🏽‍♀️ #viewmadrid #madrilovers #espanha🇪🇸 #hotelcomvistas
  • Depois de ver a série sobre Chernobyl na HBO, decidi comprar o livro da bielorussa e ganhadora do Nobel da Literatura, Svetlana Alexiévich. 🌟Madre mía, que livro. Para quem assistiu a mini série, a história do bombeiro e sua esposa é uma das que aparece nesse conjunto de entrevistas que pouco a pouco conformam diante de nossos olhos a história das pessoas invisíveis e muitas delas “desaparecidas” graças ao acidente de Chernobyl.

Essas vozes vão desenhando o que verdadeiramente aconteceu naquele 26 de abril de 1986 e nos meses subsequentes. E no fundo, vamos compreendendo como se forjou o caráter soviético resignado de entregar à própria vida ao Estado.

Entramos na vida de pessoas que de crianças sofreram com o Cerco a Leningrado (atual São Petersburgo) e que por ironia do destino hoje vivem na enorme área afetada pelo desastre. ➡️ Mas que vivem, sobrevivem vendo crianças que sucumbem aos mais diversos tipos de câncer, mulheres e homens que não podem ter filhos e um desalento que lhes leva a viver de glórias  e tempos passados. Porque além do desastre, das casas que deixaram, dos seres amados que perderam, também viram como seu mundo inteiro desabava com a quebra do bloco soviético.

A escrita de Svetlana é brilhante e como o outro livro que comentei “Pátria”, devia ser outra leitura obrigatória no Ensino Médio. Daqueles livros que fazem com que saímos da zona de conforto do nosso próprio umbigo, porque nos revela um sofrimento que dificilmente quaisquer de nós poderia suportar. Uma zona do mundo onde reina a desesperança. (Link da edição em português na bio)

#chernobyl #svetlanaalexievich #turolivros #oqueler  #vozesdetchernobil #desafioumlivropormês #books📚
  • Nem só do mosteiro vive Alcobaça. Dá uma olhada nas primeiras fotos 🤪 Preparei um guia completo para você desfrutar muito da cidade e do seu Patrimônio Mundial da Humanidade. Link na bio 👈🏽 #alcobaca #portugalovers #foodlovers #ondecomeremportugal #centrodeportugal #restauranteportugal #patrimoniomundialdelahumanidad
  • A Grécia 🇬🇷 nos faz felizes 💙 Qual lugar enche tua alma de felicidade, carrega tuas pilhas?

#greecelovers #grecia #creta #happymoment #travel_captures
  • Coisas que só a Grécia faz por você! Não é só o por do sol claro 🤪 É ver no mesmo dia sítios arqueológicos, praias de águas cristalinas com tumbas romanas, cidades históricas e restaurantes de beira de estrada incríveis. E terminar a jornada com este panorama 💙🧡 Tudo isso é mais você pode ver no post sobre nossas 24 horas de carro em Creta. O link está na bio 👀

Você conhece Creta? Qual é teu lugar favorito dessa ilha?

#creta #rethymnon #greecelovers❤️🇬🇷 #roteirodecarro #grecia
  • Diz se essa avenida não é linda!? Fica na entrada de Telde, que é uma cidade do lado da minha e é também onde se encontra o aeroporto da ilha. 
#grancanarialovers #telde #canaryislands🌴 #beautifulstreet

Follow Me!