Guias de Viagem e Arte

 
 
fev 25 2010

O que estou fazendo em Paris? – La vie en rose

Ponte Paris

Primeiro de tudo. Oficialmente quando este post for publicado estarei em alguns dos meus Voos para Paris. Viver em uma ilha tem suas vantagens e a desvantagem de que qualquer viagem é realmente uma baita viagem!

Sai de Las Palmas às 06 da matina, em um daqueles voos que quando o relógio soa às 04:30 você jura que nunca mais vai comprar, mas como a mãe que esquece da dor do parto, em breve virá outro mais e assim se viverá o primeiro P.I. (programa de índio) da empreitada.

Cheguei (se Deus permitir que tudo saia em seu horário) às 09:40 em Madrid. Minha malinha de míseros 11 kilinhos e 300 gramos também chegou. Rapidamente me dirigi a uma companhia que eu jurei (outra vez) que não voaria nunca mais, entretanto a etiqueta Voos baratos Paris alterou minhas convicções, que ao parecer estão se flexibilizando muito com a idade!

Peguei meu novo cartão de embarque, e desta vez sem escalas a Paris. O voo saiu religiosamente às 12:15 horas. Em uma uma hora e cinquenta e cinco minutos terei pousado no Aeroporto Charles de Gaule. Junto com minha malinha, que depois de tanto ir e vir, seguramente já pesa 10 kilos e 500 gramos! (OBA!)

No melhor estilo Low Cost Paris, nada de pegar o ônibus da Air France e nem pensar em táxi. Vou com o RER B que vai me deixar na Gare du Nord. Dependendo do meu estado de ânimo pegarei o metrô até Saint-Denis ou caminharei um quilômetro até a Rue Bouchardon, onde se encontra meu hotel. E entre um francês inexistente comprimido entre Bonjour, gauche, droite y combien, e um inglês que renasce a cada viagem, farei meu check-in por volta das 15:00 horas. O tempo no quarto será mínimo. Munida de minhas câmaras flanarei por Paris, deixando a vida me levar …

Eiffel Tower

Mas afinal porque comecei tudo isso, para contar porque estou em Paris. Vou trabalhar, uma agenda bem apertada entre muitas visitas técnicas a museus. Certamente sairei de Paris sem saber sequer meu nome entre tantas obras-primas, histórias e estórias. No meio de tanta pesquisa, terei o prazer de encontrar a pessoas que já considero amigas, e o mais louco, sem nunca tê-las visto sequer por um minuto ao vivo e a cores, mas que sinto conhecer e entender. Esta é a parte mais doce e terna da Web 2.0. O único “senão”, o outro integrante do Turomaquia, não estará presente (snif, snif …), minha companheira de viagem será uma amiga de nome Mesi e nacionalidade húngara. Ela terá que aguentar que na cidade romântica por excelência lembre do Tom, embalada pelo hino de Piaf:

“Quando me colocas em teus braços
me falas com um tom suave e baixo
Vejo a vida cor de rosa …”

Como banda sonora desta viagem nada melhor que uma versão genial da “La vie en rose” com Thomas Dolby e Rochelle Garnier. Se quiser coloque subtítulos!

Para ir dando água na boca:
Passeio de bicicleta por Paris
FotoGaleria: Paris à noite e desde uma bici
Museu de Paris – Arts e Metiers
Mochilão Europa chega em Paris
Um passeio por Paris
Vivendo o sonho do Louvre

fotos: turomaquia_2006
video: http://www.ted.com

6 Comentários

  1. Anonymous

    "La vie en rose" e "non, je ne regrette rien" cantadas por Edith Piaf são um bom símbolo de París.BjsCarmen

    responder
  2. Silvia Oliveira

    Ótima viagem para vocês duas, beijos grandes na Mesi! Trabalhem muito… mas não se esqueçam de flanar um pouquinho… =)

    responder
  3. Claudia Bins (Cacau)

    Ai coisa boa!!! Paris é sempre maravilhosa, `a passeio ou a trabalho…mas concordo que com a cara-metade é ainda melhor!

    responder
  4. Vini

    kkkk, tava inspiradona quando publicou essa eim . RSRS Será a França que faz isso com as pessoas ?! rsUm abraço, adorei os detalhes da postagem rsrsrs !Fique com Deus !

    responder
  5. Patricia de Camargo

    Carmen, você tem toda razão, e esta versão está chique né?!Silvinha, mandei teu beijo e em breve fotos do encontro hungaro-brasileiro!Cacau, encontrei a cara-metade em Florença! Delícia!Vini, obrigaduuu, e Paris faz isso mesmo com as pessoas heheheBeijos

    responder
  6. Rita Maria dos Santos

    Vou a Paris em junho/19 .Ficarei 4 dias poderia me indicar hostes ou hotel estilo B B B bem localizado.

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Depois de ver a série sobre Chernobyl na HBO, decidi comprar o livro da bielorussa e ganhadora do Nobel da Literatura, Svetlana Alexiévich. 🌟Madre mía, que livro. Para quem assistiu a mini série, a história do bombeiro e sua esposa é uma das que aparece nesse conjunto de entrevistas que pouco a pouco conformam diante de nossos olhos a história das pessoas invisíveis e muitas delas “desaparecidas” graças ao acidente de Chernobyl.

Essas vozes vão desenhando o que verdadeiramente aconteceu naquele 26 de abril de 1986 e nos meses subsequentes. E no fundo, vamos compreendendo como se forjou o caráter soviético resignado de entregar à própria vida ao Estado.

Entramos na vida de pessoas que de crianças sofreram com o Cerco a Leningrado (atual São Petersburgo) e que por ironia do destino hoje vivem na enorme área afetada pelo desastre. ➡️ Mas que vivem, sobrevivem vendo crianças que sucumbem aos mais diversos tipos de câncer, mulheres e homens que não podem ter filhos e um desalento que lhes leva a viver de glórias  e tempos passados. Porque além do desastre, das casas que deixaram, dos seres amados que perderam, também viram como seu mundo inteiro desabava com a quebra do bloco soviético.

A escrita de Svetlana é brilhante e como o outro livro que comentei “Pátria”, devia ser outra leitura obrigatória no Ensino Médio. Daqueles livros que fazem com que saímos da zona de conforto do nosso próprio umbigo, porque nos revela um sofrimento que dificilmente quaisquer de nós poderia suportar. Uma zona do mundo onde reina a desesperança. (Link da edição em português na bio)

#chernobyl #svetlanaalexievich #turolivros #oqueler  #vozesdetchernobil #desafioumlivropormês #books📚
  • Nem só do mosteiro vive Alcobaça. Dá uma olhada nas primeiras fotos 🤪 Preparei um guia completo para você desfrutar muito da cidade e do seu Patrimônio Mundial da Humanidade. Link na bio 👈🏽 #alcobaca #portugalovers #foodlovers #ondecomeremportugal #centrodeportugal #restauranteportugal #patrimoniomundialdelahumanidad
  • A Grécia 🇬🇷 nos faz felizes 💙 Qual lugar enche tua alma de felicidade, carrega tuas pilhas?

#greecelovers #grecia #creta #happymoment #travel_captures
  • Coisas que só a Grécia faz por você! Não é só o por do sol claro 🤪 É ver no mesmo dia sítios arqueológicos, praias de águas cristalinas com tumbas romanas, cidades históricas e restaurantes de beira de estrada incríveis. E terminar a jornada com este panorama 💙🧡 Tudo isso é mais você pode ver no post sobre nossas 24 horas de carro em Creta. O link está na bio 👀

Você conhece Creta? Qual é teu lugar favorito dessa ilha?

#creta #rethymnon #greecelovers❤️🇬🇷 #roteirodecarro #grecia
  • Diz se essa avenida não é linda!? Fica na entrada de Telde, que é uma cidade do lado da minha e é também onde se encontra o aeroporto da ilha. 
#grancanarialovers #telde #canaryislands🌴 #beautifulstreet
  • Uma das igrejas mais surpreendentes que eu já visitei ☀️ olha a foto do exterior para entender um pouco a minha surpresa! 🌎 Tem roteiro com mapa no Turomaquia.com para vc curtir a cidade que abriga está belezura. Aliás, esse é um dos bate e volta clássicos desde Milão. ❓Qual foi a igreja que vc visitou que mais te surpreendeu?

#barroco #roteiroitalia #italialovers #bergamo #milao

Follow Me!