Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 15 2010

Um dia com muita névoa em Sintra

O nosso primeiro dia de Sintra amanheceu sinistro. Frio e muita neblina. Olhávamos para cima e era como se as montanhas e tudo nelas houvesse desaparecido. Mas não podíamos desanimar, afinal já era dia 2 de janeiro, e dali a 2 dias nos despediríamos da cidade. Era necessário ser pró-ativo.

Para começar a vitaminar aquele dia branco, um café-da-manhã delicioso. Alimentados, insistimos em buscar informação no Escritório de Turismo. Perguntamos sobre as trilhas de caminahda que levavam até o Palácio da Pena. O informador, mas bem deveria ser chamado desinformador, disse “nada de trilhas”, que devíamos subir com o ônibus circular que nos deixaria dentro do tal palácio. Como o tempo não estava pra peixe, lá fomos nós para o ponto de ônibus que fica bem ao lado do escritório do “desinformador” turístico.

Informação Turística Sintra
Informação Turística de Sintra

Quando entro no ônibus peço dois bilhetes de ida, “nada disso minha senhora, apenas vendemos ida e volta”. Sabe quanto era a bagatela? NOVE euros (4,50 por pessoa). Confesso que isto me irritou um pouco. Mas conforme o ônibus ia subindo, vou percebendo que por aquele caminho realmente uma pessoa não poderia subir. Uma estradinha de duplo sentido e sem calçadas. O ônibus nos deixou na bilheteria. Aí te oferecem subir em um trenzinho, claro que se paga, mas realmente não vale a pena, é uma subindinha e dentro de uma mata linda.

Palácio da Pena

Palácio da Pena

Palácio da Pena

No portão de entrada alugamos um audio-guia. Começamos a visita pela parte exterior e a única que se pode fotografar. Um frio dos diabos, e aquela neblina cada vez mais densa, nos divertimos muito. Se um de nós dois se adiantava, quase nos perdíamos. Muito vento, mas escutamos todas as explicações sobre a construção do palácio. O audioguia vale a pena.

Palácio da Pena

Palácio da Pena

Palácio da Pena

O frio começa a ser sentido nos ossos, sinal de alerta, devemos entrar. Mochila para frente, é que o espaço para locomoção é pequeno e o palácio está super mobiliado. Nada de fotos, mas claro que algumas pessoas insistem e a multidão de funcionários lhes chama a devida atenção. Com o audio-guia o passeio é delicioso, porque cada detalhe deste lugar é hilário e tem suas justificativas.

Palácio da Pena

Na saída do Palácio, nos perdemos um pouquinho pelo bosque-jardim que rodeia o edifício, é muito lindo. Havíamos comprado entradas combinadas para o Convento dos Capuchos, mas evidentemente não conseguiríamos chegar por lá com aquela neblina, frio e em alguns momentos chuva. Caminhamos ao Castelo dos Mouros, que está ao lado do Palácio da Pena e a funcionária trocou nossas entradas, visitamos os “mouros”, que dizem oferecer vistas espetaculares de Sintra (risos!).

Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

Ao chegar no Castelo dos Mouros descobrimos o que havíamos perguntado ao “desinformador” turístico, a trilha de acesso ao Palácio da Pena e ao Castelo dos Mouros. Na saída decidimos descer pela dita cuja, é super fácil e deslumbrante, acaba ao lado da famosa confeitaria Piriquita, ou seja, no centro histórico de Sintra.

Sintra

Como ninguém é de ferro tomamos de merenda uma tosta e uma sopa. Depois descanso e banho no hotel para o segundo jantar na bela, mesmo com muita neblina, Sintra!

Nos próximos posts, informação prática para visitar os palácios e castelos de Sintra.

Leia também:
Palácio da Pena:Guia Prático
Para chegar em Sintra
A Cascais dos amantes sugados pelo mar – Boca do Inferno
Casas e Palacetes de Cascais
Cascais: Manual Prático
Restaurante em Sintra – Tulhas (quase uma experiência religiosa!)

fotos: turomaquia_2010

9 Comentários

  1. Silvia Oliveira

    Rendeu lindas fotos!!! Parabéns! Adorei!

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Silvinha, ainda vou fazer uma guia prática para visitar aos dois monumentos! Agora o frio era demoníaco neste dia!Beijos

    responder
  3. Carol Wieser

    Patricia.Vou dizer que a neblina deu um charme todo especial ao lugar. Ficou perfeito.Beijos

    responder
  4. Luisa

    A neblina combinou muito com o lugar! As fotos estao maravilhosas! E ainda bem que pelas fotos a gente nao sente o frio… Devia estar cortante!Bjs

    responder
  5. Patricia de Camargo

    Carol e Luisa a verdade é que combina já que a estética reinante é o romantismo, este lance de viver intensamente e curtir muito uma dorzinha eventual! jejejeO frio era de matar, até cobri minha cara com meu lenço!Muitos beijos

    responder
  6. Anonymous

    Com névoa Sintra é bem misteriosa… AdoreiCarmen

    responder
  7. Patricia de Camargo

    Carmen, eu simplesmente amei Sintra, voltaremos com certeza, até porque não conseguimos conhecer todos os atrativos da serra!Beijos

    responder
  8. luis fernando menardi

    Ola Patricia
    Visitarei Portugal e Espanha em jan/14 com minha esposa e filho.O frio é muito forte?Peço dicas de roupas basicas para a época pois levaremos uma mala cada um.
    Obrigado

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Já viu o novo vídeo da Provence no YouTube - Patricia de Camargo? Estou chocada porque perguntei nos Stories quem tinha assistido o filme do Russell Crowe, “Um Bom Ano” e me senti muito velha 😂😂😂 70% não tinha assistido. E por que perguntei? Porque no novo vídeo aparecem cenários deste filme 😉

#provence #gordes #lugaresdecine #francelovers #russellcrowe
  • Vem “sextar” comigo junto à um dos cenários do filme do Russell 😉 “Um Bom Ano”. Onde? 👉🏽 No YouTube - Patricia de Camargo 😎

#provence #gordes #umbomano #cidadedecinema #francelovers
  • Uma das vistas possíveis de um atrativo mais amado por fora que por dentro, o Padrão dos Descobrimentos em #Lisboa 👉🏽 A entrada custa 6€. 💁🏽‍♀️ Combina com visita ao Mosteiro dos Jerônimo + Torre de Belém + lanche nos Pastéis de Belém e dependendo do horário, caminhada até o #Maat para ver o pôr do sol.

#roteirolisboa #lisboalovers #bairrobelem #padraodosdescobrimentos
  • “Traduzir uma pintura em uma fotografia era um desafio que queria alcançar. Queria respeitar a imagem e a sensação que produzem os mestres, mas necessitava dar uma volta conceitual que pudesse criar uma nova capa visual na imagem original”. 👀 Para saber mais sobre o fotógrafo Freddy Fabris que saltou à fama internacional com uma série de fotografias que ele intitulou: “Renaissance” veja o último post do www.turomaquia.com

#artecontemporanea #artistacontemporaneo #fotografiaartistica #freddyfabrisphotography
  • Por sol neste momento desde o escritório Turomaquia 🙏🏽 #sunset #sunsetlover #laspalmasdegc #grancanarialovers
  • Caminhando sobre uma reserva gigantesca de ocre no novo vídeo da road trip pela #Provence (Clique na bio ou visite o YouTube - Patricia de Camargo). Esta viagem foi genial e é difícil falar gostei mais disso ou daquilo, mas confesso que este dia foi muito especial 😉

#roadtripprovence #roussillon #sentierdesocres

Follow Me!