Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 12 2019

Como ver o Monte Fuji – Bate e volta desde Tóquio

Este é um passeio clássico desde Tóquio para se aproximar do Monte Fuji. Primeiro vou descrever como a maioria das pessoas faz este bate e volta e depois vou te contar o que eu vou fazer quando retorne ao Japão.

Como ver o Monte Fuji: o passe que você vai precisar comprar

Como ver o Monte Fuji - Roteiro por HakoneVale a pena comprar o Hakone Pass para fazer este passeio. Primeiro, vai economizar 1470 ienes com a compra. Mas também porque vai evitar ficar comprando um novo bilhete a cada parada.

O primeiro trem dessa aventura sai de Shinjuku e lá mesmo você pode comprar o passe. Você pode escolher o passe de:
– 2 dias: 5140 ienes (que é o que a maioria das pessoas compra) | Criança: 1500 ienes
– 3 dias: 5640 ienes | Criança: 1750 ienes

A este passe, você  pode acrescentar uma ida ou volta com o trem Romancecar que custa 890 ienes. Ele é um trem mais confortável, bonito e exclusivo, além do que evita uma parada em Odawara, já que ele chega diretamente em Hakone-Yuomoto.

O trem normal leva até Odawara 100 minutos, onde terá que pegar outro trem para Hakone que levará mais 15 minutos; enquanto o Romancecar chega diretamente a Hakone em 90 minutos.

Em Shinjuku, o posto de venda do passe se encontra na planta 2F (apesar de estar no térreo). O local da compra chama-se “Odakyu Travel”, também vi em outros sites que se pode comprar o passe nas máquinas. Não há diferença de preço.

Para ficar mais fácil de achar é o edifício onde saem os trem das companhia JR.

Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone

Como ver o Monte Fuji: Shinjuku a Odawara

Como ver o Monte Fuji - Roteiro por HakoneDemoramos um pouco para achar a plataforma de saída do trem para Odawara, porque Shinjuku é gigantesca. O trem é simples, mas se o dia estiver bonito, do lado direito olhando para a direção que vai o trem, você será brindado com sua primeira vista do Fuji.

Eu e a Lu estávamos como bobas, tirando fotos, mas como este é um trem regional usado pelos locais, os demais não estavam nem aí para ele (risos!).

Tempo do trajeto: entre 90 e 100 minutos.

Como ver o Monte Fuji: Odawara a Gora

Fomos na baixa temporada, mas como o dia estava lindo, muita gente resolveu fazer o mesmo passeio. Portanto, quando saímos do trem seguimos a multidão até o próximo trem que nos levou até Gora. Quem quiser visitar o lindo Hakone Open Air Museum, deve descer em Hakone Yumoto Station.

Tempo do trajeto: quase 1 hora.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone

Como ver o Monte Fuji: Gora a Sounzan

Como ver o Monte Fuji - Roteiro por HakoneHora de pegar um bondinho, que estava apinhado de gente, até Sounzan. Na chegada já estávamos a mais de 700 metros de altitude.

Este é o trem de montanha mais antigo do Japão.

Tempo do trajeto: 10 minutos.

Como ver o Monte Fuji: Sounzan a Owakudani

Um trecho do teleférico estava em manutenção, então nos levaram até outro ponto de saída. Em Owakudani, a visão do Fuji vai te render as melhores fotos. Relaxe e fique um tempo por lá, é lindo demais. Adorei ter saído de lá, porque volto a repetir, no nosso dia foi o lugar mais fotogênico deste bate-e-volta.

Junto à parte da entrada da estação verá que o vulcão Owakudani formado há mais de 3000 anos, continua ativo. Sentirá um forte cheiro de enxofre relacionado com a atividade vulcânica e verá os fumos brancos.

AT: pelo que vi nos sites oficiais, já é o normal fazer o trajeto de Sounzan a Owakudani de teleférico.

Na estação comprei uns chocolates em formato do Fuji que estavam deliciosos.

Tempo do trajeto: foi bem rápido, uns 10/15 minutos.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone

Como ver o Monte Fuji: Oeakudani a Togendai

Esta parte do teleférico é tão maravilhosa, que meu conselho é tire fotos nos primeiros minutos e depois se entregue à arte da contemplação.

Tempo do trajeto: 20 e poucos minutos.
Como ver o Fuji

Como ver o Monte Fuji: Togendai a Hakone-machi-ko

Tem uma parada intermediária antes de chegar ao lago, nós não tínhamos tempo para parar porque no inverno escurece bem mais cedo.

Em Togendai, vem a parte mais engraçado do passeio, que é cruzar o Lago Ashi com um barco pirata. O lago e o Fuji dão o tom.

Ao chegar em Hakone, vá à padaria/restaurante toda acristalada com vistas ao lago. Imagino que você está precisando relaxar depois de tanto transporte 🙂

Tempo do trajeto: 30 minutos.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone
Como ver o Monte Fuji - Roteiro por Hakone

Como ver o Monte Fuji: Hakone-machi-ko a Odawara

Em Hakone você vai poder escolher entre vários ônibus, nós preferimos o que nos deixou diretamente em Odawara.

Se você vai retornar com o Romancecar, deve pegar um ônibus que pare em Hakone-Yumoto. Se quiser ter esta experiência, recomendo a volta com ele, porque você vai estar morto e este trem é bem mais confortável.

Dica Turomaquia: chegue antes e fique na fila para conseguir lugar para sentar!

Tempo do trajeto: quase 1 hora.

Como ver o Monte Fuji: Odawara a Shinjuku

Da estação de Odawara pegamos um trem direto para Shinjuku, ou seja, para Tóquio.

Tempo de trajeto: aproximadamente 100 minutos.

Como ver o Monte Fuji: Vale a pena?

Se o dia estiver lindo e você não tiver mais tempo na programação, vale sim. Porque é uma grande experiência esta proximidade com o Fuji.

É programação para o dia inteiro. Também te comento que apesar do passe ser para dois dias. A parte até Odawara só pode ser usada uma vez a ida e volta, ou seja, o passe não vale para ser usado outro dia desde Tóquio.

Como ver o Monte Fuji: qual seria meu roteiro ideal

Dia 1 em Hakone

Pararia na Hakone Yumoto Station, onde deveria pegar o Hakone Tozan Railway para Chokoku-no-Mori Station. De lá caminharia 2 minutos, para visitar o Hakone Open Air Museum.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone
Depois pegaria o trem até Gora, onde dormiria esta noite. Se chegasse cedo, ainda daria tempo de tomar um chá verde na casa de chá Shiwa-tei no jardim do Museu de Arte de Hakone.

Veja hotéis em Gora, clicando aqui.

Dia 2 em Hakone

Se não tiver mais um dia para esta parte do paíis no teu roteiro, a partir de Gora faria o resto da sequência da visita e descrita acima: Sounzan – Owakudani – Togendai – Hakone Yumoto – Shinjuku (mas com calma e desfrutando mais de cada parte do trajeto).

Mas se puder incluir mais um dia e for louco por arte como eu, olha só como ficariam os nosso dois dias seguintes.

Dia 2: pegaria um táxi que em 10 minutos me deixaria no Pola Museum (1700 ienes) também dá para chegar de ônibus.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone
Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone
O ônibus é o Kowakien – Gotenba e descer na 9. Parada, mais ou menos 13 minutos, que é Pora Bijutsukan. O bilhete vai custar aproximadamente 750 ienes.

O Pola Museum é um museu privado que tem desde pinturas tradicionais japonesas a Kandinsky, Monet ou Chagal.

O museu ainda oferece um trekking pela floresta do seu entorno, que você pode realizar em 30 ou 40 minutos.

Chegaria cedo no museu, para depois de Gora, pegar o funicular, o teleférico e o barco pirata até Hakone-machi, onde passaria a noite.

Veja hotéis em Hakone-machi, clicando aqui.

Dia 3 em Hakone

Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone Neste dia exploraria um pouco da zona antes de voltar a Tóquio, no final da tarde. Começaria caminhando até o Tokaido Checkpoint, que era um dos postos de controle das cinco rotas que partiam desde a antiga Edo (atual Tóquio). Nestes postos, as pessoas tinham que mostrar seu documento e abrir suas bagagens para inspeção.

O que se vê hoje é uma reconstrução fidedigna realizada em 2007, mas a original datava de 1609.

Depois, mais uma caminhada até o Palacio Kyu Hakone, que era lugar onde veraneava a família imperial e desde o qual se tem umas vistas incríveis do Fuji. O palácio foi construído em 1886.

Pegaria uma das antigas rotas Tokaido para chegar até Moto-Hakone. Ainda há restos da pavimentação antiga! Para um lanche, pararia na Casa de Chá Amazake Chaya, que é uma reconstrução de uma casa de chá de mais de 350 anos.

Neste caminho, a rota Tokaido passa pela avenida dos antigos cedros. Lá em Moto-Hakone iria até o tori fotogênico junto ao lago – Hakone Jinjya Heiwa-no-Torii. Até aqui, säo 3,2 km.

Se estiver viajando leve, desde Moto-Hakone poderá pegar o ônibus para Hakone- Yumoto, de onde partem os trens para Tóquio. Caso contrário, poderá voltar caminhando ou pegar um barco ou um ônibus para retornar a Hakone-Machi, pegar a bagagem e se mandar para Hakone-Yumoto e de lá voltar para Tóquio.
Como ver o Monte Fuji - Roteiro Hakone
Para descarregar este mapa, clique aqui.

o Vlog do passeio

O Mapa de Tóquio e arredores do Turomaquia

Clique aqui e leve esse mapa para sua viagem, é só copiá-lo nos seus mapas do Google.

Planeje sua viagem para o Japão

Veja todos nossos posts do JAPÃO

Planejamento ViagemBusque e reserve seu HOTEL em: TÓQUIO | KIOTO. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Websérie do Japão no YouTube – Patricia de Camargo

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

2 Comentários

  1. Natalie Soares

    Oi, Pat. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuuu Nat 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Dica Londres: caminhada recomendada inclusive para sedentários 😂 1,3 km entre o Southbank Centre a Tate Modern junto às margens do rio. Essas imagens são de janeiro, imagina num dia lindo de sol e com um calorzinho?!⁣
⁣
Almocei com a @helorighetto no Ping Pong do Southbank e de lá fui sozinha demoradamente até essa meca da arte moderna e contemporânea. lembrando que a entrada no museu é gratuita, exceto para as exposições temporárias. Mas sempre sugiro uma doação por mínima que seja, já que a união faz a força e manter um centro de arte como esse é caro prá dedéu.⁣
⁣
E aí, qual é tua caminhada favorita em Londres? É apta para todas as idades? Conta prá mim na caixa de comentários 😘⁣
⁣
#londonlovers #caminhadaLondres #oquefazeremLondres #turoLondres #mapadelondres
  • Paguei 60 libras a diária nesse hotel localizado do lado da Abadia de Westminster #londonlovers #hotelbbblondon #hotellondres
  • Publiquei a última parte do guia de leitura desse mês. Lembre que nosso bate-papo sobre ele vai rolar no dia 27 de fevereiro às 19:30 horas no YouTube - Patricia de Camargo. Ah, é o guia vc encontra no www.turomaquia.com 🤓

#lendoarte #seurat #nationalgalleryoflondon #pontilhismo #historiadaarte #artemoderna #issoearte
  • Sentados no chão do café da Galeria degli Uffizi tomando um aperol spritz após a visita. E você acha que a gente tá com cara de infeliz?! 😂😂 Esse é um baita museu, mas que tem um café minúsculo, então não tivemos muita alternativa e estávamos mortos depois de 6 horas entre obras 🤷🏽‍♀️ Qual foi o café ou restaurante que você mais curtiu dentro de um museu?

#galeriadegliuffizi #firenzelovers #artmuseum #museu #italyart
  • Mostro pouco minha cidade por aqui. Mas uma das minhas resoluções de ano novo é resolver essa pendência 🥳 
#laspalmasdegrancanaria #vegueta #grancanarialovers🖤 #canaryislands
  • Dica Londres: vai para a cidade até 15 de março? Visite a exposição temporária de Dora Maar no Tate Modern. ⁣
⁣
Está simplesmente maravilhosa. Perfeita para você entender como ela passou de atuar como fotógrafa para grandes revistas de moda a ser uma dos bastiões do surrealismo. É claro que falam da sua relação com o Picasso, mas fiquei sabendo lá que ela além de fotografar todo o processo de desenvolvimento do Guernica, também deu algumas pinceladas no quadro e que Picasso se inspirou em uma de suas obras para colocar aquela lâmpada olho no quadro que virou símbolo da luta contra a guerra.⁣
⁣
Para entrar na coleção do Tate você não paga nada, mas as exposições temporárias são pagas. Essa custa 13 libras e vale cada centavo! Evite os finais de semana quando os londrinos também vão em massa ao museu.⁣
⁣
#doramaar #tatemodern #londresmuseu #oqueveremlondres #exposiçoesquevalemapena #artemoderna #historiadaarte #surrealismo

Follow Me!