Guias de Viagem e Arte

 
 
nov 14 2016

Guia de Railay – a Tailândia que você sempre imaginou!

Se você pensa que chegar a Phi Phi é uma odisseia, nem vou te contar como é chegar a Railay. Mas como a coisa se complica, o número de pessoas diminui consideravelmente. Assim, se um dos teus critérios para rotular algo como “paraíso”, é não encontrar uma multidão + água cristalina + rochas que aparecem no meio de uma mar verde, Railay é tua melhor opção!
Railay - Tailândia

Railay – Como chegar

Nós fomos de Phi Phi a Krabi de ferry, que era bem pior que aquele que pegamos para chegar a Phi Phi. Mas isso é difícil saber quando se compram os bilhetes, que nos custaram 250 THB.

O ferry não nos deixou em Krabi Town, já era tarde para pegar o barco para Railay, então tivemos que pegar um transfer até Krabi Town por 150 THB.

Dormimos num lugar que recomendo, Palmari Boutique Hotel. Quarto grande, limpo e os donos eram bastante amáveis. Para março de 2017, você pode encontrar diárias de quartos duplos a partir de 26€. Para saber mais sobre o hotel, clique aqui.
Railay - Tailândia
Na manhã seguinte, a senhora do hotel nos conseguiu um táxi até o local onde saía o barco para Railay. O táxi custou 300THB, estávamos em 2 pessoas.

Chegando no pier, um pequeno espaço com um longo banco de concreto. Um local sem muita movimentação mas com uma vista incrível para uma espécie de braço de mar.

Um senhor nos disse que assim que chegasse um número de pessoas suficiente para encher o barco zarpariam para Railay, e assim foi. Pagamos 150 THB no barco.
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Quando chegamos a Railay a maré estava alta, então pudemos descer numa plataforma inflável sem muitos problemas. Esta plataforma estava colocada sobre o mangue.

Descemos de um lado da ilha e cruzamos por um caminho de areia batida até o outro lado, onde estava nosso hotel. Deste lado, uma praia digna daqueles posters das agências de viagens nos esperava, linda e formosa!
Railay - Tailândia

Railay, o retorno

A parte mais complicada na verdade foi a saída da ilha. Tínhamos que ir para Ao Nang. Para esta cidade na costa, os barcos saíam da frente do nosso hotel, genial, não?

Acontece que o transporte é realizado com os long boats, que não podem atracar na areia se vão cheios, porque atolariam. Tivemos que colocar nossas malas na cabeça e andar com elas n` água. Quando chegamos ao barco, a água estava no joelho.

O barco não contava com escadinha, então imagina como era subir ao dito cujo, isso sem falar das malas. Sem a ajuda de um senhor muito amável (outro passageiro) a coisa teria sido dramática 😉

Já mostrei minha mala do coração, neste vídeo aqui!



Como explorar os arredores de Railay

Desde Railay dá para fazer vários passeios. Depois da belíssima experiência com o barqueiro de Phi Phi, estávamos mal acostumadas. Também acho que tivemos muito azar com os barqueiros de Railay. Todos foram bastante brutos, quem sabe um problema de falta de entendimento, já que nenhum falava o mínimo de inglês. Sabiam algumas palavras e ponto final.
Railay - Tailandia
Pagamos 1.100 THB (por pessoa) pelo passeio de 6 horas. Isso entre duas pessoas. Optamos pelo passeio onde a estrela era Hong Island. Existem excursões bem mais baratas, mas neste acso pagamos para poder ficar masi tempo nos locais e estar mais tranquilas.
Atualização: em 2016 já estão cobrando 3000 THB, pelo barco.

Nossa excursão passou primeiro pela Lagoa Hong, de um verde absurdo. Graças as árvores que na maré alta estão em sua maioria submergidas, mais ou menos entre às 9 da manhã e o meio-dia. Portanto, o único horário que dá para mergulhar e que muitos long boats entram por lá, já que na maré baixa podem ficar preços nos ramos destas árvores.
Railay - Tailandia
Railay - Tailandia
Railay - Tailandia
Passamos devagarzinho por Paradise Island, uma micro-ilha, para chegar no parque nacional, onde se encontra Hong Island, a estrela do dia. Para entrar na ilha tive que pagar uma taxa ambiental de 200 THB (atualmente a taxa subiu para 300 THB).

As rochas cheias de verde, novamente abraçando tudo, te aconhegando naquela água cristalina. Passamos mais de uma hora no melhor “il dolce far niente”. Por minutos dentro daquele mar verde piscina, em outros momentos apreciando a panorâmica na areia debaixo de uma árvore.
Railay - Tailandia
Railay - Tailandia
Além deste passeio, também dá para ir desde Railay a excursão conhecida como “4 ilhas”, que passa por Tup Island, Chicken Island, Poda Island e termina em Pranang Beach, que nem é uma ilha, mas que é de difíci acesso prá quem pega essa excursão em Krabi ou em Ao Nang.

Não fiz este passeio, as críticas são ótimas, mas precisava de um momento relax total e não estava a fim de me estressar com nenhum barqueiro, depois da experiência do dia anterior 😉 Se você fez este passeio, conta nos comentários se você recomenda, o que achou imperdível ou se passou algum perrengue.

Onde é melhor se hospedar em Railay

Eu recomendo Railay West, sem pestanejar! Olha na imagem a localização de cada um dos hotéis e o nomes.
Mapa Railay
Sand Sea Resort
Metade da experiência em Railay é o hotel, já que o lugar é tranquilo e bastante isolado. Portanto, não vale a pena economizar!

Ficamos no Sand Sea Resort, um desbunde. Quarto enorme com varanda e vistas para o jardim. Tudo estava bastante limpo, achei estranho que a nota do hotel baixou para 8,0 no Booking. Existem queixas do banheiro e de limpeza, mas as críticas estão bem díspares, daí é muito complicado realmente compreender como se encontra neste momento o hotel.
Railay - Tailândia
Mas acredito que não tenha decaído tanto assim. O que você deve ter em mente que se trata de um hotel no meio do nada. Que a palabra resort não significa a mesma coisa para brasileiros e europeus do que para os tailandeses. No Sudeste Asiático qualquer hotel com piscina meio que vira resort.

A piscina tinha vista ao mar e uma bela plataforma de madeira na areia abrigava algumas jóias. Grandes cadeiras de sol, perfeitas para ver um por do sol daqueles que fazem suspirar, levantar os olhos aos céus e simplesmente dizer: obrigada!
Railay - Tailandia
IMG_1666

Para uma escapada romântica, me daria o luxo de ficar no Rayavadee. Serviço de primeira classe neste 5 estrelas que vai acertar todo teu traslado. E assim evitará todos os perrengues que já te contei lá em cima. Hotel perfeito para uma lua de mel na Costa de Andamán.

Reserve o Sand Sea Resort, clicando aqui ou o Rayavadee, clicando aqui. Para ver outros hotéis em Railay, clique aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Preços e horários de barcos em Railay

Tirei fotos de vários cartazes com preços de excursões, transfers, comidas e horários para que você possa ter uma ideia de quanto gastaria por lá. Mas lembre que tenho um vídeo onde conto tudo que gastei nesta viagem pela Tailândia. Para vê-lo, é só clicar aqui!
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia

Onde comer em Railay

Não espere ter uma baita experiência gastronômica por lá. Não fui ao restaurante do Rayavadee, mas tudo que comi era correto, gostosinho. Portanto, Railay não me marcou neste quesito como Chiang Mai.

Vale a pena provar os peixes e frutos do mar a milanesa do Bud´s no lado “west”, bem como as barraquinhas de sucos. No Bud´s para almoçar pagamos 125 THB.
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia

Do lado posto, em Railay East provamos o bonito Bhu Nga Sari. Tomamos um Singapore Sling (180 THB), mas a comida era apenas correta, sem nenhuma emoção. Gastamos em duas pessoas – 870 THB. No meu ponto de vista, em termos de Tailândia, uma péssima relação custo x benefício.
Railay - Tailandia

Explorando Railay

Caminhar pela ilha é muito fácil, são inúmeras as placas de sinalização. Para ir de Railay West ao lugar mais diferentão da península. Você deve ir até Railay East e de lá pegar o caminho para Pranang Beach. Fique atento com suas coisas, porque de Railay East até Pranang encontrará uns pequenos macaquinhos.
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Mesmo olhando as fotos, ainda tenho dificuldade em aceitar que vi aquela praia. Que praticamente nasce de uma pendente seca e alta de rocha. Mas difícil ainda fazer o cérebro aceitar aquelas pedras altíssimas com formas barrocas e portanto, dramáticas que submergem do mar. Uma delas, bem proxima às margens da praia faz par com o sol que se põe.

Em termos de natureza, um dos locais mais fotogênicos de toda viagem. Uma mistura explosiva de areia meio rosadinha que termina num branco imaculado. Montanhas que sempre impõe ao corpo e a alma. E rochas que parecem submergir das águas cristalinas.
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Railay - Tailândia
Prá quem curte uma adrenalina máxima. A ilha oferece pontos de escalada e uma trilha íngrime e meio perigosa até o “Viewpoint” e a lagoa.

Planejando sua viagem para Tailândia

Veja todos nossos posts da TAILÂNDIA

Planejamento ViagemBusque e reserve seu hotel em: KRABI TOWN | RAILAY BEACH | PHI PHI | PHUKET | BANGKOK | CHIANG MAI | SUKHOTHAI. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Prove abaixo …

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

6 Comentários

  1. VANESSA

    Adorei seu post. Já fui 2 vezes em Railay e amei. É um lugar diferenciado na Tailândia.
    Na verdade eu achei bem fácil de chegar, pois vim de avião desde Bangkok. Dormi 1 noite em Ao Nang e, no dia seguinte, pegamos os long boats para chegar em Railay. O trajeto demorou apenas 10 minutos.
    Da outra vez que fui, dormi em Ao Nang e, no outro dia cedo, peguei o passeio para Hong Island. Na verdade o nome do passeio era “7 ilhas”. Saímos de Ao Nang cedinho, fizemos o passeio e chegamos em Railay, próximo às 20h. No passeio presenciamos até show de pirofagia no barco.
    Realmente incrível.
    Quando o assunto é Tailândia: sou suspeita. Simplesmente Amo!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Oi Vanessa,
      Brigaduuuu 🙂
      com o long boat, vc não teve que levar a mala/mochila na cabeça? A volta fiz por Ao Nang, mas mesmo assim não achei algo direto, tem que passar por Krabi Town ou por Ao Nang para chegar lá, mas dai o diferencial é a quantidade de pessoas.
      Um abraço

      responder
  2. Rafael Mendes

    Olá, adorei as postagens e as dicas!! Pretendo ir à Tailândia entre maio e julho .. sei que não são os meses indicados, mas são os que tenho ;x. Pretendo ficar de 7 a 9 dias por lá e queria uma super ajuda de um roteiro do que acha interessante fazer, help rs (meus interesses são os elefantes, as ilhas, as feirinhas e algum centro de compras bacana) obrigado desde já. Bjs

    responder
    • Patricia de Camargo

      Rafael, a questão da época será de sorte, conheço gente que foi no pior mês, que é agosto, e comentou que apenas uma vez ao dia caia uma chuva torrencial, depois parava e o sol surgia 🙂

      Com 7 a 9 dias, e levando em conta a logística complicada das ilhas, uma boa alternativa seria:
      1 – Chiang Mai
      2 – Chiang Mai
      3 – Chiang Mai – nesta época que vc vai, é melhor ir para alguma ilha do Golfo da Tailândia – fixar uma base e explorar a região
      4 – Golfo da Tailândia
      5 – Golfo da Tailândia
      6 – Golfo da Tailândia
      7 – Bangkok
      8 – Bangkok
      9 – Bangkok – bye bye

      Beijos

      responder
      • Rafael Mendes

        Obrigadooooo pela dica, na verdade tenho 14 dias mas o restante vou dar uma passadinha em Dubai!! Por isso os 9 dias. Vou dar uma pesquisada. Bjs bjs

        responder
        • Patricia de Camargo

          Rafael, como vai desde Dubai, seria legal ver se ñ tem como voar direto para Chiang Mai.

          responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • La Duquesita⁣
⁣
É uma das “docerias” mais antigas de Madri. Abriu suas portas em 1914 e ficou apenas 9 meses fechada. Quando todo mundo já dava por perdido esse emblemático lugar, veio Oriol Balaguer e reabriu suas portas.⁣
⁣
Oriol Balaguer é um dos mais famosos “chocolateiros” da Espanha, ou como se diz por aqui, “maestros chocolateros”.⁣
⁣
A loja é linda, mas não é só aparência. Os doces são gostosos e nem preciso falar dos bombons, tendo em vista quem é o dono do estabelecimento 😉⁣
⁣
Ele manteve o doce mais famoso da casa, como não, La Duquesita. Um doce de morango.⁣
⁣
Nessa época se passar pela loja, vale a pena comprar um dos panetones premiados do “chef”. Tem o tradicional, o de chocolate e o gianduia (pasta de chocolate com 30% de pasta de avelãs). E este ano também tem panettone de framboesa!⁣
⁣
#madrilovers #foodmadrid #oriolbalaguer #panettone #panettoneMadrid #doceemmadri #ondecomeremmadri

Fotos próprias e de divulgação.
  • Qual é seu drink favorito?⁣
⁣
Na foto estou com o “pear mule”, o novo drink do @200gramos. Leva vodka, pera, suco de limão e ginger beer.⁣
⁣
Beeeem gostoso!

#drinks🍹 #restaurantelaspalmas #laspalmasdegrancanaria🌴 #grancanaria
  • Paris sera Toujours Paris⁣
⁣
É um guia realmente diferente de Paris. Não vai te ajudar a pegar o metrô ou programar o dia a dia da sua viagem. E mesmo assim é incrível para quem busca compreender a cidade.⁣
⁣
Màxim Huerta nos mostra Paris através de seus personagens como Colette ou Joséphine Baker; de seus ofícios, um exemplo? Os “bouquinistes”, os vendedores de livros das “caixas verdes” das margens do Sena.⁣
⁣
Também fala do croissant, da Torre Eiffel, mas sempre trazendo um dado inusitado, contando uma história, porque afinal Màxim é um grande contador de histórias, já falei de outro livro dele no #turolivros⁣
⁣
O livro é lindo, graças as histórias e as ilustrações de Maria Herreros, que são pura arte.⁣
⁣
Dá para ler com um espanhol intermediário.⁣ Não tem edição em português.
⁣
#parislivro #parisbook #oqueler #bookaddict #turolivros #desafioumlivropormes #bookphotos
  • Bar-restaurante (Achado em Madri)⁣
Não estou exagerando, é realmente um achado em Malasaña. ⁣
⁣
Na verdade é um bar-restaurante com um armazém que vende frios, vermut e outras delícias.⁣
⁣
Típico lugar de bairro, frequentado pelos moradores e que oferece boa comida, excelentes vermuts e um atendimento amável.⁣
⁣
Levei meus pais e eles amaram. No final de semana tem que chegar cedo para sentar porque o local é pequeno. ⁣
⁣
Durante a semana, oferecem um prato do dia por 5,50€. Nós fomos de garbanzo con bacalao. Grão de bico com bacalhau. Na Espanha se prepara o grão de bico como a gente faz feijoada. ⁣
⁣
Se quiser acrescentar ao prato do dia, bebida e pão, o valor sobe a 8€. O pão é mara e o vermut muuuito bom, por isso vale a pena acrescentá-los.⁣
⁣
Para ir com amigos e petiscar, há tábuas de frios, colmadas (sanduíches) e conservas. ⁣
⁣
Veja o cardápio inteiro com preços no site oficial: http://lacolmada.com ⁣
⁣
Destaque: atendimento 5 estrelas.⁣
⁣
#madri #madridlovers #madridfood #restaurantesmadri #restaurantesmadrid #foodphoto #foodporn #foodpic @lacolmada
  • Hotel maravilhoso em Madri⁣ 🔝
Gente do céu, apaixonei por um dos hotéis que testei nessa última viagem para Madri. ⁣
⁣
Na verdade, também gostei de outro, que vou postar mais para frente. ⁣
⁣
Mas voltando a esse 4 estrelas incrível que me hospedei em 2 noites diferentes, uma com minha sogra e outra com meus pais.⁣
⁣
Ocupa um edifício histórico que foi o maior arranha-céu da Espanha na década de 1950. Foi remodelado totalmente pela rede RIU e reabriu nesse último verão.⁣
⁣
Mas o que quero destacar é o atendimento prestado por todo o staff, desde a recepção ao senhor que abre a porta. Passando pela senhora que retira os pratos da mesa no café-da-manhã. De tirar o chapéu!⁣
⁣
Os dois quartos que me hospedei tinham uma vista incrível de Madri, com Palácio Real incluído.⁣
⁣
Os hóspedes tem livre acesso a um dos melhores mirantes da cidade. E ainda conta com um piscina (bem pequena), academia, café da manhã com show cook e uma localização fantástica!⁣
⁣
Para ver preços e outras opiniões, clique no link da bio. Por que estou fazendo dessa forma? Se alguém resolver reservar, recebo uma comissão que não onera para nada meu seguidor, mas que é importantíssima para manter o Turomaquia e o Arte 365 navegando! ⁣
⁣
Desenvolver conteúdo de qualidade é caro e demanda muito tempo. Por isso, pequenos gestos como esse, permitem que os criadores mantenham seu trabalho. Não permita que apenas os conteúdos lixo sobrevivam nessa selva digital! É uma compromisso de todos nós!⁣ Vou mostrar o quarto nos Stories!
⁣
#hotelmadri #ondedormiremmadri #hotelmadricentro #hoteldesign #madrilovers #madrid #mirante
  • ⁣
Palmeritas Original, novidade em Madri.⁣
⁣
O dono de uma das melhores confeitarias de Madri e do melhor croissant de framboesa abriu essa “porta” no coração da Gran Via, praticamente na frente da Primark. ⁣
⁣
O responsável? Alejandro Montes e sua casa insígnia? Mama Framboise. ⁣
⁣
Eu escrevi porta porque está pensado para atender o pessoal na rua. Mas também dá para entrar no hotel Hyatt e saboreá-las desde dentro com um cafezinho quente!⁣
⁣
Loja de um único produto, a palmerita, conhecida no Brasil como palmier ou ainda como orelhas de elefante 😋⁣
⁣
Um doce de massa folhada que Alejandro deu um giro de 180 graus criando 12 sabores diferentes, uma mais legal que o outro. Eu provei a “castiza”, ou seja, a palmerita com mais sabor a Madri que leva geléia de morango, chocolate de amoras e pétalas de violeta cristalizada. ⁣
⁣
Crocante, fresca e de sabores surpreendentes. Meus pais também adoraram. ⁣
⁣
💶 O preço? 1,70€⁣
⁣
⏰ Abre de segunda a quarta-feira das 8:30 às 22:00 horas. Quinta e sexta-feira das 8:30 à meia-noite. No sábado das 9:30 à meia-noite e no domingo das 9:30 às 22:00 horas.⁣
⁣
📫 End.: Calle Gran Vía 31, 28013⁣
⁣
Fotos próprias e de divulgação

Follow Me!