Guias de Viagem e Arte

 
 
fev 28 2009

Lonely Planet – Brasil

Pensava em apenas comentar que este mês a Revista Lonely Planet em espanhol está dedicada ao Brasil. Contar a que destinos se referia a revista e não muito mais. Mas ao ler o editorial e a primeira reportagem mudei de planos. Vou trazer allguns trechos para que vocês possam perceber a aura que envolve nosso país e a pena que me dá que mesmo assim recibamos tão poucos turistas estrangeiros. Vamos lá?!

Minha primeira impressão quando folheiei a revista ainda na banquinha foi que outra vez era o típico, um montão de reportagens sobre os índios. Eu não sou contra ninguém, mas o Brasil está conformado por tantas etnias e povos, que me parece cair na mesmice somente falar de uma parcela da população. Eu sei, eles foram os primeiros habitantes, mas falar de pureza me parece um pouco forte e sem sentido na era atual. E o bonito que se revela já no editorial e na primeira reportagem, e o que chama a atenção do gringo é a nossa diversidade! Olha o título do Editorial: Prazer no diverso. Já que falei do dito, seguem alguns trechos:

… Porque existem poucos países com uma pluralidade humana e natural tão extraordinária como a do gigante sulamericano. Olhem um Atlas e tentem pegar Europa: com uma pequena volta e apertando um pouco aqui e ali, poderiam metê-la no espaço que desenha Brasil. (….) Para muitos, Brasil é o mais próximo ao paraíso na Terra”.

A primeira reportagem é um hino de amor ao nosso país, aonde se entralaçam momentos históricos e atualidade, citando diversas cidades e tradições. Vocês sabem que isto de dizer, que o Brasil, é o país do futuro era o título de um livro, que um austríaco publicou em 1941? E que este homem, Stefan Zweig, se apaixonou pelo Brasil e acabou ficando por aqui? Sabe por quê? Saiba em primeira pessoa:

“Apoderou-se de mim uma embriaguez de beleza e gozo que excitava os sentidos, estimulava os nervos, dilatava o coração e, por mais que visse, mais queria ver”.

Mas o jornalista Bernardo Gutiérrez (que viveu quatro anos no país) viaja mais atrás para trazer à tona uns imperadores que chama de progressistas. Eu não me lembro de aprender este lado da realeza na escola, que pena!

“Brasil foi o maior estado escravista das Américas, mas teve os imperadores mais progressistas. Considerada a primeira mandatária feminina do continente, a princesa Isabel foi uma firme defensora da abolição da escravatura. Em maio de 1888, no banquete que celebrava a proibição desta prática, fez com que servissem a comida mais típica dos escravos: a feijoada, hoje prato nacional de Brasil.”

Passeando por nossas regiões, pela biodiversidade, afirma que o país possui cenários que apaixonam, e que vários estrangeiros se virão flechados pelo país depois do austríaco Zweig, um deles Le Corbusier:

“Quando o arquiteto suiço Le Corbusier pisou Rio de Janeiro na década de 1930 ficou maravilhado. Chegou a afirmar que a natureza aí é tão perfeita, que nenhum arquiteto a superará nunca”.

Esta primeira reportagem me emocionou muito, e me fez pensar na nossa falida publicidade turística, lembram?!! Estas páginas tem muito mais poder de atração do que aquelas imagens descuidadas e sem sentido pelas quais se pagam milhões!

“Uns dias depois de ter chegado no Brasil, calçando as havaianas de rigor e saboreando um chopp em um boteco, falaremos com os paroquianos e acabaremos cantarolando qualquer samba da rádio como se fosse nosso. Então olharemos a nosso lado com otimismo e seremos felizes como Zweig, sem saber o porquê, sentindo que tudo é possível, que o melhor está por chegar e que somos parte de algo muito maior que a própria vida”

(parágrafo final da reportagem!)

Destaque do post:
Banca de Jornais espanhola
Lonely Planet
Brasil

Leia também:
Promoção turística do Brasil na Espanha

Ainda vou trazer mais informação sobre esta revista!

A reportagem traz um erro de data na abolição da escravatura, ao invés de dizer 1888, diz 1885, mas na tradução coloquei a data correta.

Imagem: Capa da Revista Lonely Planet
Reportagem: “La tierra más cercana al sueño del paraíso” de Bernardo Gutiérrez.
Editorial: “Placer en lo diverso” de Marisol Soler
Tags Technorati: ,

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

3 Comentários

  1. Viniart

    Nossa Patrícia, fantástica a matéria que você trouxe, eu sempre tive curiosidade ao ver os editoriais deextrangeiros, fazendo referência ao nosso País !!! Parabéns pela iniciativa está muito legal !!!Beijo amiga !E um ótimo dia !

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Vini ainda vou comentar mais coisas sobre esta revista, já cabei de ler, e não tem desperdício!Beijos

    responder
  3. Viniart

    Esse posto vou aguardar com ancioso rsrs,beijos amiga !

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Dica Madri: como prometi hoje lhes deixo a dica de um hotel econômico na cidade. Queria fazer um vídeo como o de Londres, mas acontece que perdi várias imagens dessa última viagem, só me sobrou essa foto de "look do dia" no quarto 😂⁣
⁣
Peguei umas fotos de divulgação, mas lhes comento que são de quartos duplos, o meu era individual e era bem menor. Mas tinha janela para o pátio interno do hotel, mas por exemplo não havia porta do quarto para o banheiro. Em contrapartida era ótimo porque tinha ducha efeito chuva, cafeteira e cápsulas de café, madalenas de cortesia, ar-condicionado, pisos e madeira, televisão, espaço para trabalhar, mas tudo isso bem condensado 😉⁣
⁣
O hotel está num edifício antigo mas com elevador ao lado do Museu do Romanticismo, ou seja, a localização é fantástica! Duas paradas de metrô estão próximas: Alonso Martínez e Tribunal.⁣
⁣
👁‍🗨 Para ver mais fotos e outras opiniões, clique no link da bio 🤟🏽⁣
⁣
#hotelMadri #madrilovers #hotelBBBEuropa #hotelBBB #hotelemMadri #turoMadri
  • Dica Londres: caminhada recomendada inclusive para sedentários 😂 1,3 km entre o Southbank Centre a Tate Modern junto às margens do rio. Essas imagens são de janeiro, imagina num dia lindo de sol e com um calorzinho?!⁣
⁣
Almocei com a @helorighetto no Ping Pong do Southbank e de lá fui sozinha demoradamente até essa meca da arte moderna e contemporânea. lembrando que a entrada no museu é gratuita, exceto para as exposições temporárias. Mas sempre sugiro uma doação por mínima que seja, já que a união faz a força e manter um centro de arte como esse é caro prá dedéu.⁣
⁣
E aí, qual é tua caminhada favorita em Londres? É apta para todas as idades? Conta prá mim na caixa de comentários 😘⁣
⁣
#londonlovers #caminhadaLondres #oquefazeremLondres #turoLondres #mapadelondres
  • Paguei 60 libras a diária nesse hotel localizado do lado da Abadia de Westminster #londonlovers #hotelbbblondon #hotellondres
  • Publiquei a última parte do guia de leitura desse mês. Lembre que nosso bate-papo sobre ele vai rolar no dia 27 de fevereiro às 19:30 horas no YouTube - Patricia de Camargo. Ah, é o guia vc encontra no www.turomaquia.com 🤓

#lendoarte #seurat #nationalgalleryoflondon #pontilhismo #historiadaarte #artemoderna #issoearte
  • Sentados no chão do café da Galeria degli Uffizi tomando um aperol spritz após a visita. E você acha que a gente tá com cara de infeliz?! 😂😂 Esse é um baita museu, mas que tem um café minúsculo, então não tivemos muita alternativa e estávamos mortos depois de 6 horas entre obras 🤷🏽‍♀️ Qual foi o café ou restaurante que você mais curtiu dentro de um museu?

#galeriadegliuffizi #firenzelovers #artmuseum #museu #italyart
  • Mostro pouco minha cidade por aqui. Mas uma das minhas resoluções de ano novo é resolver essa pendência 🥳 
#laspalmasdegrancanaria #vegueta #grancanarialovers🖤 #canaryislands

Follow Me!