Guias de Viagem e Arte

 
 
mar 05 2009

Mais Lonely Planet Brasil

Como prometi, voltou a comentar a Revista Lonely Planet deste mês, cujo tema é a nossa terrinha! O jornalista Bernardo Gutiérrez assina outra matéria, agora sobre a travessia de barco de Macapá a Belém, pelo Rio Amazonas.

Descemos ao sudeste pela mão de Sònia Casas Codinach que nos fala sobre o Rio de Janeiro, dá uma olhada nesta foto, não é alucinante?!

Sònia contando sobre a desastrosa urbanização dos anos 1970 com seus blocos de apartamentos monstruosos, adverte ao viajante: “Em qualquer outra cidade do mundo o dano seria irreparável, mas a beleza do Rio parece ser imune a todo tipo de ultraje: favelas trepando pelos morros e colinas, calçadas que envelhecem sem que ninguém as repare, perda de peso político e econômico diante de Brasília e São Paulo … É igual. Por mais que lhe maltrate, o Rio de Janeiro sempre terá a mãe natureza do seu lado. Uma natureza que marcou até seu nome”.

Lena Tosta, uma antropóloga brasileira assina dois artigos, o primeiro sobre os Kalungas, você sabe quem são eles e aonde vivem? Eu não sabia! “Os kalungas são a maior comunidade de descendentes dos moradores dos quilombos, entre as mais de mil e cem reconhecidas no Brasil, são mais ou menos seis mil pessoas”, que vivem no cerrado de Goiás.

Sua segunda reportagem trata dos índios brasileiros, “ … as estatísticas mais conservadoras estimam que seis milhões de índios, que falavam cerca de 30.000 idiomas diferentes viviam no Brasil quando chegaram os portugueses. Enquanto hoje apenas 15% destes idiomas e 7,6% da população sobreviveram, o que representa tão somente 1% dos habitantes do país. Ainda que hoje seu número seja insignificante, para o Brasil o valor simbólico dos povos indígenas é incomensurável: caso se retirem estas primeiras nações da equação da “brasilidade”, os brasileiros nos tornaríamos irreconhecíveis, inclusive para nós mesmos”.

Miguel Mañueco descreve sua viagem de Recife a São Luís do Maranhão ricamente ilustrada com fotos que dão orgulho e na real apenas refletem a beleza nordestina. De passo faz uma pequena nota sobre Fernando de Noronha, que finaliza assim: “O arquipélago leva o nome do nobre português a quem foi cedido em 1504. Um ano antes havia desembarcado Américo Vespucio, e dizem que a idílica descrição que fez em seu retorno à Europa inspirou a Tomás Moro a invenção conceitual de uma ilha perfeita chamada Utopia”. (É muito bonito, e isso eu tampouco sabia, é necessário que alguns estrangeiros escrevam sobre meu país para que volte a descubri-lo!)


Areia Vermelha – Rio Grande do Norte

O biólogo Lluís Sanz exorta ao Pantanal. “Todas as cifras relacionadas com o Pantanal são surpreendentes: tem mais de duas vezes o tamanho de Portugal, ou 24 vezes o do Parque dos Everglades, na Flórida; em suas águas habitam uns quatro milhões de jacarés, quase tantos como cabeças de gado; 670 espécies de aves e mais de 1.500 famílias de plantas, e sua densidade demográfica é três vezes inferior à da Amazônia”. (Vixe Santo!) No decorrer do artigo ele fala dos “osos hormigueros”, sabe o que são? Nossos velhos tamanduás, sabem que eles comem até 20.000 formigas e cupins por dia!???

É claro que se fala da nossa música, da Bahia e de Brasília, esta última recebe o carinho de outro brasileiro, Guilherme Wisnik. Enfim, uma delícia de revista, quem tiver possibilidade não deixe de comprá-la, é a número 18 da versão em espanhol!


Salvador

Leia também:
Lonely Planet – Brasil
Promoção turística do Brasil na Espanha
Lençois Maranhenses
Na Chapada Diamantina
Ilha de Boipeba
Ilha de Boipeba 2

Destaque do post:
Lonely Planet
Brasil
Viajar no Brasil

Fotos: Revista Lonely Planet n. 18 – fevereiro/2009 – español
Tags Technorati: , , , , ,

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

5 Comentários

  1. Mirella

    Quando eu penso em tudo o que o Brasil tem a oferecer… eu fico triste de conehcer tão pouco da nossa terrinha…Um dia quem sabe eu me aventure pelo Brasil, imagina?! Seria maravilhoso descobrir… o duro é o medo de sair pelas estradas do interior…bjs

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Eu também fico triste, e pensa em tudo que ainda há por fazer em termos turísticos em nosso país!Beijos

    responder
  3. Viniart

    Pois é, o brasil é um país imenso, e creio eu, somos o mais diversificado, senão um dos mais, miscigenados do planeta.Mas temos tanto, pena não ser possível no atual momento conhecer tudo isso, quem sabe mais adiante não desenvolvemos um sistema de turismo sustentável, que seja ecológico !!A revista foi incisiva e mostrou realmente muitas coisas que não vemos no dia dia de nossas vidas.Creio eu estarmos tão integrados a forma de pensar do dia dia, que as pequenas coisas, nos passem desapercebidos.Mas são estes editoriais que nos fazem voltar a ver que somos abundantes !Lindo post, abraço amiga !

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Adorei esta palavra – ABUNDANTES! Espero que um dia (já amanhã se é possível!) seja mais barato voar dentro do nosso país! Sem transportes eficientes e mais baratos a coisa fica difícil!Beijos

    responder
  5. Viniart

    Fiquei feliz em saber que a ministra da casa civil aqui do Brasil vai criar um instituto juntamente com as universidades somente pra cuidar de transportes ferroviários de alta velocidade !! Aqui perto de casa (campinas) vai ter um trem bala, que liga Campinas ao Rio de Janeiro passando por São paulo, tudo isso em 1 hora e meia se não me engano !!!Vai ser fantástico !!!Quem sabe no futuro não seja mais barato viajar ! rsabraço amiga !

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Bestial como o ser humano é maravilhoso e pode construir um prédio lindo e gigante como esse! Não se deixe contaminar pelo baixo astral, não vai adiantar nada e você acaba perdendo a chance de tentar viver coisas interessantes. Porque lembra que a vida são dois dias e você quer ainda ficar reclamando num deles?! Não, esse Instagram não vai mudar o enfoque 😂 É que vou pegar um voo de madrugada e estava aqui me odiando no aeroporto. Mas caçamba, fiz tanta coisa legal e esse é o preço de viver numa ilha com o clima perfeito, mas que está meio longe de 95% do mundo 😂😂😂 #visitlondon #londonist #milleniumbridge #arquitetura #oserhumanoemaravilhoso
  • Saindo do shopping @onenewchange em direção à Catedral de St.Paul. E de repente essa visão 😱

Hoje o dia tá lindo, mas tá friooooo 😂😂😂 #londonlovers #newancient #stpaulcathedral #onenewchange #londonshopping
  • Simplificar na vida costuma ser bem mais difícil do que complicar tudo. Um paradoxo! 
#henrymoore #tatebritain #escultura #arte #londonlovers #artbritain
  • Hoje teve chuva, mas a temperatura subiu um pouco. Tô achando o frio bastante suportável. Ainda nem usei luvas e gorro de lã. Pra eu aguentar algo na cabeça tem que estar fazendo temperaturas negativas ou quando um dia ruim de cabelo 😂😂😂 #corvo #londonlovers❤️ #londresnoinverno
  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri

Follow Me!