Guias de Viagem e Arte

 
 
out 28 2010

Roteiro de carro pela Argentina

Nossa correspondente de turismo de aventura, Malu Torres Poli, conta sua saga de carro até a Patagônia Argentina, e uma passadinha pelo Chile. O relato está dividido em 5 posts, desfrute!

No final do ano passado fui com minha família de carro (três caminhonetes 4×4) para a Argentina. A viagem teve duração de 21 dias, mas as principais cidades que visitamos foram Bariloche (22 a 25/dezembro), onde passamos o Natal e El Calafate (30/12 a 02/01), onde passamos o Réveillon.

Desde Curitiba levamos 4 dias para chegar à Bariloche. Paramos em Oberá, Campana (bem perto de Buenos Aires) e General Acha. O primeiro dia em Bariloche que realmente pudemos sair (mesmo com o tempo um pouco ruim e muito frio) foi no dia 23/12, Fizemos de carro o Circuito Chico no Parque Nahuel Huapi.

Argentina by Malu Poli

Estradas floridas

Argentina by Malu Poli

Lagos com picos nevados ao fundo

Argentina by Malu Poli

Hotel de Luxo (Llao Llao Hotel e Resort Golf SPA)

Argentina by Malu Poli

Pontos panorâmicos para tirar muitas fotos!

Já no segundo dia 24/12, o dia amanheceu ensolarado e as montanhas que cercam a cidade cheias de neve (sim, havia nevado naquela madrugada, mas só nas montanhas), isso significava que possivelmente pegaríamos neve no pico de algum cerro que iríamos visitar!

Para chegar ao Cerro Catedral pegamos 2 teleféricos, 1 para seis pessoas e outro para 2, para alcançar o ponto mais alto, onde realmente havia ainda alguma neve e o melhor…era fresca!

Argentina by Malu Poli

1º teleférico – 6 pessoas

Argentina by Malu Poli
Argentina by Malu Poli

Com a neve fresquinha!

Argentina by Malu Poli

Depois de curtir muito a neve e tirar muitas fotos…Aproveitamos para tomar um choconhaque (chocolate quente com conhaque) no bar que fica no pico do Cerro.

Argentina by Malu Poli

Vista do terraço do bar no Cerro Catedral (ainda tinha algum gelo no chão)

Saindo do Cerro Catedral seguimos para o Cerro Campanário, outro lugar maravilhoso com uma paisagem deslumbrante e encantadora! Onde também foi necessário pegar o teleférico, mas ao contrário do outro é só um. A viagem até o pico dura uns 7 minutos.

Argentina by Malu Poli

Vista desde o Cerro Campanário

Argentina by Malu Poli

Vista desde o Cerro Campanário

Argentina by Malu Poli

Vista desde o teleférico já na descida do Cerro Campanário

Todos os posts da saga:
Roteiro de Carro pela Argentina

Parte 1 – começando a aventura
Parte 2 – Entre a Argentina e o Chile
Parte 3 – Visitando um Patrimônio Mundial da Humanidade – Cueva de Las Manos
Parte 4 – Parque dos Glaciares
Parte 5 – Caminhando pelo Perito Moreno

Veja todos nossos posts da ARGENTINA

Planejamento ViagemBusque e reserve seu hotel: PATAGÔNIA | CAMINHO DOS 7 LAGOS | SANTA FÉ. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Planejamento ViagemLembre que o seguro de viagem é obrigatório para entrar na maioria dos países europeus. Fora que, qualquer problema lá fora pode te custar uma fortuna! A gente facilita as coisas, nosso parceiro Real Seguros, orça teu pedido em diferentes seguradoras e encontra a melhor prá você, seja por critério preço ou cobertura, para acessar clique aqui.

Quer ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Viaje com a gente no Google+ – google.com/+TuromaquiaViagens
Inscreva-se no nosso canal no YouTube, e seja o primeiro a ver nossos videos Turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

fotos e texto: Malu Torres Poli

10 Comentários

  1. Mirella

    Vai ser uma saga e tanto, hein? Quero ler tudo eheheh…Meu irmão também fez uma viagem parecida, mas até o Chile no inverno… ele conta mais da estrada e dos micos :)http://mikix.com/?p=983bjs

    responder
  2. Viajando com Pimpolhos

    Eu adoro esse lugar! Me surpreendi muito com as paisagens! Lindas!Agora morro de vontade de voltar com a minha pimpolha! Gostei da saga!Bjs

    responder
  3. Oscar

    UaalllEssa viagem deve ter sido o máximo… As fotos estão Lindisimas.. Bariloche e Patagonia é um destino que precisamos conhecer um dia.. Aliás boa parte da America do Sul esta nesta categoria..

    responder
  4. Camila

    Eu ainda quero muito ir até a Patagônia de carro. Ainda bem que o Eduardo é animado! Já fomos até Buenos Aires num Celtinha, então é só preparar um pouquinho mais para ir até Ushuaia. 😉

    responder
  5. Patricia de Camargo

    Mirelloa, eu me lembro deste post do teu irmão. No último post vou citá-lo!Sut-Mie, Oscar e Camila, eu também quero snif snifO problema q o Tom tabem quer e viajar para esta região em agosto pode ser bem gélido heheheBeijos a todos

    responder
  6. Virginia Lucia

    Patrícia, lindas fotos, a viagem deve ter sido muito legal. Estive lá em 2007 e vou dar uma passadinha agora, encaixando na viagem ao Chile. Bariloche e a Patagônia valem a pena. Ushuaia deve ser lindo, essa é uma região que ainda quero conhecer um dia. Beijos

    responder
  7. Natália Gastão

    Nossa!!! Fiquei louca para copiar a saga!!!! hahahaIncrível! Neve em dezembro sem comprometer a beleza da paisagem, show!Estou louca para ver as outras partes!

    responder
  8. Patricia de Camargo

    Virginia, as fotos e o texto são da Malu Torres Poli! Tata, em breve publicarei a terceira parte!beijos

    responder
  9. Luciana

    É o destino dos meus sonhos depois que eu e meu namorido nos aposentarmos.Sair sem data para voltar e fazer toda a região da patagônia, espero que até lá consiga ainda visualizar o teu blog para pegar todas as dicas.Faltam ainda pelo menos uns 15 anos.

    responder
  10. Ana

    Olá! Gostei bastante dos posts! Pretendo fazer quase o mesmo roteiro na mesma época, e me animei ao ver belas paisagens e neve (amamos neve – eu e meu marido), pretendo descer pela Argentina r subir pelo chile, qual sua opinião sobre isso? Aguardo, parabéns! Att

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • O que é isso? Uma estação de trem basiquinha 😂😂 Qual foi a estação de trem mais bonita que você já conheceu?

#atocha #trem #madrilovers #tremEspanha
  • O entardecer da janela do nosso quarto de hotel. Como alguém abandona esse lugar? 
Mas amanhã não tem jeito, porque uma cidade monumental nos espera no sul 🙆🏼‍♀️ #madridview #madrilovers #hotelview #hotelesdeensueño #madri
  • Pelas ruas de Madri 💁🏽‍♀️ #street_photography #madrilovers #madrid🇪🇸 #espana🇪🇸
  • Desfrutando de uma visão 360 graus de Madri, onde? No nosso hotel. Para descobri-lo, clique no link da bio 💁🏽‍♀️ #viewmadrid #madrilovers #espanha🇪🇸 #hotelcomvistas
  • Depois de ver a série sobre Chernobyl na HBO, decidi comprar o livro da bielorussa e ganhadora do Nobel da Literatura, Svetlana Alexiévich. 🌟Madre mía, que livro. Para quem assistiu a mini série, a história do bombeiro e sua esposa é uma das que aparece nesse conjunto de entrevistas que pouco a pouco conformam diante de nossos olhos a história das pessoas invisíveis e muitas delas “desaparecidas” graças ao acidente de Chernobyl.

Essas vozes vão desenhando o que verdadeiramente aconteceu naquele 26 de abril de 1986 e nos meses subsequentes. E no fundo, vamos compreendendo como se forjou o caráter soviético resignado de entregar à própria vida ao Estado.

Entramos na vida de pessoas que de crianças sofreram com o Cerco a Leningrado (atual São Petersburgo) e que por ironia do destino hoje vivem na enorme área afetada pelo desastre. ➡️ Mas que vivem, sobrevivem vendo crianças que sucumbem aos mais diversos tipos de câncer, mulheres e homens que não podem ter filhos e um desalento que lhes leva a viver de glórias  e tempos passados. Porque além do desastre, das casas que deixaram, dos seres amados que perderam, também viram como seu mundo inteiro desabava com a quebra do bloco soviético.

A escrita de Svetlana é brilhante e como o outro livro que comentei “Pátria”, devia ser outra leitura obrigatória no Ensino Médio. Daqueles livros que fazem com que saímos da zona de conforto do nosso próprio umbigo, porque nos revela um sofrimento que dificilmente quaisquer de nós poderia suportar. Uma zona do mundo onde reina a desesperança. (Link da edição em português na bio)

#chernobyl #svetlanaalexievich #turolivros #oqueler  #vozesdetchernobil #desafioumlivropormês #books📚
  • Nem só do mosteiro vive Alcobaça. Dá uma olhada nas primeiras fotos 🤪 Preparei um guia completo para você desfrutar muito da cidade e do seu Patrimônio Mundial da Humanidade. Link na bio 👈🏽 #alcobaca #portugalovers #foodlovers #ondecomeremportugal #centrodeportugal #restauranteportugal #patrimoniomundialdelahumanidad

Follow Me!