Guias de Viagem e Arte

 
 
set 01 2009

Lugares para visitar ou não em São Luís do Maranhão

A melhor opção para conhecer bem o centro histórico é contratar um guia especializado. Portanto, fica a dica testada por uma gaúcha que vive em São Luís, o guia Hugo. Eles fizeram um passeio de quatro horas, pelo qual ele cobrou 15 reais por pessoas (eram 3 pessoas).Nós estávamos munidos de um guia (em papel) preparado especialmente para a viagem, e saímos para desbravar a cidade. Caminhamos pelas ruas do setor histórico, e visitamos alguns museus.

Vários blogueiros indicavam a visita à Casa do Maranhão, que está bem em frente ao Porto Grande, lugar de saída dos barcos para Alcantara. Mesmo sendo alta temporada no estado, adivinhem? Estava fechado para reformas. Princípio básico do turismo: Não feche suas principais atrações em alta temporada. Imagine se você vai até Madrid só para ver o “Guernica” do Picasso, e ele está emprestado a outro museu??? Tirando os exageros, ficamos meio tristes, mas continuamos nossa empreitada.

As ruas melhor conservadas estão ao redor da Rua do Giz, mas vale a pena subir em direção ao Teatro Artur Azevedo, para ter um panorama geral da parte histórica. Aproveite para visitar ao teatro. O segundo mais antigo do Brasil, fundado por dois portugueses em 1817. As visitas são guiadas e duram 1 hora, começam às 15 horas, são realizadas de terça a sexta-feira.

Nesta região, o teatro é um dos edifícios mais imponentes, junto à casa ocupada pelo Museu Histórico e Artístico do Maranhão, que está praticamente ao lado. A visita ao museu custa R$ 2,50 e é guiada. A casa foi o Solar da Família Gomes de Souza e data de 1836. Dentro você vê como eram as casas do século 19. A dinâmica dos espaços e o mobiliário. A visita durou mais ou menos 40 minutos. Foi realizada por um estagiário universitário. De todas as visitas que fizemos foi a melhor. Nas visitas em geral faltam dados mais científicos, muitas coisas eram do tipo “eu acho que”, “parece que”. Falta levar mais sério o patrimônio. E claro, faltam as lojinhas ao final, onde você pode comprar livros que se aprofundem no tema, ou ao menos comprar um postal.


Falta espaço para fotografar, vamos fechar mais ruas do setor histórico para o tráfego de carros.

Outro dos edifícios bem conservados da cidade (imagine o porquê) é o Palácio dos Leões, atual sede do governo. Fica numa parte alta do centro histórico e é todo branco. Foi uma das poucas construções realizadas pelos franceses em 1612. Na verdade eles construíram um forte, e desta construção original restaram apenas os baluartes de São Cosme e Damião. O edifício atual é posterior. As visitas são grátis, e se realizam segunda, quarta e sexta-feiras, das 14:00 às 17:30 horas.

Olha o que nos passou. Chegamos às 13:50 para entrar na primeira visita da tarde, aliás as visitas são guiadas. Fomos perguntar ao pessoal da porta sobre a visita e nos disseram de uma forma bem ríspida: O responsável ainda não chegou, só às 2 da tarde. Ok. Esperamos, e às 14:10 nada de nada. Perguntamos outra vez, e o senhor ultra simpático: Ela ainda não chegou, deve estar almoçando. Ok. Sabe que horas a senhorita chegou? Às 14:30! É interessante entrar no palácio, e podia ser muito mais, se a senhorita responsável estivesse motivada na sua tarefa. Ela soltou um rolo de isto aqui é cerâmica chinesa, aqueles são cristais da Bohemia, e por aí foi, bem chato mesmo o discursinho, e ela se achando a rainha da cocada preta. A visita durou 20 minutos, ou seja, esperamos 30 minutos pela visita de 20 …


Para entrar no Palácio você deve colocar estas “meias” protetoras. Tanta frescura aqui, e tanto desleixo no resto do setor histórico!!!
Somente se pode fotografar: as escadarias e da janela que dá para a lateral do palácio, com seu jardim e piscininha

Agora, a pior visita foi ao Cafuá das Mercês. Fica na direção do Convento das Mercês. Nesta região foi a única que nos sentimos meio inseguros, mas nada do outro mundo. No problems! No sobrado colonial ficavam os escravos antes que fossem vendidos. Tinha tudo para ser um local emotivo, mas é uma visita guiada idiota. Pagamos R$2,00 e entramos com uma senhora, que ía nos dizendo o óbvio dos óbvios, tipo com este instrumento se prendiam os escravos (ok, não podia servir a outra coisa). Falava super rápido, e não se parava sequer quando eu traduzia algumas palavras para o Tom (detalhe eramos somente nós dois!). Quando você chega na parte de cima, a senhora se despede, e fica um senhor te vigilando com cara de: estes não vão mais embora!?! Nesta parte estão expostas esculturas de tribos africanas, não sei porque elas esculturas estão alí, se eram das tribos dos negros que chegaram ao Maranhão, ou sei lá o quê!? O edifício está aberto de terça a sexta-feira das 09:00 às 18:00 horas.

A Catedral da Sé fica bem perto da Rua do Giz, é só subir em direção ao Palácio dos Leões. Ela foi construída por jesuítas em 1699, mas o altar é do século XVIII, e a fachada atual é de 1922. Mas também li que a construção original era de 1629, época em que a cidade sofria com uma epidemia de varíola. O certo é que foi construída para homenagear à protetora dos portugueses, que após a Batalha de Guaxenduba, lograram expulsar os franceses da região. Tanto que a Igreja se chama “Sé Nossa Senhora da Vitória”!


Azulejos pelo Setor Histórico

Ainda existem muitos locais bonitos no Setor Histórico, apesar do descaso das autoridades!

Ao lado da Casa das Tulhas: mercado e artesanato

Como é a segurança pelo centro histórico? Nós não tivemos nenhum problema com segurança, e olha que caminhamos com uma câmara fotográfica reflex. Mas nos Lençois conhecemos uma moça que nos contou que sua amiga havia sido assaltada no centro histórico. E umas senhoras baianas comentaram que o pessoal do hotel disse para eles tomarem cuidado nos finais de semana, porque ficava tudo às moscas, e aí era quando podiam haver assaltos. Nós não vimos nada, nem sequer gente pedindo esmola. Mas também é verdade que não estivemos nem sábado, nem domingo na cidade. Nos arrededores da Rua do Giz existem muitas patrulhas policiais durante o dia e a noite. Em geral, nos sentimos seguros pela cidade.

Cuidado com … Se por um lado não nos sentimos inseguros, e nem fomos abordados por gente pedindo dinheiro, em alguns bares do setor histórico evite pedir qualquer coisa antes de perguntar o preço. Em alguns destes lugares não tem tabela de preço, e na hora da conta, o que conta é a cara do freguês!!!

Imperdível: Caminhar solto pelas ruas dos Centro Histórico, contratar um serviço de guia especializado para entender a cidade e assistir ao por-do-sol na Bahía de São Marcos, lindo!!!!

Não se assu
stem com minha visão crítica, minha especialidade é turismo cultural, e eu amo museus e espero sempre que as pessoas que estão aí para contar a história de um lugar estejam motivadas e apaixonadas pelo que fazem, acho que isto é o mínimo que todo mundo quer quando entra em um museu ou edifício histórico!

Informação prática:
Guia Hugo – (98) 8833 -8555

Quer receber mais dicas de viagem ou ficar sabendo quando saem os próximos posts?
Então curta nossa página no Facebook, clicando aqui.
Siga o nosso Twitter @turomaquia.
Veja nossas fotos no Instagram – Turomaquia.

fotos: turomaquia_2009

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

18 Comentários

  1. Meire

    Super dica Patricia, ainda nao conheço o Maranhao.Bjs

    responder
  2. Patricia de Camargo

    Obrigada Meire, e adorei tua dica de hoje dos guias grátis, lá no Pensieri e Parole!Beijos

    responder
  3. Que ótimo esbarrar em suas dicas… Estou indo a Sao Luis no proximo dia 20 e doida pra conhecer toda sua historia. Vou com um casal que é de lá, entao acho que nao precisarei de guias, mas já sei o que nao posso perder e cobrar deles…. rs.Como meu amigo é músico, César Nascimento, nao quero perder tb os tambores de crioulas e tudo o mais…Sem falar nos Lençois….ValeuBj

    responder
    • Diene Oliveira

      Boas dicas..Estava procurando relatos “realistas” sobre o centro histórico São Luis, pq na minha cidade um local similar é muito perigoso pela parte da noite…
      Contudo achei que você se focou muito na parte negativa do passeio… :/
      Abçs

      responder
      • Patricia de Camargo

        Olá Diene,
        pode ser que vc tenha razão, mas é que fiquei tão decepcionada. Porque se o lugar tivesse a mínima manutenção seria maravilhoso. Outro fator, ficamos bastante tempo por lá, e pude prestar atenção aos mínimos detalhes. Mas espero que um governo decente tome às rédeas da situação, antes que a Unesco retire a certificação 🙁

        responder
  4. Patricia de Camargo

    Eu que fico feliz que você esbarrou por aqui, espero te ver mais por estes lados!Indo com gente de lá, certamente você vai aproveitar mais de São Luís do que eu. Se tiver um tempo, quando volte, passa aqui e conta como foi tua experiência!Beijos

    responder
  5. Anonymous

    adorei a dica de hoje

    responder
  6. Chay

    Vou domingo fazer um ''tour'' com um guia! Bora ver se vai ser bom! Obrigada pelas dicas! Vou seguir a de ver o por do sol na baia de Sao Marcos! =]Abs! Fica com Deus!

    responder
  7. Patricia de Camargo

    Chay, depois conta o que você achou!!! Beijos

    responder
  8. irlana delaor

    legal gostei muito!sou moradora do maranhão e visitei este blog por curiosidade para ver o que falam a respeito do maranhão. se eu fosse uma empresária te contrataria como a melhor bloguera vc colocou tudo bem detalhado desde a proteção q botam em nosos pés no palacio dos leoes so tem uma coisa q achava bom vc por se é gratuito entrar no teatro artur azevedo e se nao é qnto é para entrar ok?posta em seu blog a nota q vc daria para o maranhão de 0 a 10

    responder
    • Patricia de Camargo

      Irlana, fico feliz que vc esteja de acordo, ainda mais sendo moradora!!! O lance da nota é complicado, fico entre o que deveria e a realidade, mas posso te dizer que o pessoal do interior foi mais que 10, foi 1000!!!
      beijos

      responder
  9. Adrianna

    Assim como a Irlana minha visitinha por aqui foi por pura curiosidade em saber o que falam de São Luís. Sou uma apaixonada pela minha ilha do amor e devo concordar com vc que algumas pessoas não são tão profissionais talvez porque não amem mesmo o que fazem, mas achei muito legal tudo que disse, realmente muito bom. Amo minha cidade e cada vez que caminho pelo centro histórico ele me arrebata de tanto que me encanta rsrs. Adorei seu blog.

    responder
  10. Sabe Patricia, eu já visitei várias vezes os museus de São Luís e sempre me deparo com situações diferentes. Uma vez fui no Museu Histórico e Artístico do Maranhão e saí de lá triste, pq a visita guiada tinha sido péssima. E outras vezes, foi maravilhoso.. Entende? Acredito que muitos dos guias (muitas vezes estudantes), nao estao realmente motivados a fazerem aquele trabalho, que deveria ter sido feito primeiramente com um olhar artistico, com um olhar de que faz pq gosta, entende? São Luís tinha tem tudo pra se tornar uma cidade que seja realmente digna de receber os titulos q detem..mas falta mais compromisso por parte dos politicos…pra investir na qualificação dos guias..na estrutura dos casarões..das ruas..becos.. Beijos

    responder
  11. vitoria

    legal gostei dessa pagina bjjsssss

    responder
    • Patricia de Camargo

      Brigaduuu Vitoria 🙂

      responder
  12. Carlos

    Amo São Luís, o Reviver (centro histórico) é incrível. Moro no Maranhão desde 1998 e apesar de nunca ter morado na capital, ela está no meu coração.
    Infelizmente, não posso dizer o mesmo sobre os ludoviscences.
    São acolhedores, sorridentes, simpáticos… brasileiros! Porém quando se trata de relacionamento com cliente/turista/consumidor são mal educados, não se importam com a impressão que passam.
    Garçom, garçonete, guia, vendedor (sim! vendedor!) e as demais sortes de trabalhadores com contato direto ao cliente são ignorantes e brutos, o que só atrapalha para a propagação de uma boa imagem da cidade.
    Sinto que quem vem para o Maranhão volta para rever e reviver (trocadilho barato =D) os lugares, as ruas e os prédios históricos mas certamente não voltam pelo acolhimento e o bom tratamento com o turista.
    Seria interessante encontrar um guia que conhecesse as lendas e mitos da cidade, além da arquitetura, como a lenda da carruagem de Ana Jansen (dizem que ela ainda vaga durante a madrugada no centro histórico de SLZ) ou a lenda da Serpende de São Luís. Diz essa lenda que no esgoto da cidade de são luis existe uma serpente que cresce com o passar dos anos e vai dando a volta na ilha, quando a cabeça encontrar a cauda, ela morderia e com a dor, destruiria toda a ilha, levando-a para o fundo do mar. A cabeça da cobra pode ser vista na Fonte do Ribeirão, no centro histórico. Feita de cimento, essa cobra percorre boa parte da rede de água e esgoto da antiga são luis, ligando pontos como igrejas, o palácio dos leões e casarões. Dizem os historiadores que servia como guia subterrâneo para fuga em caso de ataques à cidade (são luis foi desputada por holandeses, portugueses e franceses).

    responder
    • Carlos

      *disputada

      responder
  13. Elaine

    Olá!

    Em abril terei 3 dias para conhecer o Maranhão, será que consigo?rs. Alguém pode me indicar os lugares mais apropriados para mochileiros ($$$)?!

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • A Grécia 🇬🇷 nos faz felizes 💙 Qual lugar enche tua alma de felicidade, carrega tuas pilhas?

#greecelovers #grecia #creta #happymoment #travel_captures
  • Coisas que só a Grécia faz por você! Não é só o por do sol claro 🤪 É ver no mesmo dia sítios arqueológicos, praias de águas cristalinas com tumbas romanas, cidades históricas e restaurantes de beira de estrada incríveis. E terminar a jornada com este panorama 💙🧡 Tudo isso é mais você pode ver no post sobre nossas 24 horas de carro em Creta. O link está na bio 👀

Você conhece Creta? Qual é teu lugar favorito dessa ilha?

#creta #rethymnon #greecelovers❤️🇬🇷 #roteirodecarro #grecia
  • Diz se essa avenida não é linda!? Fica na entrada de Telde, que é uma cidade do lado da minha e é também onde se encontra o aeroporto da ilha. 
#grancanarialovers #telde #canaryislands🌴 #beautifulstreet
  • Uma das igrejas mais surpreendentes que eu já visitei ☀️ olha a foto do exterior para entender um pouco a minha surpresa! 🌎 Tem roteiro com mapa no Turomaquia.com para vc curtir a cidade que abriga está belezura. Aliás, esse é um dos bate e volta clássicos desde Milão. ❓Qual foi a igreja que vc visitou que mais te surpreendeu?

#barroco #roteiroitalia #italialovers #bergamo #milao
  • Depois de ver a história escancarada diante dos seus olhos em Berlim. De sentir as feridas n’ alma causadas por um muro que separou famílias, amigos, amores. Talvez você necessite de um pouco de barroco e rococó para voltar a ver o lado rosa da vida. Pra isso passa lá no www.turomaquia.com e veja o guia completo para conhecer o palácio de verão de Frederico, o Grande. Um bate e volta perfeito desde BERLIM 🤩

#alemanha #berlinlovers #berlim #sanssouci #barroco #roteiroberlim
  • Não é necessário fé para se emocionar em locais de peregrinação como Fátima. Somente faz falta ter dentro do corpo algo que se acordou chamar empatia.

Vc já visitou algum grande centro de peregrinação? Qual?

Hoje no blog publiquei um guia completo de Fátima, um dos maiores centro de peregrinação mariana do mundo 🌎 
Para ler, guardar ou imprimir 😉 visite o www.turomaquia.com ou clique no link da bio 👀

#santuariodefatima #fatimaportugal #turismoreligioso #3pastorinhos #portugallovers #roteirosturo

Follow Me!