Guias de Viagem e Arte

 
 
ago 09 2010

Programa grátis em Florença: Piazza della Signoria

Em Florença a maioria dos programas são pagos e entre quatro paredes. Mais uma das visões mais legais é grátis, a Piazza della Signoria. Que não deixa de ser um museu a céu aberto, e diferente dos demais da cidade, permite fotografias.

Piazza della Signorina con detalle

Google Maps

Povoada de esculturas, algumas delas chamam particularmente atenção. Cosme I a cavalo, retratado ao estilo dos imperadores romanos. Obra de Giambologna.

Piazza della Signoria - Florença

A Fonte de Netuno, que os florentinos chamam de Biancone, porque é branca, grande e nada bonita (risos!) Antigamente, as mães levavam suas filhas que estavam prestes a casar diante do Biancone para que soubessem antes da noite de núpcias como era um homem pelado! Quer dizer, a estátua formava parte da educação sexual das meninas da cidade. É uma obra de Ammannanti.

Na frente do Palazzo Vecchio, uma réplica do David de Michelangelo, no seu local original. E a escultura “Hercules y Caco”. O Tal do Caco era um gigante que cuspia fogo e era filho de Vulcano. Não é que ele teve a má idéia de roubar 4 vacas e 4 touros de Hércules, e claro acabou como se vê na obra de Baccio Bandinelli.

Piazza della Signoria - Florença Piazza della Signoria - Florença

Ao lado delas, outra réplica, desta vez do famoso Perseu de Cellini. Mostra o momento que o herói levanta a cabeça de Medusa. O problema é que esta escultura é enorme, de bronze e para executá-la o artista utilizou a técnica da cera perdida. O que é isto? Para ficar por dentro dá uma lida neste post, do Artetropia.

Piazza della Signoria - Florença Piazza della Signoria - Florença

Acontece que o Cellini era cabeça dura. No dia que estava fundido o bronze começou a chover prá caramba. A água começou a diminuir a intensidade do fogo, e ao mesmo tempo o vento fez com que as chamas alcançassem o teto da casa. O artista mandou que seus ajudantes acabassem com o incêndio, tapassem o teto com umas tábuas de madeira, e colocassem panos nas portas. Ele continuou trabalhando. Mas como o bronze não estava líquido o suficiente, jogou uns pratos de estanho no fogo, e por fim o metal alcançou o ponto de fundição, e ele pode terminar sua obra. Os florentinos não davam crédito ao que ele havia conseguido, e passaram a chamá-lo de Diabo!!!!

Piazza della Signoria - Florença

O Perseu está na Loggia dos Lanzi. Esta espécie de terraço com um montão de esculturas. Foi construído para as cerimônias florentinas. Porque em uma troca de guarda, choveu e um convidado ilustre, o Arcebispo de Ravena ficou molhado como um pinto e não gostou nada. Assim, para não passar este tipo de situação embaraçosa deicidiram construir a Loggia, que mais tarde ficou conhecida como Lanzi. Porque nela acampou o exército privado dos Médici, os Lanzichenecchi. Assim que o espaço ficou livre, as esculturas tomaram o lugar dos soldados alemães.

Piazza della Signoria - Florença

Diz aí, esta praça não é fascinante?!

Veja todos nossos posts de FLORENÇA

Busque e reserve seu hotel em Florença, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

Nem pense em viajar sem seguro, a gente facilita as coisas te oferecendo um desconto de 15% \o/ Clique aqui, e para ganhar o desconto neste 2016, coloque o código: AFILI2016 . Para ver os descontos em outros anos, clique aqui.

Evite filas, compre as entradas para os principais atrativos de Florença e também excursões, clicando aqui.

Posts relacionados:
2 minutos na Piazza della Signoria – Florença
Roteiro a pé – da Catedral a uma pizzaria estilo napolitano
Roteiro a pé por Florença – da Catedral à Praça Michelangelo
Compras em Florença – do parmigiano ao Prada Space Outlet

Siga a gente no Instagram, clicando

Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

fotos: turomaquia y Google Maps

7 Comentários

  1. Mari Campos - Pelo Mundo

    Sim, é absolutamente fascinante. Saudades de passar por ela todos os dias…

    responder
  2. Ali

    Patrícia, tem outro programa grátis em Florença que considero imperdível. É ver o pôr-do-sol na Piazzalle Michelangiolo (assim mesmo, com io), uma dica que colhi do Fromer´s quando ainda existia o Europa a $50 por dia. É sensacional. Bjos, Ali

    responder
  3. Angélica

    Adorei as fotos e a descrição das maravilhas de Florença.
    Estive lá há 1 mês, mas só de passagem. Foi 1 dia e meio de encantamento.
    Mal cheguei, já estou com vontade de voltar, pois perdura o gostinho de “quero mais”.
    O seu blog me ajudou muito na identificação de algumas fotos.
    Bjs.

    responder
  4. Alexandre

    Olá, Patrícia. Seu site é muito útil, inclusive já anotei várias dicas para meu roteiro, rsrs. Estou viajando com minha namorada para Itália (com conexão em Madri) por 12 dias e estou levando 500,00 euros em espécie, mais 566,00 euros no cartão Travel Money, o que dá 44,41 euros por dia, para cada um. Como o limite mínimo para entrar na Europa são 60,00 euros por dia, eu poderia levar meu cartão de crédito internacional (que tem um bom limite) e imprimir um extrato do dia anterior ao da viagem para comprovação de que possuirei até mais do que esses 60,00 euros diários?

    responder
    • Patricia de Camargo

      Alexandre,
      em relação ao cartão de crédito internacional, eu imprimiria como vc comentou no dia anterior, e também pediria um documento ao cartão onde eles colocariam teu limite. Algo mais oficial, do que apenas um documento impresso. E faria o mesmo com o Cartão Travel Money. E veja o post: https://turomaquia.com/documentos-necessarios-para-entrar-na-europa-por-madri/

      responder
      • Alexandre

        Patrícia, muito obrigado pela dica (aliás, seu site é repleto de dicas). Abraço!

        responder
  5. Florentina Cassol

    Ainda não conheço mas se Deus quiser estarei aí em poucos anos! Maravilhosos seus post , suas fotos!

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!