Guias de Viagem e Arte

 
 
out 03 2016

Rubens – muito mais do que o pintor das mulheres voluptuosas

O pintor flamenco mais famoso foi sem dúvida: Peter Paul Rubens. Em vida alcançou fama e fortuna. Chegou a ser tão influente, que trabalhou como diplomata para as cortes européias e realizou amplos trabalhos artísticos para vários reis.
Autorretrato Rubens
Produziu mais ou menos 3.000 obras, como? Para a época viveu bastante, até os 63 anos de idade (1577-1640), e seu ateliê era enorme. Nele trabalhavam pintores especializados, por exemplo, em pintar mãos, frutas, cavalos, ou até mais especializados, em pintar a crina do cavalo. Desta forma, conseguia produzir mais e mais rápido! O mestre começava e terminava as pinturas, o “recheio” era coisa de seus empregados–discípulos.

A maioria das pessoas identifica os quadros de Rubens por suas mulheres voluptuosas. Na época este “volume” era sinal de riqueza e status social. Não importa que para nossos padrões atuais estas mulheres estejam um pouco gordinhas, as mulheres de Rubens fazem o jogo do esconde-mostra e exalam sensualidade.
As Tres Graças

Entendendo o barroco

Outras duas características do pintor são: o uso da cor e do movimento. Ele usa cores vivas. As cores eram cálidas mas em tons mais apagados. Aqui o vermelho é vermelho-sangue! Influência dos pintores italianos, principalmente dos venezianos.
Rubens, Pedro Pablo, Lucha de San Jorge y el dragón, 1607
Hoje muita gente passa os olhos pelos quadros de Rubens e pensa: está visto, nada de mais. Porque claro existe o cinema, estamos acostumados com efeitos especiais. Agora tente imaginar no século 17 que uma pessoa visse uma obra como esta da mitologia grega de Hero e Leandro, o que pensaria? Imagine a capacidade inventiva de um artista para desenhar este tremendo movimento? Aqui se soma a dificuldade técnica de plasmar este movimento na tela, como se usa a perspectiva? Ou seja como se passa ao espectador a ilusão do volume, criando posições quase impossíveis de serem transpassadas à tela!???
Hero and Leander -rubens-dresden
Hero and Leander - detalhe - Rubens
Conhece a história deste quadro? Hero era uma sacerdotisa que vivia em Europa. Leandro seu amor vivia na Ásia. Separando suas cidades, havia um estreito, que todas as noites Leandro cruzava para ver sua amada. Numa noite de mar rebelde, ele se desequilibrou e caiu. Seu corpo sem vida foi arrastado até Hero. Triste, a sacersotisa se matou, atirando-se de uma torre. No canto direito da pintura se vê Hero desesperada, e ao centro, Leandro já desfalecido. As mulheres são como as ondas que levam Leandro até os braços de Hero.

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

Imagens:http://www.wga.hu/index1.html

4 Comentários

  1. Leidiane Marinho

    Adoro essa série Viajando na arte! Sempre aprendo muito com seus posts! Abs.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Leidiane, brigaduuuuu 🙂

      responder
  2. ILMA MADUREIRA

    Mais uma vez aprendendo com voce e viajando nas Artes.
    Agora olharei as obras de Rubens com outros olhos.
    Grata por mais esta explicaçao mararavilhosa.
    Abraços

    responder
    • Patricia de Camargo

      Eu também te agradeço o carinho 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes
  • Fim da San Silvestre! Foto tirada por um amigo querido, Federico. Agora partindo para a casa da minha sogra e vc onde vai passar essa noite?

#sansilvestrelaspalmas #anonovo2020 #laspalmasdegrancanaria #running
  • Recomendo essa caminhada que começa no Castillo del Tostón e vai até a Playa del Esquinzo. Ida e volta são na verdade quase 14 km, mas é de nível 1. Fizemos uma parte caminhando pela praia 🏖 
#elcotillofuerteventura #fuerteventuraexperience #fuerteventurabeach #beachlife🌴

Follow Me!