Guias de Viagem e Arte

 
 
out 06 2016

Vermeer e Dali – Uma rendeira entre gênios

Vermeer e Dalí + “A Rendeira”

Dalí era louco por Vermeer. Para ele, a tela “A Rendeira” era tão genial quanto a Capela Sistina, de Miguelangelo. Esta tela de Vermeer esteve presente na produção cinematográfica de Dalí. No filme surrealista de 1929 – “El Perro Andaluz”, onde a imagem aparece em um livro. Bem como em “L’Histoire prodigieuse de la Dentelliere et du Rhinoceros”, produção inacabada de 1954. Neste video,em uma espécie de performance, Dalí “apunhala” uma reprodução gigante da “Rendeira”, mas antes a reprodução se enfrenta a um rinoceronte \o/

Neste trecho da entrevista que Dalí (de 1 minutinho!) concedeu à Paloma Chamorro, nos anos 1980. Deixa claro que adorava Vermeer, Rafael Sanzio e Mozart. Sem contar que não se considerava bom pintor, porque era inteligente demais para isso?!!!

A “Rendeira” é um quadro do barroco holandês, de 1664. De um artista tão misterioso, que é conhecido como o “Enigma de Delft”, já que pouco se sabe de sua vida.
30lacem
Para vê-la ao vivo e a cores, visite o Museu do Louvre (Paris). Ela mede 24×21 cm, foi pintada com a técnica do óleo sobre tela.

Veja todos nossos posts de ARTE, clicando aqui.

Vermeer e Dalí + “A Arte da Pintura”

Quer ver outra influência direta de Vermeer na obra de Dalí? Dá uma olhada nesta obra famosa de Vermeer intitulada “A Arte da Pintura”, de 1666 (lembre que a maioria dos títulos das obras foram dados por curadores e historiadores de museus!). Preste atenção na figura de costas, e agora veja a menção direta desta obra na tela de Dalí – “Fantasma de Vermeer de Delft que pode ser usado como uma mesa”, de 1934.

Esta obra de Vermeer também é conhecida como “Alegoria da Pintura”.
Vermeer e Dalí
A tela de Vermmer se encontra no Museu de História da Arte de Viena e a de Dalí pertence a uma coleção privada. Mas a relação de Dalí com esta obra de Vermeer deu mais frutos:
– “Masquerader, intoxicated by the limpid atmosphere” OU “(El que participa en un baile de máscaras, intoxicado por una atmósfera límpida), Espectro de Vermeer de Delft”, de 1934, que pertence à Fundació Gala-Salvador Dalí.
– “Enigmatic Elements in a Landscape”, de 1934, também da Fundació Gala-Salvador Dalí.
– “Spectre of Vermeer’s Chair / Spectre of Vermeer of Delft”, que pertence a uma coleção privada (não tenho imagem).
Vermeer e Dalí

Madri - Guia do Prado
Guia Louvre
Guia de Museu | Guia Galeria degli Uffizi

3 Comentários

  1. Ilma Madureira

    Dalí extrapola qualquer explicaçao lógica sobre sua arte ou pessoa.
    Era genial!!! Para mim de um genialidade que por vezes nos choca.
    Amo-o e também toda sua loucura.
    Estive em seu Theatre Museu em Figueres agora em setembro/16 e só lamentei estar lotado sendo que nao pude apreciar algumas artes com a devida atençao; mas mesmo assim valeu cada segundo.
    Espero retornar um dia.
    Gostei de saber (mais sobre ele) e sua “admiraçao” por outro pintor.
    Grata mais uma vez.

    responder
  2. Carmen

    Um post muito interessante! Gostei

    Eu entendo que Dalí admirar-se a Vemeer. É um pintor muito especial, como Rembrandt, mas mais clássico. Com certeza que, Dalí admirava Vemeer pelo classicismo da sua pintura, porque na verdade, Dalí, apesar de sua “temática surrealista”, foi um pintor clássico. Sua plasticidade é clássica.

    responder
    • Patricia de Camargo

      Carmen, também acho que tem a ver com os temas e a luz. Vermeer soube magnificar e ver pinturas geniais em temas do cotidiano. Adorei repensar este tema contigo, ou melhor, com seu comentário fiquei pensando nas razões que levaram a esta aproximação de Dalí a obra de Vermeer, brigaduuuu 🙂

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Já viu o novo vídeo da Provence no YouTube - Patricia de Camargo? Estou chocada porque perguntei nos Stories quem tinha assistido o filme do Russell Crowe, “Um Bom Ano” e me senti muito velha 😂😂😂 70% não tinha assistido. E por que perguntei? Porque no novo vídeo aparecem cenários deste filme 😉

#provence #gordes #lugaresdecine #francelovers #russellcrowe
  • Vem “sextar” comigo junto à um dos cenários do filme do Russell 😉 “Um Bom Ano”. Onde? 👉🏽 No YouTube - Patricia de Camargo 😎

#provence #gordes #umbomano #cidadedecinema #francelovers
  • Uma das vistas possíveis de um atrativo mais amado por fora que por dentro, o Padrão dos Descobrimentos em #Lisboa 👉🏽 A entrada custa 6€. 💁🏽‍♀️ Combina com visita ao Mosteiro dos Jerônimo + Torre de Belém + lanche nos Pastéis de Belém e dependendo do horário, caminhada até o #Maat para ver o pôr do sol.

#roteirolisboa #lisboalovers #bairrobelem #padraodosdescobrimentos
  • “Traduzir uma pintura em uma fotografia era um desafio que queria alcançar. Queria respeitar a imagem e a sensação que produzem os mestres, mas necessitava dar uma volta conceitual que pudesse criar uma nova capa visual na imagem original”. 👀 Para saber mais sobre o fotógrafo Freddy Fabris que saltou à fama internacional com uma série de fotografias que ele intitulou: “Renaissance” veja o último post do www.turomaquia.com

#artecontemporanea #artistacontemporaneo #fotografiaartistica #freddyfabrisphotography
  • Por sol neste momento desde o escritório Turomaquia 🙏🏽 #sunset #sunsetlover #laspalmasdegc #grancanarialovers
  • Caminhando sobre uma reserva gigantesca de ocre no novo vídeo da road trip pela #Provence (Clique na bio ou visite o YouTube - Patricia de Camargo). Esta viagem foi genial e é difícil falar gostei mais disso ou daquilo, mas confesso que este dia foi muito especial 😉

#roadtripprovence #roussillon #sentierdesocres

Follow Me!