Guias de Viagem e Arte

 
 
ago 03 2018

10 dicas para visitar Curitiba

O Turomaquia fez uma parceria com o Expedia Brasil para você ficar com mais vontade de visitar Curitiba 😉

1. Para sair e chegar no aeroporto, entre as formas mais baratas o ônibus executivo é a mais confortável. São 2 linhas, a convencional com mais paradas e a express (que opera apenas em dias úteis) e que por parar menos, vai mais rapidinho. Cada trajeto custa R$ 15,00. E no sentido centro-aeroporto custa R$ 2,00.
Dicas para visitar Curitiba
Curiosidades Curitiba
2. Antes de visitar o Setor Histórico (conhecido como Largo da Ordem), passe pela Praça Tiradentes no ponto em que o cacique dos Índios Tingui apontou como local de fundação. Uma plataforma de vidro mostra as escavações da cidade antiga. Também dê uma passada no Café do Paço, onde um simples cafezinho é servido com um petit-four e água com gás. Se tiver um tempinho visite o edifício onde se encontra o café, o Paço da Liberdade. De 1916 a 1969 foi sede do governo da cidade, por lá passaram 41 prefeitos. Depois abrigou o Museu Paranaense, mas como estava caindo aos pedaços, o edifício ficou fechado um tempão até que após uma reforma de 2 anos reabriu em 2009. A visita é gratuita.
Dicas para visitar Curitiba
3. Tome um submarino no “Bar do Alemão. Faz parte da alma da cidade com seus 36 anos de idade! O submarino é a bebida mais tradicional da casa, um chope grande com um canequinho de steinhäger (um gim alemão) literalmente submergido \o/ Detalhe, bebida com souvenir, porque você pode levar o canequinho que leva gravado na parte debaixo: “Esse caneco foi roubado honestamente”.

4. Pelo amor de Deus, não saía de Curitiba sem conhecer o MON – Museu Oscar Niemeyer. Curitibanamente falando, o Museu do Olho. O complexo de edifícios brancos, sem o olho, conformavam anteriormente o Edifício Castelo Branco, onde funcionava parte da máquina administrativa do governo estadual. Já era um projeto de Oscar Niemeyer, que novamente foi chamado para converter o espaço em museu. Foi quando ele criou a estrutura em formato de olho, que deu um caráter surpreendente ao conjunto.
Dicas para visitar Curitiba
Inaugurado em 2002, o museu costuma abrigar exposições super legais. O espaço físico em si já vale a visita. Escolha uma ou duas das exposições do momento. Depois desça até o “Jardim de Esculturas”, passe pelas maquetes de Niemeyer e cruze o psicodélico túnel branco. Ao cruzá-lo, entrará no prédio anexo do “olho”. Mesmo que esteja cansado, suba até o último andar (há elevadores) e desça pela rampa, para ter uma bonita perspectiva de ambas estruturas.
Dicas para visitar Curitiba
End.: Rua Marechal Hermes, 999
Horários: de terça a domingo, das 10:00 às 18:00 horas. Fecha na segunda-feira.
Tarifa: R$ 20,00 / R$ 10,00. A entrada é gratuita para menores de 12 anos e maiores de 60 anos. Aceitam cartão de crédito tanto na lojinha, como no café ou na bilheteria.
Dicas para visitar Curitiba
5. Passe uma tarde no Jardim Botânico, um dos atrativos estrela de Curitiba. Foi inaugurado em 1991, além de parque é também um centro de pesquisa da flora. Aproximadamente 40% de sua área preserva a floresta que já se encontrava neste espaço. Quando você cruza o portal, dá de cara com os jardins franceses e a estufa. Sem dúvida o espaço mais fotografado é a estufa de 450 m, inspirada no Palácio de Cristal de Londres. Entre para ver as espécies tropicais. Do lado direito de quem olha para a estufa está um corredor de cristal que abriga uma exposição permanente com as obras de Frans Krajcberg, um grande artista-ativista ecológico.

Do lado oposto, está o impressionante projeto – “Jardim das Sensações”. Como o próprio nome sugere trabalha com os sentidos. Há plantas para cheirar, para tocar, sons de água, tudo isso num ambiente zen. Você pode visitar com os olhos vendados ou não. Importante: quando chove este jardim fecha. Seu horário é diferente do parque.

Horário: aberto todos os dias.No verão das 6:00 as 20:00 e no inverno, das 6:00 às 19:30. O Jardim das sensações abre de terça-feira a domingo das 9:00 às 17:00 horas.
Dicas para visitar Curitiba
6. Curitiba tem mais de 30 parques e alguns deles homenageiam as etnias presentes na cidade. Como não dá prá conhecer todos, numa visita média de 3 dias, escolha uns dois ou três. Mas você pode estar se perguntando por que tantos memoriais? Por uma simples razão, em 1872 dos 9.000 habitantes de Curitiba, 1.500 eram imigrantes \o/ Eles mudaram os hábitos da cidade, introduziram os bailes, as árvores enfeitadas de Natal, os picnics pela cidade, sem contar que até hoje nossa culinária é uma mistura de todas estas etnias.
Meus favoritos são:
– Bosque do Papa, onde fica o Memorial da Imigração Polonesa.
– Bosque Alemão.
– Parque Tingui, com o Memorial Ucraniano.
Curiosidades Curitiba
7. Use e abuse da Linha Turismo é uma mão na roda práquem está sem carro na cidade. Quando você compra a entrada (R$ 50,00) recebe uma cartela com 5 tíquetes. O primeiro você usa no seu embarque, ou seja, onde começar seu roteiro. Isso significa, que terá direito a subir mais 4 vezes no ônibus.

Atualização: a cartela foi substituída por um cartão!

Mas em que pontos descer?! Pensando nessa dúvida, tenho duas sugestões prá você:
A. Pegue a Linha Turismo diretamente no Parque Tanguá, como?
Atrás da Catedral na Travessa Nestor de Castro, pegue o ônibus Nilo Peçanha e peça para o motorista indicar qual a melhor parada, ou vá de táxi. Já na Linha Turismo, desça nos seguintes atrativos:
1. Santa Felicidade (para almoçar)
2. Torre Panorâmica
3. Jardim Botânico
4. Bosque Alemão ou Universidade Livre do Meio Ambiente. E por fim, termine o circuito no Setor Histórico ou na Praça Tiradentes.
Dicas para visitar Curitiba
B. Comece o passeio na Praça Tiradentes, e desça no:
1. Jardim Botânico
2. Bosque Alemão, Unilivre ou Ópera de Arame
3. Parque Tanguá
4. Torre Panorâmica. Da torre pegue um táxi (está bem próximo) e vá jantar em Santa Felicidade.
Dicas para visitar Curitiba
8. É chover no molhado, mas a Feirinha do Largo da Ordem é boa prá caramba, tanto que os próprios curitibanos batem ponto 😉
No início, a Feira de Arte e Artesanato tinha como atividade principal o escambo, ou a venda de objetos de segunda mão. Com os anos se converteu em um mercado de artesanato de alta qualidade, onde um órgão fiscaliza a qualidade dos produtos vendidos, para que a feira não perca seu objetivo. No ano de 1970 a feira se realizava na Praça Zacarias; e em 1972 algumas iniciativas populares levaram à sua transferência a um espaço maior, o Largo da Ordem. Naquele ano, eram 57 expositores, atualmente são mais de 1.400!

A feira já foi conhecida como “Mercadinho das Pulgas”. Hoje o mais comum é ver o curitibano se referindo à ela de forma carinhosa como “Feirinha”. Recebe em média 20.000 visitantes a cada domingo. Há um projeto para que também funcione aos sábados.
Horário: domingos das 9:00 às 14:00 horas

9. Prove o menu degustação do Restaurante Poco Tapas (ainda vou fazer um post só prá ele!). Cozinha molecular, mas tão gostosa e surpreendente que dá vontade de repetir. Além do menu, peça a caipirinha na colher. É daqueles lugares para ir sem pressa, curtir cada um dos 11 passos apresentados pelo próprio Chef Fábio Mattos em cada mesa. Abre apenas para o jantar de segunda a sábado a partir das 19:00 horas. É necessário reservar.
Dicas para visitar Curitiba
Dicas para visitar Curitiba
10. Dê uma volta ao mundo (ou quase!) na Feirinha Gastronômica do Batel, para se sentir um curitibano 🙂 Funciona apenas no sábado das 12:00 às 21:00 horas. Fecham o trecho da Rua Carneiro Lobo entre as Avenidas Visconde de Guarapuava e Batel. A rua se converte em uma tentação. São 21 barraquinhas de comidas típicas e lanches. Ou ainda no Batel, vá curtir o restaurante “low cost” de uma das grandes chefs brasileiras do momento, a Manu Buffara. O restaurante é o MB – Mercearia Brasileira (infelizmente fechou!).
Dicas para visitar Curitiba

Confira aqui as dicas de roteiros em Curitiba do Expedia Brasil

Veja todos nossos posts de CURITIBA

Busque e reserve seu hotel em Curitiba, clicando aqui. Assim você conseguirá ótimos preços, poderá cancelar sem taxas sua reserva (excepto em alguns casos quando se tratam de promoções!) e ainda ajudará a manter atualizado este blog. Obrigada

imagens e video: turomaquia (Foto com a Manu Buffara by Leidinara Batista do Férias Now). Mapa by Antonio Carlos Domínguez Brito.

3 Comentários

  1. Sérgio Murilo de souza

    Curitiba é linda, morei por seis meses lá e sempre que posso tento voltar e passear um pouco. Gosto muito do opera de arame e do parque barigui, sempre ia lá descansar e me desconectar.

    responder
  2. Cândida Silva

    Vou, pela primeira vez, a Foz do Iguaçú e Curitiba, em princípio de novembro. Estou usando tuas dicas e lendo todos os posts sobre as duas cidades! Acho que vou amar o passeio!

    responder
    • Patricia de Camargo

      Que delícia Cândida, boa viagem!!!

      responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • Pessoas, pessoas, pessoas ... mesmo num mundo polarizado, são os encontros que marcam nossa existência, enfim que nos fazem felizes. Hoje graças a minha amiga Leidinara do @curitidoce conheci a Kitsten do @travelandabroad que me fez essa foto, que revela como eu sou em dias em que os encontros deixam minha alma leve, leve ... Brigaduuuu Kitsten e Lola 🥰

#fotografamadrid #madri #museoreinasofia #photoshoot #hapiness
  • Olha a quantidade de pássaros no lago do  Parque del Retiro 😱

O clima está meio maluco. Choveu, fez sol, frio, nem tanto, tá parecendo Curitiba 😂

#parquedelretiromadrid #madridlovers❤️ #roteiromadri
  • Você está participando do #lendoarte2020? Se está, tenho uma baita novidade, a criação de um guia de leitura. Como o livro do Will Gompertz não traz muitas imagens, vou colocar nesse guia, as imagens das obras citadas e material extra para quem tiver a fim de saber mais sobre o tema tratado a cada capítulo. ⁣
⁣
O post está no www.turomaquia.com (coloque o link na bio) e nele pouco a pouco vão aparecer todos os capítulos. Hoje já pode consultar o material do capítulo1, mas até o final da semana, nesse mesmo link terão à disposição as imagens dos capítulos 2 e 3. Curtiu a ideia? Tem alguma sugestão de outras coisas que gostaria de ver nesse "Guia de Leitura do Isso é Arte"?⁣
⁣
Post: http://bit.ly/isso-e-arte⁣
⁣
#issoearte #willgompertz #historiadaarte #lendoarte #duchamp #elsa #afonte #artemoderna #arteconceitual
  • Me comportei muito bem, olha só o que os Reis trouxeram do Oriente 😜😜😜 #presentesdenatal #livrodemoda #livrodearte #maximhuerta #klimt #pullandbear #itcosmetics
  • O primeiro mangá da Editora Pipoca & Nanquim lançado em 2018. O personagem nos leva pelas salas do Louvre acompanhado por uma de suas divas. É uma edição linda e de grande formato. ⁣
⁣
O que eu achei mais legal foi que o autor fala de alguns artistas que não são aqueles mais buscados pelos turistas. É claro que Da Vinci aparece, mas também um pouco conhecido pelo grande público, Daubigny.⁣
⁣
O livro não se restringe ao Museu do Louvre, o personagem viaja a uma cidade próxima à Paris para se encontrar com outro grande artista ;)⁣
⁣
É uma leitura rápida. Daqueles livros para deixar na mesa da sala e rever os desenhos, bem como para  proporcionar às nossas visitas algo muito mais lindo e interessante do que uma revista de fofocas ;) #desafio1livropormês #livrosdearte #turolivros #mangaartist #louvremuseum #jirotaniguchi #pipocaenanquimeditora
  • Uma alegoria do sonho americano através da saga de uma família imigrante, os Levov. O personagem principal que parece ser e ter tudo, vê pouco a pouco como sua vida desmorona, ou melhor, a visão da perfeição que ele tinha de si mesmo e de todos aqueles que o rodeavam.⁣
⁣
Uma novela que fala sobre nossa humana debilidade em sempre tentar encontrar motivos, razões pelas quais coisas ruins, estranhas, sem sentido, acontecem em nossas vidas. E portanto, também é uma ode (de certa forma) à perda da inocência. ⁣
⁣
Philip Roth ganhou o Prêmio Pulitzer por essa novela  em 1998.⁣
⁣
Li o e-book e curti muito até os 70%, depois achei meio arrastado. Mas ninguém pode dizer que o final não é surpreendente.⁣
⁣
"Viver é entender as pessoas errado, entendê-las errado, errado e errado, para depois, reconsiderando tudo cuidadosamente, entender mais uma vez as pessoas errado. É assim que sabemos que continuamos vivos: estando errados. Talvez a melhor coisa fosse esquecer se estamos certos ou errados a respeitos das pessoas e simplesmente ir vivendo do jeito que der. Mas se você é capaz de fazer isso ... bem, boa sorte".⁣
⁣
"Ele aprendera a pior lição que a vida pode ensinar - que ela não faz sentido. E quando isso acontece, a felicidade nunca mais é espontânea. É artificial e, mesmo então, obtida ao preço de um tenaz alheamento de si mesmo e da própria história".⁣
⁣
"Quem é que está preparado para a tragédia e para o absurdo do sofrimento? Ninguém. A tragédia do homem despreparado para a tragédia - esta é a tragédia do homem comum".⁣
⁣
"O que o estava deixando espantado era como as pessoas pareciam correr para longe de si mesmas, correr para longe da matéria mesma, qualquer que fosse ela, que fizera dessas pessoas aquilo que eram e, assim drenadas de si mesmas, elas se transformavam no tipo de gente de quem, em outros tempos, elas mesmas teriam sentido pena". ▶️ Para comprar ou saber mais, clique no link da bio.

#booklover #philiproth #apastoralamericana #desafioumlivropormes

Follow Me!