Guias de Viagem e Arte

 
 
jan 24 2009

Traduzindo na Espanha – uma experiência surreal

Já contei para vocês da minha entrevista ao blog Entrevistando Expatriados. Pois é, estava refletindo sobre algumas de minhas respostas, e acredito que devia acrescentar algo à pergunta – “você mudou de área depois da saída do Brasil …”.

Eu continuo escrevendo material didático e dando aulas, mas também aprendi coisas novas e estou atuando em outras frentes. Primeiro por necessidade total, sobrevivência mesmo, comecei a traduzir textos do espanhol ao português, depois ao espanhol. De repente, sem saber como, estava fazendo o que eles chamam de tradução consecutiva. O que é isso? Uma pessoa fala, para e você que está ao seu lado resume e traduz o que ela disse.

A primeira vez que fiz este tipo de trabalho foi meio hilária. Eu realmente não sabia que ia fazer isso. Estava trabalhando em umas jornadas com prefeitos das Canárias, Madeira e Açores. Coordenava a parte de fala portuguesa. De repente me chamaram para estar ao lado de alguns prefeitos que estavam dando entrevista ao vivo para a televisão e a rádio. Disseram que era para ajudar caso eles tivessem alguma dificuldade. A um dos políticos portugueses lhe fizeram uma pergunta, e ele desimbestou a falar, falou muito mesmo. Quando ele terminou, os jornalistas colocaram o microfone na minha boca (literalmente) para que eu fizesse a tradução! Eu que estava meio ” o pensamento vai mais longe”, quase morri enfartada. E assim começou minha vida de tradutora ao vivo e a cores.


E não é que existe uma prova deste fato. Olha eu aí de camiseta branca, parecendo o louro do pirata!

Na segunda vez me chamaram para uns seminários financiados pela União Européia, e tive que fazer tradução de palestras sobre biologia marinha, etc. Depois disto, vi que já nada me dava muito medo.

Um dia me chamaram para fazer tradução simultânea, aquela que você fica em uma cabine com um fone, escuta o que a pessoa fala e vai simultaneamente traduzindo. Eu não aceitei, é que me parecia muito atrevimento!

O segundo convite veio em um momento que necessitava um dim-dim extra. Fui sincera e disse que não tinha nenhuma experiência. Realizaram um teste comigo e com duas cabo-verdianas. Antes do teste meu coração parecia que ia sair do peito, eu não me sentia capaz de escutar e falar ao mesmo tempor em dois idiomas diferentes. Mas foi muito estranho, na hora que coloquei os fones, e a pessoa começou a falar, fiquei tranquila, e passei no teste. Assim em 2007 com a Carla (saudades de ti) trabalhei por primeira vez em cabine.

Neste tipo de tradução tem um momento em que você pode traduzir a um outro tradutor. Como é isso? É o que chamam “relay”, neste caso em concreto, estávamos trabalhando em quatro tradutores de espanhol-português, francês-espanhol. Quando uma pessoa falava em francês, eu escutava ao colega que traduzia ao espanhol e então traduzia ao português. Assim, quando falavam em português, eu traduzia ao espanhol e ele por sua vez ao francês. Isto te coloca um pouco nervosa, porque quase todo mundo na sala depende do teu trabalho!!!

Uma nova experiência em um outro país, algo que eu nunca, mas nunca mesmo pensei que fosse fazer na minha vida, e aqui estou (risos). Sabe né aquele ditado: “a necessidade faz o ladrão”, é bem por aí mesmo!


Eu na cabine no meu último trabalho (dezembro/2008) em Casa África

Quer saber das minhas aventuras espanholas? Leia minha entrevista aqui.

Beijos e amanhã lhes espero para ver o último capítulo da Telenovela Kalón, e um índice da Grécia para facilitar a vida dos leitores!!!

Destaque do post:
Blog Entrevistando Expatriados
Experiência profissional no exterior
Tradução consecutiva e simultânea

Leia também:
Entrevistando Expatriados

Fotos: turomaquia_2003
turomaquia_2008
Tags Technorati: , , ,

Postado por Patricia de Camargo | Marcadores:

8 Comentários

  1. Viniart

    Si si rss, legal, essa intercomunicação entre idiomas é um negócio muito bom, sempre que atendo aqui no brasil pessoas de idiomas diferentes fico realmente empolgado, eu trabalho em shopping atualmente, atendo alguns extrangeiros, e é realmente gratificante conseguir o contato com eles, eles também te respeitam muito quando você faz de tudo pra atender à maneira deles !A foto do papagaio de pirata ficou legal kkkk ! rsrsabraço

    responder
  2. Claudia Pimenta

    oi patricia! amei a entrevista! super bacana conhecer um pouco mais sobre vc, uma amiga já tão querida! bj gde e ótima semana!!!

    responder
  3. Carol Wieser

    Patricia,Nossa, tá ai uma profissão que eu sempre achi muuuuuito difícil. Pra mim é coisa de outro mundo, mas com a tranquilidade que você narrou seu trabalho parece mesmo que você tirou de letra. E me diga uma coisa, não falta palavras às vezes?? Coisas que vc não acha a tradução na lingua traduzida??Beijos

    responder
  4. Patricia de Camargo

    Viniart,os idiomas são todo um mundo, mas nunca pensei que seria minha praia. por isso é legar sempre estar aberto as várias possibilidades que o mundo vai nos oferecendo!Muitos beijos

    responder
  5. Patricia de Camargo

    Claudia, obrigada pela tua presença constante por aqui! Você sabe que já meu deu muita força em alguns momentos delicados!Beijos amiga mía

    responder
  6. Patricia de Camargo

    Carol,faltam palavras sim! por isso na cabine sempre estão duas pessoas, se uma fica em branco, a outra ajuda. Também levo um notebook pequeno e deixo aberto o dicionario world reference. Mas tem palestras de temas tão específicos que é dureza, e dificilmente te dao material antes do evento!Beijos

    responder
  7. Luisa

    Nossa, Patricia! Tem que ter um raciocinio muito rapido pra trabalhar assim! Nao sei se eu daria conta do recado, nao!Basta eu conversar alguns minutos com a minha mae pro meu italiano piorar de um modo incrivel! E minha mae vive reclamando que o meu portugues jà foi bom… 🙂 Bjs

    responder
  8. Patricia de Camargo

    Luisa como eu disse, nunca imaginava na real que poderia fazê-lo, mas deu certo! (risos) Nem esquenta que tua mãe te diga isso, as vezes os meus pais também me chamam atenção, ainda mais porque aqui o português que traduzo é com acento português, e tem umas palavras diferentes (jejejejeje) uma confusão total!!!Beijos

    responder

Siga o Turomaquia no Instagram

Instagram

  • La Duquesita⁣
⁣
É uma das “docerias” mais antigas de Madri. Abriu suas portas em 1914 e ficou apenas 9 meses fechada. Quando todo mundo já dava por perdido esse emblemático lugar, veio Oriol Balaguer e reabriu suas portas.⁣
⁣
Oriol Balaguer é um dos mais famosos “chocolateiros” da Espanha, ou como se diz por aqui, “maestros chocolateros”.⁣
⁣
A loja é linda, mas não é só aparência. Os doces são gostosos e nem preciso falar dos bombons, tendo em vista quem é o dono do estabelecimento 😉⁣
⁣
Ele manteve o doce mais famoso da casa, como não, La Duquesita. Um doce de morango.⁣
⁣
Nessa época se passar pela loja, vale a pena comprar um dos panetones premiados do “chef”. Tem o tradicional, o de chocolate e o gianduia (pasta de chocolate com 30% de pasta de avelãs). E este ano também tem panettone de framboesa!⁣
⁣
#madrilovers #foodmadrid #oriolbalaguer #panettone #panettoneMadrid #doceemmadri #ondecomeremmadri

Fotos próprias e de divulgação.
  • Qual é seu drink favorito?⁣
⁣
Na foto estou com o “pear mule”, o novo drink do @200gramos. Leva vodka, pera, suco de limão e ginger beer.⁣
⁣
Beeeem gostoso!

#drinks🍹 #restaurantelaspalmas #laspalmasdegrancanaria🌴 #grancanaria
  • Paris sera Toujours Paris⁣
⁣
É um guia realmente diferente de Paris. Não vai te ajudar a pegar o metrô ou programar o dia a dia da sua viagem. E mesmo assim é incrível para quem busca compreender a cidade.⁣
⁣
Màxim Huerta nos mostra Paris através de seus personagens como Colette ou Joséphine Baker; de seus ofícios, um exemplo? Os “bouquinistes”, os vendedores de livros das “caixas verdes” das margens do Sena.⁣
⁣
Também fala do croissant, da Torre Eiffel, mas sempre trazendo um dado inusitado, contando uma história, porque afinal Màxim é um grande contador de histórias, já falei de outro livro dele no #turolivros⁣
⁣
O livro é lindo, graças as histórias e as ilustrações de Maria Herreros, que são pura arte.⁣
⁣
Dá para ler com um espanhol intermediário.⁣ Não tem edição em português.
⁣
#parislivro #parisbook #oqueler #bookaddict #turolivros #desafioumlivropormes #bookphotos
  • Bar-restaurante (Achado em Madri)⁣
Não estou exagerando, é realmente um achado em Malasaña. ⁣
⁣
Na verdade é um bar-restaurante com um armazém que vende frios, vermut e outras delícias.⁣
⁣
Típico lugar de bairro, frequentado pelos moradores e que oferece boa comida, excelentes vermuts e um atendimento amável.⁣
⁣
Levei meus pais e eles amaram. No final de semana tem que chegar cedo para sentar porque o local é pequeno. ⁣
⁣
Durante a semana, oferecem um prato do dia por 5,50€. Nós fomos de garbanzo con bacalao. Grão de bico com bacalhau. Na Espanha se prepara o grão de bico como a gente faz feijoada. ⁣
⁣
Se quiser acrescentar ao prato do dia, bebida e pão, o valor sobe a 8€. O pão é mara e o vermut muuuito bom, por isso vale a pena acrescentá-los.⁣
⁣
Para ir com amigos e petiscar, há tábuas de frios, colmadas (sanduíches) e conservas. ⁣
⁣
Veja o cardápio inteiro com preços no site oficial: http://lacolmada.com ⁣
⁣
Destaque: atendimento 5 estrelas.⁣
⁣
#madri #madridlovers #madridfood #restaurantesmadri #restaurantesmadrid #foodphoto #foodporn #foodpic @lacolmada
  • Hotel maravilhoso em Madri⁣ 🔝
Gente do céu, apaixonei por um dos hotéis que testei nessa última viagem para Madri. ⁣
⁣
Na verdade, também gostei de outro, que vou postar mais para frente. ⁣
⁣
Mas voltando a esse 4 estrelas incrível que me hospedei em 2 noites diferentes, uma com minha sogra e outra com meus pais.⁣
⁣
Ocupa um edifício histórico que foi o maior arranha-céu da Espanha na década de 1950. Foi remodelado totalmente pela rede RIU e reabriu nesse último verão.⁣
⁣
Mas o que quero destacar é o atendimento prestado por todo o staff, desde a recepção ao senhor que abre a porta. Passando pela senhora que retira os pratos da mesa no café-da-manhã. De tirar o chapéu!⁣
⁣
Os dois quartos que me hospedei tinham uma vista incrível de Madri, com Palácio Real incluído.⁣
⁣
Os hóspedes tem livre acesso a um dos melhores mirantes da cidade. E ainda conta com um piscina (bem pequena), academia, café da manhã com show cook e uma localização fantástica!⁣
⁣
Para ver preços e outras opiniões, clique no link da bio. Por que estou fazendo dessa forma? Se alguém resolver reservar, recebo uma comissão que não onera para nada meu seguidor, mas que é importantíssima para manter o Turomaquia e o Arte 365 navegando! ⁣
⁣
Desenvolver conteúdo de qualidade é caro e demanda muito tempo. Por isso, pequenos gestos como esse, permitem que os criadores mantenham seu trabalho. Não permita que apenas os conteúdos lixo sobrevivam nessa selva digital! É uma compromisso de todos nós!⁣ Vou mostrar o quarto nos Stories!
⁣
#hotelmadri #ondedormiremmadri #hotelmadricentro #hoteldesign #madrilovers #madrid #mirante
  • ⁣
Palmeritas Original, novidade em Madri.⁣
⁣
O dono de uma das melhores confeitarias de Madri e do melhor croissant de framboesa abriu essa “porta” no coração da Gran Via, praticamente na frente da Primark. ⁣
⁣
O responsável? Alejandro Montes e sua casa insígnia? Mama Framboise. ⁣
⁣
Eu escrevi porta porque está pensado para atender o pessoal na rua. Mas também dá para entrar no hotel Hyatt e saboreá-las desde dentro com um cafezinho quente!⁣
⁣
Loja de um único produto, a palmerita, conhecida no Brasil como palmier ou ainda como orelhas de elefante 😋⁣
⁣
Um doce de massa folhada que Alejandro deu um giro de 180 graus criando 12 sabores diferentes, uma mais legal que o outro. Eu provei a “castiza”, ou seja, a palmerita com mais sabor a Madri que leva geléia de morango, chocolate de amoras e pétalas de violeta cristalizada. ⁣
⁣
Crocante, fresca e de sabores surpreendentes. Meus pais também adoraram. ⁣
⁣
💶 O preço? 1,70€⁣
⁣
⏰ Abre de segunda a quarta-feira das 8:30 às 22:00 horas. Quinta e sexta-feira das 8:30 à meia-noite. No sábado das 9:30 à meia-noite e no domingo das 9:30 às 22:00 horas.⁣
⁣
📫 End.: Calle Gran Vía 31, 28013⁣
⁣
Fotos próprias e de divulgação

Follow Me!